Segurança
Publicidade

Por Raisa Monteiro Capela, Para o TechTudo


O aumento das tentativas de golpes e ataques a perfis de redes sociais levanta preocupações quanto à segurança dos celulares. Os smartphones armazenam diversos dados sensíveis — histórico de navegação, senhas, informações bancárias e outros — que, se caírem em mãos erradas, podem causar muitas dores de cabeça. Por isso, é necessário usar recursos e adotar hábitos para evitar a ação de malwares e a ocorrência de fraudes, preservando a segurança e a privacidade das informações. Veja, a seguir, seis dicas para proteger o seu celular Android ou iPhone (iOS).

Seis coisas que você deve fazer para manter seu celular seguro — Foto: Unsplash

1. Atualize o sistema operacional e os aplicativos instalados

Atualizar regularmente os aplicativos e o próprio sistema operacional do celular é importante para trazer mais segurança ao aparelho. Apps do iPhone são atualizados automaticamente, mas, caso necessário, é possível fazer a atualização de forma manual. Para isso, abra a App Store e toque no ícone do perfil. Depois, role para baixo para ver as atualizações pendentes e, então, pressione "Selecionar tudo".

No Android, o passo a passo para fazer o update de apps é simples. Basta ir até a Google Play Store e tocar no ícone do perfil. Então, no menu que será exibido, pressione "Gerenciar Apps e dispositivos" e, em seguida, sobre "Gerenciar". Feito isso, é só tocar em "Atualizações disponíveis" para verificar os aplicativos com update disponível.

Atualização de aplicativos em celular com Android — Foto: Reprodução/Raisa Capela

Quanto ao update dos sistemas operacionais, no Android, acesse Configurações > Atualização do sistema > Atualização de Segurança do Android. No iOS, vá até Ajustes > Geral e toque em "Atualização de Software". Ambos os sistemas costumam enviar uma mensagem na barra de notificação sobre novidades e atualizações.

2. Use as proteções integradas de segurança e privacidade

Para se resguardar de ataques direcionados e assegurar a privacidade e segurança, é fundamental que os usuários ativem as proteções integradas do celular. O procedimento impede que terceiros, mesmo com login e senha, acessem suas contas. Tanto o Android como o iPhone (iOS) disponibilizam o recurso que impossibilita a entrada não autorizada na conta.

Para ativar a função em smartphones Android, vá até o site "My Account Google" (myaccount.google.com/security) e, em seguida, pressione a aba de "Verificação e Segurança". Lá, role até a opção Verificação em duas etapas > Ativar.

Ativação da verificação em duas etapas em celular com Android — Foto: Reprodução/Raisa Capela

Para ativar a função no iPhone, acesse Ajustes > Senhas e selecione a conta para o site ou o app. Então, toque em "Configurar código de verificação" e, depois, aperte "Digitar Chave de Configuração". Em seguida, pressione o campo "Chave de configuração", toque em "Colar", selecione "OK" e aperte o campo "Código de Verificação". Então, toque em "Copiar Código de Verificação". Após esse procedimento, vá ao site ou app e cole o código no local indicado.

3. Gerencie permissões de aplicativos

É comum que, após serem instalados, alguns aplicativos solicitem permissões como acesso à câmera, microfone, localização, armazenamento interno e outras. Nesse sentido, é fundamental gerenciar as permissões que cada app tem no dispositivo de tempos em tempos. A prática reforça a segurança dos usuários.

Caso perceba que algum app possui permissão para ler dados que não se adequam à maneira como ele funciona (aplicativos de edição de foto com permissão para acessar o microfone, por exemplo), vale remover o acesso do serviço.

Gerenciamento de permissões de aplicativos no celular Android — Foto: Reprodução/Raisa Capela

Para isso, no Android, abra Configurações > Apps > Permissões > Gerenciador de Permissões. Então, basta analisar os apps com acesso aos dados e, se julgar desnecessária alguma permissão, selecionar o software e a opção "Não Permitir". No iPhone, abra Ajustes > Privacidade > e ajuste as permissões de cada app nas opções individuais.

4. Faça backup do seu celular

Realizar backup com regularidade no smartphone é uma medida preventiva para não perder dados em caso de imprevistos, como roubos, perdas ou troca de aparelho. É importante deixá-lo salvo em dois lugares diferentes, como no HD externo e nos serviços em nuvem Google Drive ou iCloud. Dessa forma, é possível recuperar arquivos e dados com praticidade.

Caminho para realização de backup em celular com sistema Android — Foto: Reprodução/Raisa Capela

No Android, acesse Configurações > Sobre o telefone > Fazer backup e restaurar. Confirme a senha de desbloqueio e inicie o processo e backup. Já nos celulares da Apple, o procedimento é feito automaticamente pelo sistema. Por isso, é essencial verificar se o armazenamento do dispositivo está com espaço suficiente para a realização do backup.

5. Não instale aplicativos de fora das lojas oficiais

Baixar aplicativos e jogos fora das lojas oficiais potencializa os riscos de ser vítima de hackers e spywares, que podem monitorar atividades e repassar informações sem o seu conhecimento. Isso porque os APKs, como são chamados os aplicativos disponibilizados em fontes externas, não passam pela verificação de segurança da Google Play Store e App Store. Dessa forma, não é possível atestar a segurança do download.

Vale ressaltar, contudo, que alguns desenvolvedores podem clonar aplicativos legítimos e modificá-los de forma a adicionar funções maliciosas. A Play Store, por exemplo, já baniu milhares de apps falsos. Alguns deles eram, inclusive, capazes de roubar senhas de redes sociais. Por isso, é necessário atentar para o desenvolvedor responsável pelo app, além de checar avaliações e comentários do software nas lojas.

6. Sempre escolha senhas seguras e fortes

Muitos usuários repetem senhas em aplicativos diferentes e escolhem sequencias numéricas fáceis de presumir, como aniversário de familiares e nome de pets. Para criar uma senha forte e segura, contemple letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais, ainda que seja mais difícil de memorizá-la. Além disso, é importante fazer a troca periódica dos códigos e não anotá-los em blocos de notas do dispositivo. Se possível, utilize um gerenciador de senhas.

Na falta de criatividade, existem programas geradores de senhas fortes online — Foto: Divulgação/Getty Images

Com informações de Digital Trends

Veja também: Como descobrir a senha do Wi-Fi pelo celular

Como descobrir a senha do Wi-Fi pelo celular

Como descobrir a senha do Wi-Fi pelo celular

Mais do TechTudo