Publicidade

Por Felipe Vinha, para o TechTudo


Jogos de terror fazem muito sucesso nos consoles e PC, ficando sempre entre os mais jogados em plataformas como o Steam. Os títulos mais modernos do gênero, como Resident Evil Village, podem ser pesados para computadores modestos, mas há muitos exemplos de games desse estilo que são bons e rodam bem em PCs considerados fracos. Entre eles, alguns dos mais elogiados são Outlast, Amnesia, Little Nightmares e Limbo. Pensando nisso, o TechTudo preparou uma lista com dicas de jogos de terror que rodam bem em PCs mais antigos. É importante ressaltar que a lista considera três requisitos mínimos principais: memória RAM, processadores e placas de vídeo.

Outlast e outros jogos estão entre assustadores que rodam em qualquer PC — Foto: Divulgação/Red Barrels

1. Outlast – PC, PS4, Xbox One, Nintendo Switch

Outlast é um jogo de terror em primeira pessoa onde os jogadores assumem o papel de um jornalista investigativo, Miles Upshur. O protagonista precisa averiguar denúncias sobre violência e abusos cometidos em um hospital psiquiátrico, mas, ao tentar entender o que se passa no local, ele se depara com horrores inesperados. Em Outlast, os sustos são constantes e o jogador lida sempre com o escuro, enquanto precisa se virar para procurar por pilhas para sua câmera. Usar a visão noturna da máquina é necessário para continuar avançando, mas não garante que o jogador não vai ser surpreendido.

Misturando sobrevivência com necessidade de luz, Outlast é um dos mais assustadores dos últimos tempos — Foto: Divulgação

Outlast foi lançado em 2013 e, por isso, roda bem em máquinas mais antigas. Também é considerado um clássico que já influenciou outros games de terror. O título exige uma máquina com ao menos 2 GB de RAM, processador de 2.2 GHz dual-core e qualquer placa de vídeo com 512 MB de memória deve dar conta de seus gráficos.

2. Little Nightmares – PC, PS4, Xbox One, Nintendo Switch

Imagine controlar uma criança em um jogo 2D onde é preciso andar pelo cenário fugindo de mortes violentas, seres gigantescos que querem te devorar e, ao mesmo tempo, tentando se manter sempre na luz. É assim que funciona Little Nightmares , game indie lançado em 2017 para PlayStation 4 (PS4), Xbox One e Nintendo Switch, além de PC. O título fez tanto sucesso que já rendeu uma sequência. O jogo conta com mecânicas bem feitas de quebra-cabeças e combates inventivos, além de lembrar a estética de filmes do diretor Tim Burton em alguns aspectos.

Little Nightmares mistura elementos 2D e 3D com toques de horror e estética de filme de Tim Burton — Foto: Divulgação/Bandai Namco

Apesar de ser mais recente, Little Nightmares exige um computador com 4 GB de memória RAM para rodar no mínimo, além de processador Intel Core i3 (ou equivalente) e uma placa de vídeo Nvidia GTX 460. Também é recomendado jogar com um controle para melhorar a experiência, caso aproveite no PC.

3. Manhunt 2 – PC, PSP, PS2, Nintendo Wii

Manhunt 2 é um clássico da Rockstar, mesma empresa que é dona das séries GTA e Red Dead Redemption. Aqui, porém, não há nada de mundo aberto e o que conta é a furtividade. Jogabilidade em terceira pessoa é a principal mecânica, enquanto controlamos o personagem Daniel Lamb em um asilo repleto de psicopatas que devem encontrar formas de matar uns aos outros. O game foi elogiado por sua violência extrema, mas também rendeu polêmicas e teve sua distribuição suspensa em várias plataformas.

Manhunt 2 foi considerado violento demais para o lançamento em vários países, inclusive Brasil — Foto: Divulgação/Rockstar

É por este motivo, por exemplo, que não é possível comprar Manhunt 2 em versão digital para PC legalmente no Brasil, apenas cópias físicas usadas para computadores, PlayStation 2, Wii e PSP, em sites de revenda de produtos. Caso encontre, é necessário ter um PC com apenas 512 MB de memória RAM, processador Intel Pentium 4 e qualquer placa de vídeo com, pelo menos, 128 MB.

4. F.E.A.R. – PC, PS3, Xbox 360

Lançado em 2006 para PC, PS3 e Xbox 360, F.E.A.R. é um dos jogos mais antigos da lista, sendo considerado um dos clássicos de terror. O game mescla o horror e a tensão com jogabilidade de tiro em primeira pessoa, trazendo diversos momentos de ação. Na história, você controla um soldado que investiga uma força misteriosa e paranormal com o apoio da equipe F.E.A.R, ou First Encounter Assault Recon. É preciso analisar cada cenário antes de atirar e lidar com as ameaças criadas por Alma, a “vilã” do jogo”.

F.E.A.R. mistura jogos de tiro com elementos de horror e sobrenatural — Foto: Divulgação/Warner

F.E.A.R. viralizou bastante com um vídeo redublado pelo streamer Rato Borrachudo, o “Fala do protagonista”, onde faz várias piadas com os sustos do jogo. Para jogar F.E.A.R. no PC é preciso ter, pelo menos, 512 MB de memória RAM, processador Intel Pentium 4 no mínimo e uma placa de vídeo com meros 64 MB.

5. Amnesia: The Dark Descent – PC, PS4, Xbox One, Nintendo Switch, Android

Outro jogo já considerado clássico e que envelheceu muito bem, Amnesia: The Dark Descent, saiu em 2010 e é mais um game de terror que aposta em jogabilidade de primeira pessoa para potencializar os sustos e aumentar o medo. No game, o jogador inicia a jornada com um personagem sem memória em ambiente desconhecido e precisa fugir de onde está para descobrir mais do seu passado.

Na aventura de Amnesia: The Dark Descent seu personagem acorda sem memória em castelo desolado — Foto: Divulgação/Frictional Games

O personagem, eventualmente identificado como Daniel, está preso em castelo e, com o tempo, vai descobrindo que talvez suas lembranças não sejam exatamente agradáveis. Amnesia: The Dark Descent requer um computador com, pelo menos, 2 GB de memória RAM, processador com 2.0 GHz e qualquer placa de vídeo integrada – normalmente, configurações a partir de 512 MB já dão conta do recado para rodar com tudo no máximo.

6. Alan Wake – PC, Xbox 360, PS4, Xbox One, PS5, Xbox Series X, Xbox Series S, Nintendo Switch

Alan Wake é um jogo que chamou atenção desde o seu anúncio por ser produzido pela Remedy Entertainment, produtora originalmente responsável pela série Max Payne. Além disso, quando foi lançado, em 2010, o título foi comercializado como um dos grandes exclusivos do Xbox 360, onde permaneceu por um bom tempo, até ganhar versões para várias outras plataformas. A edição de Nintendo Switch ainda vai sair e está programada para o final de 2022, enquanto a versão Remastered para PS4 e PS5 foi lançada em outubro de 2021.

Alan Wake foi feito pela mesma produtora da série Max Payne e, mais recentemente, de Control — Foto: Divulgação/Remedy

Em Alan Wake, controlamos o personagem que dá nome ao jogo, um escritor de ficção criminal que começa a lidar com uma força das trevas que possui objetos e até mesmo pessoas. O jogo é em terceira pessoa e tem tom investigativo, apesar de conter vários elementos de horror. Sua versão de PC requer um computador com, pelo menos, 2 GB de memória RAM, processador dual-core de 2 GHz e placa de vídeo com 512 MB.

7. Alien: Isolation – PC, PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, Nintendo Switch, Android, iOS

Alien: Isolation saiu em 2014 e é considerado o melhor jogo de toda a saga cinematográfica Alien até agora. Para além da qualidade gráfica, o game oferece também uma aventura que se garante com boa história e jogabilidade interessante. Apesar de ser em primeira pessoa, Alien: Isolation não é um game de ação frenética. Pelo contrário, o game oferece uma experiência de gato e rato onde jogador precisa pensar bastante antes de cada passo, para não ser surpreendido pelo temível Xenomorfo.

Em Alien: Isolation você controla a filha da Tenente Ripley — Foto: Divulgação/SEGA

No jogo, você controla Amanda Ripley, filha da Tenente Ellen Ripley, personagem clássica da série de filmes. A jovem trabalha em uma estação espacial quando tudo dá errado e os aliens dominam o lugar. Cabe a Amanda resgatar sobreviventes e tentar ela mesma sobreviver para contar a história, fazendo justiça ao seu legado. Alien: Isolation é um pouco mais pesado que os outros jogos, mas nem tanto. Ele quer um computador com 4 GB de memória RAM, placa de vídeo de 1 GB e processador com 3,16 GHz de clock máximo.

8. Limbo – PC, Xbox 360, PS3, PS4, Xbox One, PS Vita, Nintendo Switch, Android, iPhone (iOS)

Limbo pode ter uma proposta relativamente parecida com Little Nightmares, mas, no fundo, é um jogo bem diferente. Os dois se assemelham bastante em termos de jogabilidade por serem aventuras de plataforma em 2D, no entanto, Limbo também traz um forte apelo estético. O game usa bastante do conceito de sombras – todos os personagens são sombras, tanto o protagonista quanto os inimigos e os cenários. O ambiente soturno dá o tom certo de medo e cuidado constante para que os jogadores saibam do clima de perigo.

Em Limbo você controla um jovem que pode ter mortes violentas — Foto: Divulgação/Playdead

Em Limbo, controlamos um jovem sem nome que precisa cruzar um pesadelo para resgatar sua irmã. O jogo de 2010 desafia a vencer obstáculos e monstros diversos, com encontros que podem resultar em mortes violentas da criança. Limbo requer apenas 512 MB de memória RAM, processador com 2 GHz de clock e placa de vídeo compatível com Shader Model 3.0 – normalmente qualquer uma acima de 512 MB funciona sem grandes problemas.

Mais do TechTudo