Apps
Publicidade

Por Raisa Monteiro Capela, para o TechTudo


Um novo malware com capacidade de roubar dados bancários de celulares Android está em circulação, segundo indica o Índice Global de Ameaças, relatório produzido pela empresa de cibersegurança Check Point Software e que analisa o cenário de ameaças no ambiente digital. O estudo, divulgado na última quarta-feira (13), identificou entre os atuais perigos virtuais o MaliBot - um tipo de vírus que utiliza phishing via SMS para induzir as vítimas a baixar um falso aplicativo de criptomoedas e compartilhar dados bancários com ele. Nas linhas a seguir, saiba mais sobre o trojan e veja como se proteger.

Novo malware pode roubar seus dados bancários; veja como se proteger — Foto: Divulgação/Getty Images

O que é o Malibot e como funciona?

O Malibot é um malware bancário que circula pelos dispositivos Android. Ele possui a capacidade de se disfarçar de aplicativos de criptomoedas com nomes diferentes e tem como objetivo de roubar informações bancárias dos usuários.

Para atrair as vítimas, o Malibot utiliza mensagens SMS de phishing para persuadir a pessoa a abrir um link e instalar um aplicativo falso. Uma vez instalado no aparelho, o malware consegue acessar seus apps de banco e, assim, extrair suas informações bancárias - como número da conta e do cartão de crédito - para, então, aplicar diferentes tipos de golpes.

De acordo com o que foi divulgado pela Check Point, o MaliBot conseguiria ainda acessar carteiras virtuais de criptomoedas dos usuários e roubar outros tipos de dados pessoais - como seu nome e e-mail. O malware ocupa o 3º lugar no ranking de malwares mobile em atuação no mundo e seria uma variante do FluBot, vírus de natureza similar que foi identificado e removido em meados de maio de 2022.

Existe algum outro malware assim?

Existem outras malwares mobile que atuam no ambiente digital e agem de forma semelhante ao Malibot - como o Alienbot e Anubis, outros dois vírus que circulam entre celulares Android. Aliás, segundo o Índice Global de Ameaças para junho de 2022, o Alienbot é ainda o malware mais prevalente. Quando ativo, ele permite que um invasor remoto injete códigos maliciosos no dispositivo na finalidade de tomar controle do celular e, assim, acessar as contas das vítimas.

Já o Anubis, trojan bancário também projetado para telefones Android, já foi detectado dentro de diversos aplicativos no Google Play Store. Além de capturar dados bancários, ele possui a capacidade de gravar áudios e acessar a tela do celular de forma totalmente remota, via programação.

Como posso me proteger desse tipo de vírus?

Para se proteger do Malibot e outros malwares maliciosos, o ideal é evitar abrir links potencialmente maliciosos. O dfndr lab conta com um verificador de links que pode ser utilizado para identificar se algum endereço enviado a você é seguro ou não. Para isso, basta acessar "www.psafe.com/dfndr-lab/pt-br/" (sem aspas) e colar o link na área indicada.

Além disso, evite fazer download de arquivos cujos remetentes são suspeitos ou desconhecidos, seja por e-mail, SMS ou ainda aplicativos mensageiros. Vale mencionar também que, mesmo que a mensagem seja supostamente enviada por uma empresa ou instituição conhecida, é importante checar a veracidade da informação, acessando sempre sites oficiais para confirmação.

Outra medida de segurança importante é não baixar aplicativos fora das lojas oficiais de app, já que eles não passam pelas verificações presentes na Google Play Store. Por fim, utilizar um antivírus no celular e fazer varreduras frequentes, além de manter o Play Protect ativo, é uma boa forma de se prevenir contra ataques de malwares.

Com informações de Check Point

Veja ainda: O que é GB WhatsApp? Conheça os recursos (e os riscos) ao baixar o APK

O que é GB WhatsApp? Conheça os recursos (e os riscos) ao baixar o APK

O que é GB WhatsApp? Conheça os recursos (e os riscos) ao baixar o APK

Mais do TechTudo