Sistemas Operacionais
Publicidade

Por Flávia Fernandes, para o TechTudo


GrapheneOS é um sistema operacional de código aberto baseado no Android, disponível apenas para celulares Google Pixel (a partir do 3A). O software oferece mais segurança através de várias medidas, como restrições para apps, bloqueios de redes, identificador de malwares e remoção de serviços obrigatórios do Google. Atualizado em junho, o OS inclui navegador, mensageiro, leitor de PDF e câmera, e pode ser útil para quem acessa dados sensíveis ou só quer ter mais privacidade. Veja, a seguir, o que é o GrapheneOS e como instalar no smartphone.

GrapheneOS é opção de sistema operacional com mais segurança e privacidade; confira como funciona — Foto: Flávia Fernandes/TechTudo

O que é GrapheneOS?

GrapheneOS é um sistema operacional de código aberto fundado em 2014, feito com base no Android Open Source (AOSP) - ou seja, no Android em sua forma mais "básica". Ele visa oferecer mais privacidade e segurança durante a navegação no celular, e, por isso, conta com vários recursos de segurança, como backups criptografados, atualizações de segurança sem a necessidade de acesso remoto e bloqueio de conexões Wi-Fi e Bluetooth quando o smartphone não está em uso.

Ainda, com o objetivo de limitar o acesso a dados e informações do usuário - como rastreio da localização e atividades -, o sistema não inclui serviços como Google Play Store e outros apps utilitários do Google.

Sistema operacional GrapheneOS está disponível apenas para dispositivos Pixel — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Quais os diferenciais em relação ao Android convencional?

Diferentemente do Android "comum", o GrapheneOS traz alguns aplicativos próprios instalados, como o Vanadium WebViewer, uma versão do Google Chrome com segurança reforçada. Além disso, o software possui câmera privada, visualizador de PDF e mensageiro nativo. Outro diferencial é que o OS não solicita a criação de conta para a utilização dos recursos do celular.

Para baixar aplicativos, é possível usar a F-Droid, loja de apps gratuitos e de código aberto para dispositivos Android. Por outro lado, também é possível instalar a Google Play Store, embora isso anulasse, de alguma forma, o objetivo principal do GrapheneOS.

Ele é mais seguro? Vale usar?

O GrapeheneOS é seguro e visa impedir aplicativos de capturar informações pessoais do usuário e aumentar a proteção contra malwares e vírus no aparelho. Por esse motivo, o sistema pode ser útil para pessoas que trabalham com dados sensíveis ou desejam mais privacidade e segurança. Além disso, a versão de um Android sem apps nativos pode ser interessante para quem não concorda com a obrigatoriedade de serviços fixos no sistema. Porém, por só rodar em celulares Pixel - que, vale mencionar, não estão à venda oficialmente no Brasil -, pode não ser a melhor alternativa por aqui.

Sistema operacional GrapheneOS não apresenta apps nativos do Google — Foto: Aline Batista/TechTudo

Quais celulares podem ter GrapheneOS? Como instalar?

Embora seja possível instalar o software em outros smartphones, apenas celulares Google Pixel suportam corretamente os padrões de privacidade e segurança exigidos pelo GrapheneOS. Abaixo, confira a lista de modelos compatíveis:

Para instalação, é necessário ativar o menu do desenvolvedor no aparelho ao acessar Configurações > Sobre o Telefone > Informações do Software > Número de compilação. Pressione algumas vezes a última opção até que o modo de desenvolvedor seja desbloqueado. Em seguida, vá até Configurações > Sistema > Opções do desenvolvedor > Desbloqueio de OEM.

Também é preciso ter um computador com sistema operacional Linux, Windows 10 e 11 ou macOS Catalina, Big Sur e Monterey. No Windows, abra o Windows Update, execute uma verificação de atualizações em seguida, selecione "Exibir atualizações opcionais". É necessário, nessa etapa, instalar o driver para carregar a interface de inicialização do Android apresentado pelo Windows Update.

No celular, coloque-o em modo bootloader (programa responsável pela inicialização do Android) ao manter pressionado o botão de diminuir volume enquanto o aparelho reinicia. Em seguida, é preciso conectar o smartphone ao computador e acessar essa página de instalação do GrapheneOS ("https://grapheneos.org/install/web").

As próximas etapas são feitas na própria página do GrapheneOS por meio dos botões de instalação que irão desbloquear o bootloader, baixar as imagens de fábrica do GrapheneOS, limpar todos os dados existentes, baixar a nova ROM (memória somente de leitura) e bloquear o programa de inicialização para habilitar a inicialização verificada completa.

Vai lançar para mais celulares?

Atualmente, o GrapheneOS apresenta suporte para o Pixel 4 e superior. Versões anteriores não recebem mais atualizações da empresa. Recentemente, a empresa anunciou que o sistema operacional estará disponível também para o Google Pixel 6A. Não há previsão de quando nem se será lançado para outras marcas de celulares.

Com informações de Android Police, How-To Geek e GraphneOs

Veja também: Quatro coisas que você nunca deve fazer no seu celular Android

Quatro coisas que você nunca deve fazer no seu celular Android

Quatro coisas que você nunca deve fazer no seu celular Android

Mais do TechTudo