Redes sociais
Publicidade

Por Flávia Fernandes, para o TechTudo


O TikTok, como a maioria dos aplicativos de redes sociais, coleta uma série de dados enquanto você o utiliza. Recentemente, o app voltou a ser alvo de polêmicas nos Estados Unidos, correndo até mesmo risco de banimento das lojas oficiais para Android e iPhone (iOS), mas as informações solicitadas por ele são de praxe. Porém, tomar alguns precauções pode ser uma medida válida, caso você queira minimizar a quantidade de dados divididos com o aplicativo. Não criar uma conta com credenciais de outra plataforma e limitar os anúncios personalizados, por exemplo, são algumas formas de aumentar a proteção.

Vale mencionar que a preocupação de especialistas com o TikTok é maior porque o aplicativo é muito popular entre adolescentes e crianças - o que torna mais sensível o tratamento de dados feito pela plataforma. Para garantir mais privacidade, o TechTudo reuniu seis dicas para manter suas informações seguras no app. Veja a seguir.

Confira como proteger dados pessoais no TikTok; recursos podem evitar a troca de informações do app com outras redes — Foto: Getty Images/SOPA Images

O que é glow up no TikTok? Descubra mais no Fórum do TechTudo

Como manter dados pessoais seguros no TikTok?

1. Evite criar uma conta com credenciais de outras redes (Google ou Facebook)

Assim como outros apps, o TikTok também aceita que o cadastro seja feito por meio de outras contas, como Google ou Facebook. Apesar de mais fácil, essa forma não é a mais segura. A inscrição realizada por outras plataformas autoriza o monitoramento de atividades entre apps e também o compartilhamento de dados, de forma a cruzar as informações disponíveis entre os aplicativos.

Dados como fotos e agenda de contatos são alguns exemplos de informações que podem ser divididas entre uma plataforma e outra. Vale ressaltar que esse compartilhamento não se limita apenas à data do registro, já que o acesso aos dados compartilhados é contínuo. Para evitar isso, o ideal é fazer o cadastro no app utilizando um endereço de e-mail.

Não registre-se no TikTok com outras redes sociais — Foto: Reprodução/Flávia Fernandes

2. Desativar a sincronia do TikTok com contatos da agenda e do Facebook

Para aumentar a rede de pessoas conhecidas, o TikTok pode pedir permissão para mostrar amigos adicionados no Facebook que também tenham conta no app. É muito comum que esse acesso seja autorizado, mas ele pode oferecer brechas de privacidade. Por esse motivo, é importante desativar a sincronização por meio das configurações.

Para fazer isso, vá até a aba “Perfil” no TikTok. Pressione as três barras horizontais no canto superior direito e selecione “Configurações e privacidade” > “Privacidade” > “Sincronizar contatos e amigos do Facebook”. Então, desabilite as opções “Sincronizar contatos” e “Sincronizar amigos do Facebook”.

3. Não permitir que o TikTok sugira sua conta para outras pessoas

É comum que o aplicativo faça conexões entre amigos de outras redes sociais, contatos da agenda e potenciais conhecidos. O recurso parece ser útil, mas também pode expor seu perfil e informações para mais pessoas do que você deseja.

Para evitar isso, acesse seu perfil no TikTok e toque nas três barras horizontais no canto superior direito. Selecione a opção “Configurações e privacidade” > “Privacidade” > “Sugerir sua conta para outras pessoas” e desabilite todas as opções da página.

4. Se cadastrar no Tiktok com recurso "Hide My E-mail" do iPhone

Para evitar que dados indesejados sejam compartilhados com a plataforma e aumentar a privacidade no TikTok, utilizar o “Hide My E-mail” é uma opção para quem usa iPhone (iOS). A ferramenta disponibilizada pela Apple adiciona uma camada extra de proteção aos dados quando realizar um cadastro pela primeira vez em um site ou aplicativo.

O recurso está disponível para assinantes do iCloud+ e permite gerar endereço de e-mails anônimos para usar em registros. Mesmo com o correio eletrônico camuflado, é possível continuar a receber as mensagens da empresa cadastrada na sua caixa de entrada. Saiba mais sobre o recurso aqui.

Usuários do iPhone podem usar recurso Hide My E-mail para proteção adicional no TikTok — Foto: Divulgação/Apple

5. Não deixe o TikTok acessar a sua localização

O TikTok pode pedir que o usuário conceda acesso à localização. Esse recurso permite inserir o local em que está ao publicar um vídeo, por exemplo. Além disso, ele dá ao aplicativo a opção de exibir vídeos populares na sua região.

Apesar de parecer interessante, esse monitoramento constante da localização pode abrir brechas de privacidade e segurança, além de gastar mais bateria do seu celular. Vale mencionar que, embora seja possível desativar o serviço, o TikTok pode ainda assim "estimar" a sua localização com base nas informações armazenadas no sistema, como provedor de rede e endereço IP.

Porém, é possível reduzir essa exposição utilizando um truque do próprio app. Para isso, com o TikTok aberto, toque em “Perfil”. Abra as três linhas horizontais do canto superior direito e siga o caminho “Configurações e privacidade” > “Privacidade” > “Serviços de localização” > “Permissões” > “Local” > “Não permitir”. Vale mencionar ainda que, para usuários de iPhone, é possível dar acesso somente à localização aproximada também.

Desative o acesso à localização no TikTok para mais segurança — Foto: Divulgação/Pexels

6. Limite os anúncios personalizados

Assim como outros aplicativos, o TikTok também veicula anúncios que podem ser relevantes para você. Uma forma de limitar o uso das suas informações pessoais para uso comercial é desativar essa segmentação.

Para fazer isso, vá até o “Perfil” > “Configurações e privacidade” > “Personalização de anúncios”. Desabilite as opções “Uso de atividades fora do Tik Tok para segmentação de anúncios” e “Anúncios de redes de anúncios de terceiros”.

Com informações de The Verge, MakeUseOf e TechTheLead

Veja também: iOS 15.2: como ativar e usar o relatório de privacidade do iPhone

iOS 15.2: como ativar e usar o relatório de privacidade do iPhone

iOS 15.2: como ativar e usar o relatório de privacidade do iPhone

Mais do TechTudo