Sistemas Operacionais
Publicidade

Por Marina Logullo, para o TechTudo


O Windows 11, versão mais recente do sistema operacional para computadores da Microsoft, veio com design renovado e uma série de novas funções. Algumas delas, porém, podem consumir mais recursos e ocasionar travamentos. Somadas a esse fator, práticas comuns entre os usuários, como acumular arquivos temporários e programas não utilizados, contribuem para deixar o Windows 11 ainda mais lento. Pensando nisso, o TechTudo listou sete dicas para otimizar o desempenho do sistema da Microsoft. Confira a seguir e entenda como cada uma das ações pode melhorar a performance do seu PC.

Windows 11: desempenho do sistema pode melhorar com dicas simples; confira — Foto: Divulgação/Microsoft

Qual o melhor Windows de todos os tempos? Comente no Fórum do TechTudo

1. Desabilite programas na inicialização

Alguns softwares são programados para iniciar automaticamente com o Windows 11, o que pode deixar o processo de inicialização mais demorado. Além disso, nem sempre esses programas são indispensáveis e precisam ser usados imediatamente, de forma que o usuário pode ativá-los apenas quando desejar. Para desabilitar a inicialização automática, pressione as teclas "Ctrl+Alt+Del" e selecione a opção “Gerenciador de Tarefas”. Na barra de opções, vá em “Inicializar” e selecione o programa desejado, prosseguindo em “Desabilitar”.

Desabilitar a inicialização automática de alguns programas pode melhorar o desempenho do Windows 11 — Foto: Reprodução/Marina Logullo

2. Libere espaço de armazenamento removendo arquivos desnecessários

Por padrão, o Windows 11 gera arquivos temporários dos programas utilizados para aumentar a velocidade de carregamento. Quando acumulados, esses arquivos ocupam muito espaço em disco e tornam certos processos lentos, atrapalhando o desempenho do sistema. Por isso, é importante removê-los. Para excluir os arquivos temporários, acesse as configurações do sistema por meio do menu Iniciar. Em seguida, vá em “Sistemas”, “Armazenamento” e, por fim, “Arquivos Temporários”. Depois de selecionar os itens desejados, clique em “Remover arquivos”.

Arquivos temporários do computador podem ser excluídos no menu “Configurações” — Foto: Reprodução/Marina Logullo

3. Desinstale programas dispensáveis

É muito comum ter programas não utilizados no computador, sejam eles parte de pacotes pré-instalados no sistema ou instalados de forma manual. Em ambos os casos, eles ocupam espaço sem necessidade. Desinstalá-los, portanto, é uma boa forma de liberar o armazenamento do computador e melhorar o desempenho do sistema.

Ação para desinstalar um aplicativo no Windows 11 — Foto: Reprodução/Marina Logullo

Para isso, entre nas configurações do Windows pelo menu Iniciar, selecione “Aplicativos” e depois “Aplicativos e recursos”. Assim que a lista de programas carregar, vá nos três pontos ao lado do software desejado e escolha “Desinstalar”. Após excluir todos os apps desnecessários, reinicie o computador.

4. Habilite o Sensor de Armazenamento

O Sensor de Armazenamento é um assistente inteligente do Windows 11 que trabalha para liberar espaço em disco, contribuindo para a melhoria de desempenho do sistema. Como o recurso fica desabilitado por padrão, é necessário ativá-lo manualmente. Para isso, acesse o menu Iniciar e clique em “Configurações”. Na aba “Sistemas”, vá até “Armazenamento”. Ao rolar a página, encontre a opção “Sensor de Armazenamento" e clique na chave para mudar o modo para “Ativado”.

Habilitando o “Sensor de Armazenamento” do Windows 11 — Foto: Reprodução/Marina Logullo

5. Desfragmente o disco rígido

A desfragmentação do disco rígido consiste em uma reorganização automática dos arquivos para facilitar a localização destes pelo próprio sistema operacional. O procedimento reduz a demora no acesso à memória, tornando o desempenho Windows 11 mais rápido. Para desfragmentar o disco, procure e abra o aplicativo “Desfragmentar e otimizar unidades” no menu Iniciar. Em seguida, selecione a unidade de disco desejada e clique em “Otimizar”. Se houver mais de uma, refaça o procedimento com todas. Ao final, reinicie o computador para completar a operação.

Desfragmentando o disco rígido no Windows 11 — Foto: Reprodução/Marina Logullo

6. Desabilite efeitos visuais

O Windows 11 ganhou efeitos visuais novos, como animações e sombras. Apesar de deixarem o visual mais bonito, esses efeitos podem usar recursos adicionais do sistema e provocar lentidão no processamento de informações importantes. Logo, uma opção para melhorar o desempenho do computador é desativá-los. Para isso, siga o caminho Configurações > Acessibilidade > Efeitos Visuais e desabilite os “Efeitos de transparência” e “Efeitos de animação” através dos botões ao lado direito.

Caminho para desativar efeitos visuais no Windows 11 — Foto: Reprodução/Marina Logullo

Em seguida, acesse as “Configurações Avançadas do Sistema” através da barra de pesquisa do menu Iniciar. Dentro do aplicativo, selecione a aba “Avançado” e prossiga em “Configurações de desempenho”. Na janela que abrirá, escolha “Ajustar para melhor desempenho”. Vale lembrar que, antes de concluir a ação, você pode selecionar os efeitos que deseja manter em funcionamento marcando a caixa ao lado do nome do efeito. Para finalizar, clique em “Ok”.

7. Desative apps rodando em segundo plano

O Windows executa em segundo plano aplicativos que não estão sendo usados, o que pode sobrecarregar o processamento do computador. Por isso, desativar essa possibilidade é mais uma atitude importante para a melhoria de desempenho do sistema operacional. O processo é simples e deve ser feito individualmente, aplicativo por aplicativo.

Desabilitando aplicativos que rodam em segundo plano no Windows 11 — Foto: Reprodução/Marina Logullo

Acesse o menu “Configurações”, selecione a aba “Aplicativos” e, em seguida, “Aplicativos e recursos”. Ao rolar a página, você encontrará a lista de todos os apps presentes no seu computador. Depois de localizar os aplicativos desejados, vá nos três pontos do lado direito e selecione “Opções avançadas”. Em “Permissões de aplicativos em tela de fundo”, marque “Nunca”. Para melhorar a performance do sistema, é preciso fazer esse processo com a maior parte possível de aplicativos.

Com informações de Make Use Of e Beebom

Veja também: cinco destaques do Windows 11

Windows 11: veja cinco destaques do novo sistema da Microsoft

Windows 11: veja cinco destaques do novo sistema da Microsoft

Mais do TechTudo