Internet

21/05/2015 08h00 - Atualizado em 21/05/2015 08h00

Top 5: Erros comuns que você comete com senhas, Wi-Fi e lojas online

Barbara Mannara
por
Para o TechTudo

Cibercriminosos se aproveitam de brechas e erros cometidos para aplicar golpes e roubar informações financeiras na web, o que pode dar bastante dor de cabeça aos usuários. É importante ficar atento no dia a dia e evitar que contas, senhas e dados pessoais fiquem vulneráveis. Para alertar, a desenvolvedora de produtos de segurança, ESET, divulgou os cinco erros mais comuns em lojas online.

Entenda como funciona a navegação privada em abas anônimas na internet

Usa Internet Banking? Veja se esta comentendo algum erro ao acessar os sites de bancos (Foto: Pond5)ESET divulga lista de cinco erros cometidos por usuários na Internet ao fazer compras (Foto: Pond5)

1) Confiar em qualquer link que apareça nas redes sociais

Sempre é importante ficar atento para não ser vítima de algum golpe nas redes sociais. Para isso, observe clicar em links durante a navegação web, principalmente naqueles que anunciam produtos mais baratos, que são recebidos por e-mails com notificações de bancos ou com algum vídeo chamativo. Os cibercriminosos se aproveitam da curiosidade do internauta para disseminar vírus ou golpes phishing.

Ao clicar em links mal intencionados o usuário é redirecionado para um site falso ou malicioso sem perceber. Uma ferramenta destacada pela ESET para verificar se o link é verdadeiro é o checkshorturl.com. Ela pode ser bastante útil antes de adicionar login e senha nas páginas de Internet.

2) Reutilizar as senhas

É difícil lembrar de todas as senhas de acesso de redes sociais, bancárias e de lojas virtuais. Um erro bem comum é o usuário usar a mesma senha em muitos serviços. Caso um cibercriminoso descubra um dos códigos, poderá utilizá-lo em diversas páginas, comprometendo ainda mais seus dados.

O ideal é usar um gerador de senhas fortes ou criar a sua personalizada com números, caracteres e letras. Além disso, não anote os códigos em papel ou guarde em pastas do computador, pois podem facilitar o acesso. Neste kit do TechTudo você pode conferir alguns aplicativos e programas que oferecem um gerenciador de senhas. Com um único código mestre ele pode ajudar os mais esquecidos.

3) Não atualizar o software

As atualizações de software oferecem, muitas vezes, correções de bugs e falhas de segurança. Porém, esse recurso acaba sendo esquecido pelos internautas no dia a dia. É sempre importante conferir os updates pendentes no sistema operacional do seu computador e demais dispositivos.

Além disso, é fundamental atualizar o programa antivírus da máquina, para que capture as ameaças mais recentes. Dessa forma você corre menos riscos de ficar vulnerável às falhas e consegue fugir de golpes web.

4) Fazer download de apps em lojas não oficiais

Qualquer programa ou aplicativo baixado para o seu dispositivo pode carregar um vírus oculto, portanto é importante sempre preferir a loja oficial, seja do Windows, Mac OS, Android, iOS e demais sistemas operacionais. Um erro comum é que os usuários baixem aplicações em pacotes .apk sem conferir se a fonte é a Google Play, Chrome Web Store, App Store e Mac AppStore.

Caso você faça um download infectado, um vírus ou spyware será instalado no dispositivo, capturando senhas digitadas e demais dados. A dica também vale para os usuários que fizeram jailbreak em seus iPhones ou usam root no Android. 

5) Fazer compras em rede Wi-Fi aberta

Rede Wi-Fi aberta em lugar público? Pode parecer muito bom, mas saiba que essa conexão também apresenta um risco para os usuários. Isso porque o acesso é mais vulnerável e você não sabe quem é o “dono” da rede. Não é aconselhável fazer transações bancárias ou acessar páginas com credenciais pessoais enquanto estiver conectado nesse Wi-Fi.

O roteador doméstico é protegido por sua senha pessoal, o que impede um acesso indevido. Já o público pode ser utilizado por terceiros para aplicar vírus, abrir janelas com páginas falsas ou se infiltrar entre o dispositivo e o servidor de Internet, ação chamada de “man-in-the-middle (MITM)”. O cibercriminoso visualiza as informações inseridas no dispositivo e pode utilizar para fins maliciosos.

Qual o melhor navegador? Comente no Fórum do TechTudo!


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Eduardo Couto
    2015-05-23T01:39:37

    tenho me preocupado muito com wi fi gratis, pq cada dia mais estamos vuneraveis... adaptei até um anti virus pq senão já viu né? Tó curtindo muito o psafe, tem me dado bons resultados

  • Hugo Souza
    2015-05-22T09:39:24

    Gentileza mudar o titulo, pois eu não cometo os erros citados na matéria...kkkk