Internet

10/06/2015 12h09 - Atualizado em 10/06/2015 12h09

Apple Music: 8 coisas que você precisa saber sobre o rival do Spotify

Gabriel Ribeiro
por
Para o TechTudo

O que era apenas rumor foi concretizado, e no palco principal do WWDC, Jimmy Iovine, produtor musical que se juntou ao time da Apple com a aquisição da Beats, anunciou o lançamento do serviço de streaming de músicas da Maçã: o Apple Music. Confira os principais recursos e informações sobre o novo concorrente do Spotify que terá versões iOS (iPhone), OS X (Mac) Windows e também Android. 

WWDC 2015: Apple revela iOS 9 com Siri 'mais smart', El Capitan e Music

wwdc 2015 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)WWDC 2015 revela novo Apple Music; veja tudo o que você precisa saber (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)

1) Preço

A Apple e as gravadoras tem feito pressão para acabar com o streaming gratuito. Esse lobby deu resultado e ocasionou o fechamento do Grooveshark em maio. E, se você estava esperando uma nova opção grátis pode esquecer. No entanto, os preços do Music não estão muito acima do valor cobrado por seus concorrentes: US$ 9,99 (cerca de R$ 31, sem taxas) para um usuário e US$ 14,99 (cerca de R$47, sem impostos) no plano familiar para ser usado por até seis pessoas simultâneas de forma independente. Os preços para o Brasil, com a conversão em reais, ainda não foram divulgados.

2) Multiplataforma

O que parecia improvável vai acontecer. O Music não será exclusivo apenas para donos de gadgets da Apple. Quem tem um smart Android ou um PC com Windows também poderá desfrutar do serviço de música online. Mas quem tem dispositivos com iOS ou Mac terá um agrado a mais. Além de pode usar primeiro, os donos de iGadgets também poderão testar o Music por até três meses sem pagar nada.

Apple Music será multiplataforma  (Foto: Reprodução/Apple)Apple Music será multiplataforma (Foto: Reprodução/Apple)


Nada foi dito sobre suporte ao Windows Phone, mas com a integração total entre diferentes plataformas do sistema operacional com o lançamento do Windows 10 é de se esperar que o serviço funcione nos smartphones da Microsoft e também, por que não, no Xbox.

3) Interação com artistas

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)Connect é uma das novidades do Apple Music para aproximar músicos e fãs na Internet (Foto: Reprodução/Apple)



Uma das principais novidades do Music é o Connect, uma espécie de rede social para aproximar artistas e fãs. Através da página, músicos poderão se comunicar com o público, mostrando novas composições e pedindo opinião do usuários, similar a proposta das redes Myspace e Ping (Apple).

4) Curadoria

Outro recurso interessante do Music é a curadoria especializada. DJs renomados do mundo inteiro além de artistas famosos cuidarão de listas selecionadas de músicas, o que deve promover uma experiência muito mais pessoal, ao contrário da seleção de faixas por algorítimos, como é feito no iTunes Radio

5) Rádios

Rádios também terão um lugar especial no Music. De início, uma estação global, a Beats One, estará no ar 24 horas, 7 dias por semana, comandada pro DJs baseados em Londres, Los Angeles e Nova Iorque. No futuro mais rádios poderão ser criadas e disponibilizadas no Apple Music.

apple music (Foto: Reprodução/Apple)Apple Music vai investir em rádios 24h para atrair fãs de músicas de todos os tipos (Foto: Reprodução/Apple)


6) Offline

Assim como os outros serviços de streaming, o Apple Music permitirá que seus usuários escutem faixas mesmo quando não estão conectados à Internet. O recurso será integrado automaticamente com a biblioteca do iTunes, ou seja, quem comprou álbuns e músicas avulsas não irá perder o conteúdo.

7) Acervo

O Apple Music contará com mais de 30 milhões de faixas. Quem é audiófilo terá que esperar um pouco mais para ver se vale a pena adquirir o serviço, já que a taxa de qualidade das músicas ainda não foi divulgada.

Qual é o melhor streaming e por quê? Comente no Fórum do TechTudo.

8) Data de lançamento

O Apple Music chegará para iOS 8.4 ou superior até 30 de junho. Android e Windows deverão receber o serviço até o final do ano. Neste primeiro momento 100 países receberão de forma simultânea o serviço de streaming. Ainda não se sabe se o Brasil está incluso nesta primeira leva, mas o site brasileiro do Apple Music (apple.com/br/music) já está no ar, em português, com a mensagem ‘Em breve’.

WWDC 2015 (Foto: Reprodução/Apple)Apple Music vai chegar, ao mesmo tempo, em mais de 100 países no mundo todo (Foto: Reprodução/Apple)
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • José Pinho
    2015-07-07T19:09:55

    utilizo o spotify ha uns 2 anos, e acho impressionante. Vai ter que ralar muito pra me convencer a trocar pelo apple music.