05/07/2015 09h00 - Atualizado em 15/09/2016 17h47

Sensor de digitais? Veja maneiras curiosas de identificação biométrica

Raquel Freire
por
Para o TechTudo

Métodos de identificação biométrica como impressão de digitais estão no nosso dia a dia há tanto tempo que achamos tudo muito comum. Quando apareceu, porém, a tecnologia causou bastante estranhamento, tal como o que sentimos a nos deparar com novas técnicas de biometria, como reconhecimento facial. Conheça formas inusitadas de verificar a identidade de alguém de forma única.

Curiosa identificação biométrica troca chave de carro por 'assento smart'

Terminando o processo de vincular uma nova impressão digital a Touch ID do iOS (Foto: Reprodução/Marvin Costa) (Foto: Terminando o processo de vincular uma nova impressão digital a Touch ID do iOS (Foto: Reprodução/Marvin Costa))Impressão digital e Touch ID do iOS reconhecem quem é você no seu iPhone (Foto: Reprodução/Marvin Costa)


Bumbum Digital

Um sistema curioso que já está em fase de testes é a “impressão traseira”. O método realiza a identificação a partir da forma do corpo da uma pessoa, por meio de uma folha com 360 sensores que captam pontos de tensão, área de contato e distribuição da pressão no assento do carro, por exemplo.

Folha com 360 sensores é instalada no banco do motorista para caturar ID (Foto: Divulgação/Advanced Institute of Industrial Technology in Tokyo)Folha com 360 sensores é instalada no banco do carro (Foto: Divulgação/Advanced Institute of Industrial Technology in Tokyo)

Desenvolvido pelo professor de engenharia Shigeomi Koshimizu, o dispositivo foi criado para ser usado em bancos de carro. O sistema melhoraria a segurança de IDs ao verificar a identidade do motorista que está sentado ao volante ou outra pessoa não autorizada. A folha de sensores acertou a identidade 98% das vezes e já há montadoras interessadas na tecnologia, segundo o criador da engenhoca.

Cheiro individual

Todas as pessoas têm um cheiro característico. O odor é em parte produto de um grupo de genes relacionados ao sistema imunológico, denominado complexo principal de histocompatibilidade, ou MHC (do inglês major histocompatibility complex). O MHC ajuda a determinar a combinação de elementos químicos que o corpo esconde no suor e urina, sendo eles um dos responsáveis pelo “perfume” individual. Hábitos de higiene, ambiente e alimentação influenciam em nosso “cheiro final”.

Entretanto, há uma parcela disso que é imutável. Não existe nenhuma máquina para digitalizar o odor corporal de um ser humano, pelo menos até agora. Esse trabalho é atualmente desempenhado por cães farejadores. O olfato dos cachorros é tão poderoso que consegue discernir o cheiro de gêmeos idênticos. É por isso que a polícia usa esses animais para achar pessoas desaparecidas e criminosos.

Micróbios nas fezes

Cerca de 2% de massa corporal humana é composta de bactérias, fungos e outros micróbios. A maior parte é inofensiva e vários contribuem para o bom funcionamento do organismo, expulsando invasores potencialmente maléficos. O ecossistema de micróbios que vive no corpo é chamado microbioma. O que torna isso aplicável à biometria é o fato de que cada pessoa possui um grupo único.

No início do ano, cientistas descobriram que as bactérias presentes no sistema digestivo deixam uma assinatura genética nas fezes. Essa marca não muda muito com o passar do tempo, permitindo apontar a identidade de alguém a partir de uma amostra fecal. Nos testes, o método funcionou 86% das vezes. O percentual é insuficiente para que a tecnologia seja usada como provas de crime, mas é o bastante para causar problemas de privacidade em relação a exames médicos, por exemplo.

Tag, sem rostos

Enquanto isso, o Facebook segue trabalhando em biometria. A rede social afirmou que será capas de reconhecer pessoas até em fotos que não mostram seu rosto. O sistema vasculha a imagem e consegue fazer o reconhecimento através do corte de cabelo, silhueta do corpo e até pela roupa.

Qual é o melhor antivírus grátis? Comente no Fórum do TechTudo.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Gustavo Neto
    2015-07-05T10:34:18

    "A rede social afirmou que será capas" ??? Será que ninguém lê a matéria antes de publicar? Corrige aí pô! Capas não...