Produtividade

23/03/2016 10h00 - Atualizado em 23/03/2016 10h00

Fórmulas quebradas no Excel? 14 coisas que você está fazendo errado

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Para funcionarem corretamente, as fórmulas do Microsoft Excel precisam seguir algumas regras de formatação. Elas determinam uma série de condições para que o aplicativo de planilhas do Office considere suas instruções corretas. E assim, vai produzir os resultados esperados quando realizar operações matemáticas com graus complexos, além de comandos mais simples, como exibição de data e textos pré-definidos.

Como baixar e usar templates prontos no Excel

Conheça os erros mais comuns na hora de escrever fórmulas no Excel.

excel (Foto: excel)Veja 14 coisas que você está fazendo errado no Excel (Foto: Reprodução/Davi de Lima)

1. As funções precisam começar com o sinal de igual (=)

O sinal de igual (=) serve para demarcar o início de uma fórmula ou um cálculo simples dentro do Excel. Se você não colocar o sinal antes do cálculo, não vai ser reconhecido pelo programa e o resultado não vai aparecer na planilha.

O sinal de igual é obrigatório antes de qualquer fórmula do Excel (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)O sinal de igual é obrigatório antes de qualquer fórmula do Excel (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Por exemplo: se realizar uma divisão e digitar 8/2, sem o sinal de igual antes, o Excel vai entender 8/2 como uma data e não como uma divisão. O formato correto é =8/2. O mesmo vale para funções matemáticas que cobrem um grupo de células na sua planilha: digitar SOMA(A1:A10) não vai apresentar a soma de valores entre as células descritas, apenas o texto. Para corrigir o problema, é preciso colocar o sinal de igual, deixando a função assim: =SOMA(A1:A10).

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

2. Não deixe parêntesis sozinhos

Outro erro comum é esquecer de fechar os parêntesis. Para as funções serem reconhecidas é necessário que sempre estejam dentro dos pares, do contrário o Excel não reconhecerá as instruções de cálculo.

Parêntesis sempre precisam ser incluídos aos pares. Se você abriu, feche! (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Parêntesis sempre precisam ser incluídos aos pares. Se você abriu, feche! (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

3. Conheça os argumentos de cada função

Quase todas as funções do Excel precisam de argumentos para funcionarem corretamente. São parte integrante da ordem e fazem com que a fórmula tenha sentido para o programa. Número, por exemplo, é o argumento de uma função SOMA. Letras ou a referência a uma célula específica, são o argumento da função MAIÚSCULA e assim por diante.

Argumentos dão sentido às funções. Sem eles, as fórmulas não funcionam (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Argumentos dão sentido às funções. Sem eles, as fórmulas não funcionam (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

Esquecer de designar um argumento para uma função ou aplicar errado, prejudica o cálculo e erros podem retornar depois da execução do comando. Normalmente, o erro #VALOR! está associado com falta de argumento ou argumento errado dentro das fórmulas.

Erro no Excel, o que posso fazer para resolver? Comente no Fórum do TechTudo.

4. Não use números formatados

Ao instruir o Excel sobre um cálculo com valores definidos, é importante não usar números formatados, com cifrões ou vírgulas e pontos entre casas decimais.

Em vez de usar R$ 1.000,00, por exemplo, você deve usar o número simples: 1000. No Excel, o cifrão é um símbolo associado com referências absolutas e as vírgulas determinam a separação de argumentos no interior de uma fórmula. Usar sinais nos cálculos pode gerar resultado errado ou retornar erros do tipo #NUM!.

Não use os números com formatação dentro das fórmulas: exemplo na coluna J está errado (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Não use os números com formatação dentro das fórmulas: exemplo na coluna J está errado (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)


5. Tipos de dados em cada célula

Se a célula está configurada como texto, o Excel não vai entender as instruções como cálculos e irá exibir as fórmulas, não os resultados. Para impedir que isso aconteça, o usuário deve configurar as células com cálculos para o tipo de conteúdo Geral e não Texto.

Se a célula estiver no modo Texto, o Excel não vai calcular a sua fórmula (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Se a célula estiver no modo Texto, o Excel não vai calcular a sua fórmula (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

6. Símbolos de operações

No Excel, uma multiplicação é determinada pelo símbolo asterisco (*) e não pelo x. Versões mais antigas do programa podem considerar uma expressão de multiplicação com x em vez de * como erro. Algumas versões, em especial as mais recentes, podem corrigir essa desatenção.

No Excel, uma multiplicação é simbolizada pelo *, e não pelo x (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)No Excel, uma multiplicação é simbolizada pelo *, e não pelo x (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

7. Separe com aspas

Em algumas ocasiões, fórmulas do Excel podem precisar de alguma informação na forma de texto. Para evitar problemas de leitura na hora do aplicativo realizar o cálculo, esse texto precisa ser separado por aspas do restante da expressão.

Use aspas para separar texto de operações matemáticas dentro de fórmulas (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Use aspas para separar texto de operações matemáticas dentro de fórmulas (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

8. Limite de 64 funções

Cada fórmula do Excel aceita um limite de 64 funções diferentes. Ou seja, cada fórmula pode conter um máximo de 64 operações matemáticas diferentes.

Uma fórmula pode conter um máximo de 64 funções. Na imagem, você vê uma fórmula com três operações diferentes (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Uma fórmula pode conter um máximo de 64 funções. Na imagem, você vê uma fórmula com três operações diferentes (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

9. Referências a outras planilhas

É possível chamar valores de uma planilha em outra, dentro de fórmulas do Excel. Para isso, o usuário precisa incluir a referência entre aspas simples, conforme demonstra a imagem.

Você pode fazer referências a outras planilhas. Observe que a citação do nome da planilha desejada é feita entre aspas simples (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Você pode fazer referências a outras planilhas. Observe que a citação do nome da planilha desejada é feita entre aspas simples (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

10. Não divida por zero

A regra de matemática básica também é importante no Excel. Não é possível dividir por uma célula com valor zero. Para evitar problemas, o usuário pode usar a função SEERRO.

Uso da divisão por zero não é possível, mas a função SEERRO permite que um valor ocupe a célula, escondendo o erro (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Uso da divisão por zero não é possível, mas a função SEERRO permite que um valor ocupe a célula, "escondendo" o erro (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

11. Evite deletar valores de células referenciadas

Fórmulas costumam chamar valores presentes em células e se você apagar esses valores, as fórmulas poderão apresentar erros. O ideal é verificar as referências antes de apagar informações e substituir as fórmulas por seus resultados.

12. Inspecione o seu trabalho

A ferramenta de Inspeção, presente no menu Fórmulas, verifica a sintaxe das expressões matemáticas e funções gerais que você aplicou na sua planilha. Caso encontre erros, a ferramenta indica a localização dos problemas para que você possa corrigi-los.

Use a Inspeção para encontrar erros nas fórmulas de uma planilha (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Use a Inspeção para encontrar erros nas fórmulas de uma planilha (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

13. Avalie fórmulas individualmente

Para confirmar se uma fórmula está correta, use um verificador dedicado a inspeção de fórmulas individuais. O recurso também é acessado no menu Fórmulas.

Você pode avaliar as condições de uma fórmula de maneira individual (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Você pode avaliar as condições de uma fórmula de maneira individual (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

14. Verificação de erros

Outra maneira de encontrar problemas nas suas fórmulas é aplicando a verificação de erros. O recurso funciona como uma autocorreção ortográfica, como disponível no Word, e corrige automaticamente erros mais comuns em fórmulas. 

Use a verificação de erros para corrigir problemas comuns de forma automática (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Use a verificação de erros para corrigir problemas comuns de forma automática (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Leandro Gonçalves
    2016-05-06T14:33:45

    O que separa argumentos de uma função é o ; não a vírgula. Pode usar sim para grafar valores não inteiros.