Jogos de RPG

21/08/2016 05h00 - Atualizado em 21/08/2016 05h00

Do NES ao Wii U, lista traz os jogos mais polêmicos da Nintendo

Thomas Schulze
por
Para o TechTudo

A Nintendo é a companhia mais tradicional dos videogames. Seus jogos e consoles são sinônimo de tradição e alto padrão de qualidade, mas nem por isso a lendária empresa conseguiu se livrar de algumas polêmicas. Há mais de 30 anos lançando games, é natural que alguns deles inspirem episódios curiosos. Confira os 10 casos mais interessantes desta longa história.

Veja lista com curiosidades e fatos divertidos sobre o Super Nintendo

Superman 64

O hype não poderia estar mais alto. Um dos super-heróis mais populares de todos os tempos estava prestes a estrelar um jogo para o console mais poderoso do mercado. Um longo ciclo de desenvolvimento e vários adiamentos levaram os jogadores a crer que algo fora de série estava chegando. No entanto, o resultado final não poderia ter sido mais decepcionante: Superman 64 é frequentemente lembrado como um dos piores jogos de todos os tempos.

Superman 64 é um dos piores jogos do Nintendo 64 e da história (Foto: Divulgação / Titus)Superman 64 é um dos piores jogos do Nintendo 64 e da história (Foto: Divulgação / Titus)

Metroid Prime Federation Force

A polêmica de Metroid Prime Federation Force não tem nada a ver com a qualidade do game. Afinal, o projeto ficou a cargo da talentosa equipe da Next Level Games. O grande problema foi a reação exagerada dos fãs que, ansiosos por mais uma aventura da heroína Samus Aran (sumida dos videogames desde Metroid: Other M), não aceitaram ver a marca Prime associada a um spin-off. O publico xingou muito na internet e tornou o trailer do game o vídeo com mais dislikes da história da Nintendo.

Metroid Prime Federation Force teve o trailer com mais dislikes da Nintendo (Foto: Divulgação / Nintendo)Metroid Prime Federation Force teve o trailer com mais dislikes da Nintendo (Foto: Divulgação / Nintendo)

Fire Emblem Awakening

A franquia da Intelligent Systems é aclamada como o ápice dos jogos de estratégia em tempo real. A série é famosa no Japão há décadas, mas só recentemente estourou no ocidente. No processo, houve um certo choque cultural. Na versão oriental do DLC Summer Scramble, a personagem Tharja exibe seu corpo em um sensual traje de banho. Já na versão norte-americana, foi acrescentada uma capa/cortina a fim de tapar a parte inferior de seu biquini, censurando a arte original.

Esta foto de Tharja foi censurada pela Nintendo no ocidente (Foto: Reprodução / YouTube)Esta foto de Tharja foi censurada pela Nintendo no ocidente (Foto: Reprodução / YouTube)

Bully

Polêmicas não são novidade para a Rockstar. A desenvolvedora de GTA está acostumada a lidar com as mais diversas acusações, mas acabou esbarrando com uma grande dor de cabeça em solo brasileiro, onde a venda do jogo Bully foi proibida. A decisão partiu do Ministério Público do Rio Grande do Sul em 2008. Só em 2016 sua comercialização voltou a ser permitida, para alegria dos donos de um Wii.

Bully é o único jogo para consoles Nintendo que teve sua venda proibida (Foto: Divulgação / Rockstar)Bully é o único jogo para consoles Nintendo que teve sua venda proibida (Foto: Divulgação / Rockstar)

Watch_Dogs

Ao natural, a IP da Ubisoft já nasceu cercada de polêmicas, especialmente depois de um enorme downgrade gráfico entre o que foi mostrado nos vídeos de divulgação e o produto final. O drama foi ainda pior no Wii U, cuja versão, prometida para lançamento simultâneo com as demais plataformas, foi adiada diversas vezes, chegando às prateleiras quase um ano depois do prometido. No fim, o sandbox genérico e sem inspiração falhou em cativar a crítica em todas as plataformas.

Watch_Dogs sofreu diversos adiamentos no Nintendo Wii U (Foto: Divulgação / Ubisoft)Watch_Dogs sofreu diversos adiamentos no Nintendo Wii U (Foto: Divulgação / Ubisoft)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Mortal Kombat

Violência extrema é algo corriqueiro nos videogames modernos. Se hoje é comum ver litros de sangue e centenas de mortes por partida, no lançamento do arcade Mortal Kombat as coisas foram bem diferentes. O jogo chocou muito e gerou inúmeras controvérsias. Sempre preocupada com a diversão familiar, a Big N fez questão de dar alguns retoques na versão para Super Nintendo, atenuando a violência e removendo o sangue dos combates. Ed Boon não gostou, e até hoje o game jamais foi relançado no Virtual Console do Wii, 3DS ou Wii U.

Mortal Kombat foi lançado sem sangue no Super Nintendo (Foto: Reprodução / YouTube)Mortal Kombat foi lançado sem sangue no Super Nintendo (Foto: Reprodução / YouTube)

Pokémon Go

O game de maior sucesso em 2016 foi baixado por mais de 100 milhões de pessoas em todo o planeta. Com isso, naturalmente muitos casos bizarros foram relatados, desde assaltos até acidentes infelizes. Algumas pessoas até teorizavam que a desenvolvedora Niantic poderia vazar os dados dos jogadores para as agências de inteligência norte-americanas. Nada disso era verdade, claro, mas não impediu a popularização das teorias.

Pokémon Go é mais um sucesso mundial da Nintendo (Foto: Reprodução / Thomas Schulze)Pokémon Go é mais um sucesso mundial da Nintendo (Foto: Reprodução / Thomas Schulze)

Tomodachi Life

O simpático joguinho social da Nintendo é hilário e excelente ao permitir que o jogador coloque os Mii de seus amigos nas situações mais inusitadas. No entanto, algumas pessoas ficaram incomodadas depois que um “bug” foi consertado via patch de atualização: acidentalmente, o jogo permitia que avatares do mesmo sexo casassem e constituíssem família. Ao resolver o “problema”, a Big N despertou a ira da internet, mas prometeu se esforçar para lançar jogos mais inclusivos no futuro.

Tomodachi Life é um dos jogos mais hilários da Nintendo (Foto: Divulgação / Nintendo)Tomodachi Life é um dos jogos mais hilários da Nintendo (Foto: Divulgação / Nintendo)

Punch-Out!!

A busca de Little Mac pelo cinturão de campeão mundial de boxe é um dos títulos mais marcantes e queridos do NES. Quem teve a sorte de jogar nos cartuchos fabricados antes de 1991 podia encarar ninguém menos que o pugilista Mike Tyson como chefe final. Depois disso, o personagem foi substituído pelo infame Mr. Dream. A Big N decidiu não renovar o contrato com Tyson após o pugilista perder uma luta para James Buster Douglas e, pouco depois, ser preso acusado de estupro.

Mike Tyson foi uma das primeiras celebridades a aparecer em um game da Nintendo (Foto: Reprodução / Thomas Schulze)Mike Tyson foi uma das primeiras celebridades a aparecer em um game da Nintendo (Foto: Reprodução / Thomas Schulze)

Conker’s Bad Fur Day

Mascotes fofinhos, mapas coloridos e diversão para toda família pareciam ser o mantra dos jogos de plataforma da Nintendo. Ao menos até a RARE decidir que estava na hora de sacudir as coisas e botar o até então sorridente esquilinho Conker em uma aventura direcionada apenas para adultos. Muita bebida, sexo e piadas escatológicas marcam presença em uma das jornadas mais marcantes e divertidas da geração. Um clássico!

Conkers Bad Fur Day trouxe temas adultos ao mundo da Nintendo (Foto: Divulgação / RARE)Conker's Bad Fur Day trouxe temas adultos ao mundo da Nintendo (Foto: Divulgação / RARE)

Vale a pena comprar um Wii U? Comente no fórum do TechTudo!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Angelo Resende
    2017-01-05T00:34:12

    Conker's Bad Fur Day, que jogo, amigos, que jogo!

  • Victor Corrêa
    2016-10-20T23:24:38

    Conker's Bad Fur Day é uma obra prima do Nintendo 64! Inclusive (na minha opinião) não perde em praticamente nada pra geração seguinte. Tirou leite de cartucho!

  • Andrey Souza
    2016-08-22T21:04:34

    Bad Fur Day que saudades