Placas

11/08/2016 06h00 - Atualizado em 11/08/2016 06h00

Processador potente com lentidão? Problema pode ser calor

Filipe Garrett
por
Para TechTudo

Processadores cheios de núcleos e com perfil de desempenho mais alto podem esquentar demais e o superaquecimento provoca perda considerável de velocidade. Esse tipo de cenário costuma ser mais comum em produtos da linha FX da AMD, que operam a temperaturas tradicionalmente mais altas do que aquelas vistas em chips da Intel, ou em processadores menos ambiciosos da fabricante.

Dicas para deixar o PC refrigerado e com melhor desempenho

Na lista abaixo, você fica por dentro de soluções que você pode encarar para combater o calor e ajudar a CPU a funcionar em temperaturas mais baixas e com maior eficiência.

FX 8370 é uma opção mais desconhecida, mas interessante da linha da AMD (Foto: Divulgação/AMD) (Foto: FX 8370 é uma opção mais desconhecida, mas interessante da linha da AMD (Foto: Divulgação/AMD))Modelos da linha FX operam em altas temperaturas (Foto: Divulgação/AMD)

O aquecimento provoca perda de velocidade quando a temperatura sobe a um nível próximo ao limite operacional do componente num fenômeno chamado de “throttling”: como forma de defesa, o processador começa a desligar algumas de suas partes, ou limitar o funcionamento delas, diminuindo a circulação de eletricidade e o calor gerado no interior.

Entretanto, esse mecanismo de defesa, que previne danos físicos irreversíveis no chip, provoca perda de velocidade considerável e, em casos extremos, travamentos e tela azul.

Acelere o cooler

Além da velocidade de cooler, processadores da AMD suportam o Cool n Quiet, tecnologia que adapta a velocidade da CPU para controlar o aquecimento e o nível de ruído emitido pelo cooler (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)Além da velocidade de cooler, processadores da AMD suportam o Cool' n' Quiet, tecnologia que adapta a velocidade da CPU para controlar o aquecimento e o nível de ruído emitido pelo cooler (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Algumas placas-mãe permitem que o usuário regule a velocidade de giro do cooler via BIOS. Caso esse seja o seu caso, você pode entrar na interface de controle da placa-mãe e determinar que o cooler opere a uma velocidade maior, jogando mais ar para refrigerar a CPU.

O único problema é que você terá que se acostumar com o nível de ruído maior. Alguns coolers podem ser bem barulhentos funcionando em regime máximo.

Dependendo ainda do seu computador, é possível que seu sistema de refrigeração possibilite controle via Windows: nesse caso, regular a operação da ventoinha é ainda mais fácil, já que não é necessário aplicar novas configurações via BIOS.

Use o Speed Fan

Speedfan possibilita o controle do regime de operação do cooler via Windows (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)Speedfan possibilita o controle do regime de operação do cooler via Windows (Foto: Reprodução/Filipe Garrett)

O Speed Fan é um aplicativo muito conhecido e que permite o controle da velocidade do cooler (fan) de computadores e laptops. Entretanto, o uso do app deve ser considerado com cuidado, já que configurações erradas podem provocar mal funcionamento da ventoinha e consequentes problemas de funcionamento do seu computador.

Além disso, para permitir controle do cooler de seu computador, o Speedfan depende do suporte: é comum que computadores não permitam acesso ao controle da ventoinha, seja via BIOS ou Windows, tornando o progama incapaz de configurar o cooler.

Meu computador está muito lento, como resolver? Comente no Fórum do TechTudo.

Faça uma limpeza

Acúmulo de poeira pode prejudicar o funcionamento do sistema de refrigeração (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)Acúmulo de poeira pode prejudicar o funcionamento do sistema de refrigeração (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Outro fator comum que pode provocar superaquecimento é sujeira. Acúmulo de poeira entre as aletas do difusor de calor e da ventoinha comprometem a eficiência desses componentes, reduzindo a capacidade deles de trocar calor e, portanto, uma limpeza de tempos em tempos é boa ideia.

Nosso tutorial ensina você a realizar o procedimento de limpeza com segurança, dê uma olhada.

Aproveite e aplique uma pasta térmica

Pasta térmica contribui de forma sensível para reduzir a temperatura do processador (Foto: Felipe Alencar/TechTudo)Pasta térmica contribui de forma sensível para reduzir a temperatura do processador (Foto: Felipe Alencar/TechTudo)

A pasta térmica é muito útil. Uma pasta de boa qualidade pode, sozinha, derrubar a temperatura em até 10 graus graças ao uso de compostos com metais altamente condutivos, que ajudam a transferir o calor do processador para o dissipador e cooler de forma bem mais eficiente.

Aqui você fica por dentro de como escolher a melhor pasta térmica e, também, de como fazer para aplica-la corretamente no seu equipamento.

Considere underclocking

BIOS de algumas placas-mãe permitem acesso a regulagens mais avançadas a respeito do regime de funcionamento do processador (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)BIOS de algumas placas-mãe permitem acesso a regulagens mais avançadas a respeito do regime de funcionamento do processador (Foto: Filipe Garrett/TechTudo)

Caso nada que foi recomendado surta efeitos, talvez seja o caso de considerar o underclocking: essa prática permite que você faça com que o processador rode com uma velocidade inferior à de fábrica, diminuindo a velocidade, mas também a quantidade de calor gerada.

Entretanto, esse recurso tende a ser possível apenas em placas-mãe mais equipadas e em processadores com suporte a overclock.

É hora de pôr a mão no bolso

Modelo da Cooler Master é compatível com processadores da AMD e algumas CPUs Intel, tudo com preço baixo (Foto: Divulgação/Cooler Master)Modelo da Cooler Master é compatível com processadores da AMD e algumas CPUs Intel, tudo com preço baixo (Foto: Divulgação/Cooler Master)

Se  ainda sim seu processador continua atravessando os limiares de temperatura definidos pelo fabricante, é hora de avaliar a possibilidade de adquirir um sistema de refrigeração mais poderoso. Você pode adquirir coolers de marcas melhores, por exemplo, ou apelar para soluções mais radicais – e caras – como refrigeração via água ou a óleo mineral, para quem se sentir mais corajoso e inovador.

O legal é que não sai tão caro assim comprar um cooler de melhor qualidade para um processador tipo FX da AMD. O Hyper TX3 Evo da CoolerMaster pode ser encontrado a R$ 115 no Brasil. Já um sistema de refrigeração líquida, mais eficiente, da Corsair, e completamente compatível com os processadores FX, pode sair por R$ 330.

Se o cooler da CoolerMaster não for para você, não se preocupe. É relativamente fácil aprender como escolher o modelo ideal para o seu bolso e necessidades.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares