Robótica

28/03/2017 07h00 - Atualizado em 28/03/2017 10h25

Cinco projetos para crianças aprenderem programação

Isabela Giantomaso
por
Para o TechTudo

Com a tecnologia cada vez mais presente na vida de crianças, projetos que ensinam programação podem ser interessantes para momentos de diversão e aprendizado. As ideias são colocadas em prática com computadores, robôs e kits de blocos que podem ser configurados em aplicativos para celular ou tablet. Nos apps, crianças a partir de 6 anos recebem instruções intuitivas para ativar sistemas inteligentes ou construir seus próprios eletrônicos com sensores.

Dez dicas para educação digital: para expert, processo deve ser ‘natural’

Confira, a seguir, cinco projetos para crianças aprenderem a programar. Todas as iniciativas citadas podem ser entregues no Brasil ou desenvolvidas pelos próprios pais a partir de código open source.

1) Makeblock Neuron

Neuron permite criar qualquer gadget com blocos e peças de LEGO (Foto: Divulgação/Makeblock)Neuron permite criar qualquer gadget com blocos e peças de LEGO (Foto: Divulgação/Makeblock)

Com blocos que oferecem mais de 30 funções, o Neuron promete ensinar robótica e programação de um jeito fácil e divertido. As peças, que podem ser de LEGO, podem criar qualquer gadget que a criança queira, como um sensor de movimento, roupas com iluminação e sistema antifurto. Com app para celular e tablet o projeto também trabalha com IoT e inteligência artificial e está à venda por US$ 49 (cerca de R$ 150) com frete de US$ 25 (R$ 75) para o Brasil.

2) Hackaball

PC em forma de bola pode ser programado para qualquer brincadeira (Foto: Divulgação/Hackaball)PC em forma de bola pode ser programado para qualquer brincadeira (Foto: Divulgação/Hackaball)

Indicado para crianças de seis a nove anos, o Hackaball é um computador em forma de bola de borracha pronto para ser programado para diversas atividades e brincadeiras. O PC é controlado com ajuda de um smartphone ou tablet e pode, por exemplo, emitir sons ao cair no chão durante um jogo de vôlei, ou mudar de cor quando um amigo for desafiado. O projeto está à venda por US$ 125 (cerca de R$ 390), com frete de US$ 35 (R$ 110).

3) Wink

Robô Wink é baseado em Arduino ajuda a entender linguagens de programação (Foto: Divulgação/Plumgeek)Robô Wink é baseado em Arduino ajuda a entender linguagens de programação (Foto: Divulgação/Plumgeek)

Outra ideia pronta para ensinar uma criança a programar é o robô Wink. Baseado em Arduino, o projeto promete simplificar o aprendizado da linguagem em Java, Python, C e C++. Cada código pode ser testado na prática e o brinquedo, já está à venda na segunda versão por US$ 70 (cerca de R$ 220) com entrega no Brasil.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

4) Photon

Robô tem sistema inteligente que acompanha aprendizado das crianças (Foto: Divulgação/Photon)Robô tem sistema inteligente que acompanha aprendizado das crianças (Foto: Divulgação/Photon)

Mais um robô que pode ajudar crianças a partir de seis anos a aprenderem programação é o Photon. O brinquedo tem um sistema inteligente que acompanha o crescimento do usuário e desbloqueia atividades de acordo com o desenvolvimento. É possível configurá-lo para seguir caminhos no chão ou usar a lógica, por exemplo. O preço é de US$ 169 (cerca de R$ 525) com frete de US$ 50 (R$ 155) para o Brasil.

5) Marminino

Placa brasileira promete ajudar estudantes a desenvolverem sistemas de robótica (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)Placa brasileira promete ajudar estudantes a desenvolverem sistemas de robótica (Foto: Divulgação/Daniel Chagas)

Diferente dos projetos anteriores, disponíveis em sites estrangeiros ou de financiamento coletivo, o Marminino é um Arduino brasileiro feito para que estudantes desenvolvam sistemas de robótica. Segundo o desenvolvedor, o custo de fabricação da placa é de R$ 20 e a ideia é totalmente open source, ou seja, pode ser montada por qualquer um que queria incentivar as crianças a programar.

Como começar a programar? Veja no Fórum do TechTudo. 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Fabiano Filipi
    2017-03-28T22:00:57

    Aonde eu clico pra curtir a matéria? ;-)