Por Thássius Veloso; do Tecnoblog


Quem tem Mac não precisa do Adobe Reader, já que o próprio sistema consegue exibir arquivos PDF, mas continua sendo importante tê-lo no Windows. E é aí que residem os problemas: é absolutamente comum que empresas de segurança informem brechas no aplicativo, relegando a ele uma das primeiras colocações no ranking dos softwares mais vulneráveis.

A Adobe sabe disso e vem trabalhando para melhorar o Reader. Não sozinha, mas com a ajudinha de algumas das empresas também interessadas em melhorar rapidamente a segurança da visualização de PDFs. A equipe de desenvolvimento do Office e também do Google Chrome participaram da criação do Adobe Reader X, bem como usuários avançados do aplicativo, até que chegaram a um resultado satisfatório.

O novo Reader X vem com uma sandbox, um sistema de segurança que isola os processo e evita que algum código malicioso impregnado no arquivo PDF consiga acessar diretamente a memória RAM e outros componentes do computador. Esse recurso já está presente no Chrome e no Firefox, e costuma ser popular entre os programadores.

Só falta saber se o Protected Mode foi bem implementado. Quantos dias até uma empresa de segurança relatar a primeira brecha do Reader X?

Fontes:  Slashdot

Mais do TechTudo