Publicidade

Por Thássius Veloso; do Tecnoblog


Quando o assunto é software livre, Linux é a religião e Linus Torvalds é o papa. Em uma recente discussão no Google+, o finlandês disse com todas as letras que não gosta do GNOME 3, aquela opção de interface para as distribuições Linux. Torvalds chegou a chamar o software de “bagunça”.

Não só chamou de bagunça, como espinafrou a interface alternativa. Na sua mensagem dentro da rede social, Linus disse que quer de volta sua interface “com algum sentido”. Ainda disse que gostaria de conhecer alguém que goste da bagunça do GNOME 3.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Chat, vídeo e galeria de imagens (Foto: Reprodução) — Foto: TechTudo

O problema das declarações de Linus Torvalds é que, geralmente, o que ele fala vira lei. Se ele diz que a mais recente versão do GNOME tem problemas de renderização, podemos esperar que uma onda de usuários do Linux comece a repetir o discurso.

Dando um exemplo de sua péssima experiência com o GNOME 3, o criador do Linux sugere: ao ir nas atividades e clicar no ícone do terminal para criar uma nova janela, o GNOME 3 simplesmente traz a janela do terminal à frente das demais. Comportamento “inaceitável”, nas palavras de Linux.

Essa não é a primeira vez que ele ataca uma interface para Linux. Torvalds usou GNOME por um tempo, trocou para o KDE, voltou para o GNOME, e até onde se sabe atualmente ele utiliza o Xfce.

Quem quiser testar o GNOME 3, a despeito do ódio demonstrado por Linus Torvalds, deve acessar essa página e seguir as instruções de instalação. Depois não vá dizer que Linus não avisou.

Via OSnews  

Mais do TechTudo