Por Juliana Sousa; da Redação


Boliviano sai preso do Estúdio Brasil 2011 (Foto: Juliana Sousa) — Foto: TechTudo

Barrado ao tentar entrar sem crachá no Estúdio Brasil 2011, congresso de fotografia que terminou ontem em São Paulo, o boliviano identificado como Márcio, aparentemente com idade entre 29 e 31 anos, foi reconhecido por fotógrafos que teriam tido equipamentos furtados por ele no Wedding Brasil, outro evento de fotografia que aconteceu em abril deste ano, na capital paulista.

De acordo com chefe de segurança do evento, Fábio de Moura, Márcio tentou entrar pelos fundos do auditório do Teatro das Artes, onde o congresso aconteceu. Ao ser impedido por um segurança da equipe, o boliviano fez uma nova tentativa, desta vez pela entrada principal, onde foi reconhecido por vítimas. 

Boliviano sai preso do Estúdio Brasil 2011 (Foto: Juliana Sousa) — Foto: TechTudo

Márcio foi cercado pela equipe de segurança do evento, que chamou a polícia. Pelo menos ele, duas mulheres e dois homens, entre bolivianos e chilenos, estavam no local e formariam o grupo que participa de furtos de equipamentos fotográficos em São Paulo.

Nildo Teixeira, organizador do evento, disse que é a terceira vez que o boliviano aparece com um grupo em congressos como este. Nas duas primeiras, ele teria conseguido furtar lentes e câmeras profissionais. Na segunda vez, no Wedding Brasil, Márcio teria furtado cerca de 40mil reais em equipamentos apenas de um fotógrafo. Teixeira acredita que a segurança desta vez fez a diferença.

Márcio foi levado para a 15 ª DP, em Itaim Bibi, SP e poderá ser deportado ainda hoje para o seu país. Os outros suspeitos fugiram do local.

Mais do TechTudo