Por Filipe Garrett; Para O TechTudo


O aguardado processador Tegra 3, da Nvidia, foi, enfim, revelado em todo o seu poderio. Primeira CPU “quad-core” voltada para os dispositivos móveis (tecnicamente ele possui cinco núcleos), o processador deve estrear com o tablet Asus Prime Transformer, terá clock de 1.3GHz e será sinônimo de desempenho no mercado de dispositivos Android em 2012.

Processador NVIDIA Tegra 3 (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Fruto da arquitetura Kal-El, o Tegra 3 é resultado de um grande desafio de engenharia: oferecer alto desempenho em atividades cotidianas, suporte eficiente a multitarefas, vários núcleos, garantir baixo consumo de energia e baixa produção de calor. Exemplo do resultado desse desafio todo é o fato de o Tegra 3 consumir menos energia que o seu antecessor, o Tegra 2, e ainda assim oferecer desempenho equiparável a um Core 2 Duo T7200, da Intel.

Essa conquista indica um caminho sólido para os produtos Nvidia no mercado móvel em 2012. Se o Tegra 2 já foi referência em praticamente todos os lançamentos mais aguardados de 2011, o Tegra 3 tem tudo para roubar a cena e levar a computação móvel para outro patamar. Ao menos é isso que as screens do processador em operação prometem para os games.

Não serão apenas os jogos que ganharão um salto impressionante com o desempenho do novo Tegra. A tecnologia do processador, segundo a Nvidia, é pensada como a de um CPU de computador convencional: capaz de trabalhar com diversas tarefas ao mesmo tempo e com foco na estabilidade.

Se a aceleração gráfica do conjunto já se mostra promissora nos games, o desempenho na reprodução de vídeos é também promissor. O Asus Prime Transformer, que usará o Tegra 3, poderá reproduzir vídeos Full HD durante 12 horas seguidas. Independentemente da bateria que a Asus escolher, vale ressaltar o apetite frugal do processador responsável por decodificar o arquivo de vídeo e embaralhar o sinal que vai à tela.


Via Slashgear.

Mais do TechTudo