Por Eduardo Moreira; Para O TechTudo


Poucos dias antes do Natal, a Samsung anunciou de forma oficial que o popular smartphone Galaxy S e a primeira versão do Galaxy Tab de 7 polegadas não serão atualizados para a versão 4.0 do Android, também conhecido como Ice Cream Sandwich.

samsung-galaxy-s — Foto: TechTudo

O Samsung Galaxy S iniciou a jornada de sucesso da linha Galaxy, e é um dos smartphones mais bem-sucedidos da história, com vendas globais de mais de 10 milhões de unidades só em 2010. E apesar de ter mais de um ano de lançamento, o seu hardware (na teoria) era robusto o suficiente para suportar as novidades que o Ice Cream Sandwich traz. Muitos acreditavam que o seu processador Hummingbird de 1 GHz e sua capacidade de memória seriam suficientes para trabalhar com a nova versão do Android.

Porém, a Samsung disse exatamente o contrário. O argumento da empresa é que tanto o Galaxy S quanto o Galaxy Tab de 7 polegadas não contam com memória RAM e ROM suficientes para executar a nova versão do Android, em conjunto com a interface TouchWiz e outros softwares responsáveis “por uma melhor experiência de uso”. Um detalhe importante: as especificações de processador e memória RAM do Galaxy S são as mesmas do Nexus S, que receberá o Android 4.0.

Os argumentos da Samsung são válidos, mas não são consistentes. Uma das soluções que a fabricante sul-coreana poderia tomar seria a de limitar alguns recursos da interface TouchWiz, que é a parte do Android que mais possui alterações da Samsung. A HTC fez o mesmo em alguns de seus modelos atualizados para o Android Gingerbread, limitando sua interface HTC Sense. Além disso, outro ponto que reforça a possibilidade de execução do Ice Cream Sandwich no Galaxy S é o fato de o Nexus S executar o sistema Android “puro”, sem nenhum tipo de interface.

Ao que tudo indica, no entanto, a Samsung não quer abrir mão das personalizações aplicadas pela TouchWiz.

Mais do TechTudo