Por Rafael Silva; Por TechTudo


O processo da Oracle contra o Google sofreu uma reviravolta essa semana com o pedido da empresa de mudar os princípios do caso, aberto nos EUA. Baseado até então em infração de patentes, a ação pode virar um julgamento por infração de direitos autorais, caso o pedido da Oracle seja atendido. Além disso, segundo os cálculos da detentora dos direitos do Java, o Google consegue mais de 10 milhões de dólares ao ano com as ativações diárias do Android.

Google (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

A informação é do blog Foss Patents, do ativista de propriedade intelectual Florian Muller, que teve acesso aos documentos do pedido da Oracle. Em uma das notas de rodapé do documento a empresa afirma que “enquanto espera um julgamento, mais de 700 mil dispositivos baseados no Android são ativados todo o dia, todos fundamentalmente criados em torno de APIs protegidas por direitos autorais do Java”.

E o fato do Google estar faturando em cima das infrações de copyright da Oracle foi o que motivou o pedido da mudança do processo. A empresa diz também que além dos 10 milhões de dólares, o Google também acaba lucrando com vendas no Android Market, parcerias com fabricantes e até na forma de aumento no número de usuários da sua rede social, o Google+.

Não há uma data certa para a decisão da corte americana em relação a proposta, mas a Oracle acredita que até março tudo esteja resolvido.

Mais do TechTudo