Publicidade

Por Thássius Veloso; do Tecnoblog


Um homem indonésio de 31 anos, identificado apenas como Alexander, está sendo processado criminalmente sob acusação de afirmar no Facebook que Deus não existe. Segundo a polícia da Indonésia, Alexander questionou, em um grupo da rede social destinado à defesa do ateísmo, a existência do ser supremo, algo que é contra as leis do país.

Cadeia (Foto: Reprodução/Stock.XCHNG) — Foto: TechTudo

Bastou o comentário “Deus não existe” em uma página no Facebook para que ele ficasse em custódia “protetora”. A polícia confirmou o caso na última sexta-feira (20/01), e Alexander pode passar até cinco anos na cadeia pela publicação. Antes de ser preso, o rapaz foi demitido da função que exercia como servidor público. Desde então, Alexander tem sofrido ameaças e chegou a ser agredido.

Na Indonésia, o Islamismo é a religião predominante. Outras cinco religiões podem ser professadas pelos moradores do país. No entanto, o ateísmo ou o simples questionamento da existência de Deus é uma blasfêmia condenada por lei (que não prevê o Estado laico, como acontece no Brasil).

De acordo com o Ministro de Assuntos Religiosos do país, Alexander utilizou trechos do Alcorão, o livro sagrado do Islamismo, para defender seus pontos de vista contra a religião. O homem se declarava muçulmano até 2008, quando mudou de opinião e passou a defender o ateísmo.

O TechTudo apoia o Brasil Sem Vírus, movimento que dissemina práticas de segurança e distribui antivírus gratuitamente. Estima-se que 80% dos brasileiros já estiveram com os computadores ameaçados por vírus e ataques de hackers. Você pode ajudar sua rede de amigos enviando uma vacina para eles. Seja voluntário!

Mais do TechTudo