Por Paola Príncipe; Para O TechTudo


Hackers invadiram os cofres de importantes carteiras do Bitcoin e roubaram US$ 220 mil dólares da rede de intercâmbio da moeda digital, o equivalente a mais de R$ 380 mil reais. O prejuízo poderia ter chegado a mais de R$ 2,5 milhões, não fosse a desvalorização do Bitcoin no último ano.

bitcoin-accepted-4ef21ec-intro-thumb-640xauto-28735-4f50572-intro-thumb-640xauto-30923 — Foto: TechTudo

Pra quem ainda não está familiarizado com o termo "Bitcoin", é uma moeda digital criptográfica criada em 2009 por Satoshi Nakamoto. A ideia do Bitcoin é permitir a propriedade e transferências anônimas de valores, através de uma rede ponto a ponto (P2P). O Bitcoin não tem uma central de gerenciamento, como moedas como o real, por exemplo, que é gerenciado pelo Banco Central. A segurança do Bitcoin é feita através de um complexo esquema matemático de criptografia, que tem se mostrado cada vez mais suscetível a falhas.

Não é a primeira vez que acontecem roubos no Bitcoin, já foram noticiados outros que já chegaram à casa de centenas de milhares de dólares. Embora as questões de segurança contra hackers já terem sido expostas anteriormente, as mesmas ainda não foram sanadas.

No caso mais recente, os hackers detectaram uma vulnerabilidade em um Webhost amplamente utilizado que deu acesso irrestrito às carteiras digitais de oito vítimas. As 46.703 BTC’s – como são chamadas as unidades da moeda digital – roubadas pertenciam ao intercâmbio comercial Bitconica, de acordo com o CEO e principal desenvolvedor, Zhou Tong.

A taxa atual da moeda era de aproximadamente US$ 4,7 dólares, algo em torno de R$ 8 reais. Se os ladrões tivessem atacado o site no auge da valorização do Bitcoin, o montante roubado poderia ter chegado a US$ 1,5 milhão de dólares.

Via Gizmodo

Mais do TechTudo