Por Pedro Pisa; Para O TechTudo


No Brasil, as tomadas usadas em residências e prédios comerciais utilizam, majoritariamente, as tensões de 127 ou de 220 volts. A tensão elétrica é a diferença de potencial entre os dois conectores da tomada e está diretamente ligada à força empregada aos elétrons que se deslocam de um conector ao outro.

Esse deslocamento de elétrons é a eletricidade. Caso um aparelho eletrônico seja submetido à uma força de elétrons maior do que a suportada, o aparelho pode parar de funcionar, pois seus elementos podem queimar.

Símbolo de aviso para representar alta tensão (Foto: Reprodução / Wikipedia) — Foto: TechTudo

Portanto, precisamos estar atentos quanto à tensão fornecida pela tomada e à aceita pelo aparelho eletrônico. Se seu aparelho for bivolt automático, não há o que se preocupar, pois existe um circuito eletrônico protetor que detecta e opera na tensão da tomada. Na maioria dos casos, os aparelhos bivolt automáticos funcionam em tensões de 100 a 240 volts.

O maior problema ocorre ao se conectar um aparelho em uma tensão acima da suportada por ele. Quando ligamos um aparelho de 127 volts, por exemplo, em uma tomada de 220 volts, o aparelho queima rapidamente, dado que não está preparado para aquela tensão elétrica. Caso seu aparelho seja de 127 volts e a única ligação disponível está em 220 volts, você precisa de um transformador de tensão. Os transformadores convertem os 220 volts de tensão da tomada para os 127 volts de tensão aceitos pelo seu aparelho.

Por outro lado, ligar um aparelho de 220 volts em uma tomada de 127 volts não causa dano imediato ao aparelho. Normalmente, esse aparelho funciona com menos força, como é o caso de um ventilador ou chuveiro elétrico.

Aparelhos digitais tendem, porém, a não funcionar, pois a tensão baixa pode não permitir a correta distinção entre os níveis binários. Ou seja, o aparelho não saberá se um elemento está em 0 ou em 1.


Por esse motivo, aparelhos bivolt manuais sempre são entregues com a chave alternadora de tensão em 220 volts. Dessa forma, um cliente desavisado não corre o risco de queimar seu equipamento novo imediatamente.

Em geral, os aparelhos bivolt possuem um transformador de tensão embutidos. Um transformador de tensão para corrente alternada, que é o tipo de corrente que temos nas nossas tomadas, funciona com base em um fio enrolado sobre um material magnético. Quanto maior o número de voltas que se dá no fio, maior é a tensão que o transformador converte.

Assim, para o modo de 220 volts do aparelho bivolt, utiliza-se mais voltas do fio no material magnético, obtendo a tensão ideal de operação do aparelho eletrônico. A escolha de tensão em aparelhos bivolt automáticos é feita através de filtros de tensão elétrica, que define se a tensão de entrada é maior ou menor que determinado patamar e definem qual circuito deve ser utilizado.

Fonte de computador com chave seletora de tensão definida em 220 volts (Foto: Reprodução / Ibyte) — Foto: TechTudo

Portanto, tome cuidado com a tensão da tomada na qual os aparelhos são conectados, pois eles podem ficar seriamente danificados se não estiverem preparados. Se você já teve algum problema com tomadas e aparelhos com tensões diferentes, conte pra gente nos comentários.

Mais do TechTudo