Publicidade

Por Alexandre Silva; Para O TechTudo


Dead Space é uma das franquias mais assustadoras já lançadas na geração atual de consoles. Essa afirmação é reforçada com argumentos relevantes a respeito do alto nível de violência aliado ao clima altamente sombrio que rodeia o jogador do início ao final da história. Mas o sucesso dessa série vai além de um fator isolado.

Dead Space (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Sim, Dead Space é um game assustador, porém, mais do que isso, é um jogo de terror bem desenvolvido. Elementos como a câmera próxima ao jogador, uma sensação claustrofóbica e a mobilidade não muito ágil do personagem (pois este usa uma pesada armadura de metal) aumentam o clima de tensão, e o estúdio Visceral não poupou esforços em deixar o jogo “politicamente correto”. Confira alguns motivos que fazem com que a série Dead Space seja considerada a mais violenta da geração atual.

Alienígenas parasitas de corpos

Segundo a história do game, os Necromorphs são seres que parasitam o corpo de seres humanos, o que ocasiona em uma mutação instantânea do mesmo. Essa transformação não é nada gentil e bastante dolorosa. Todos os infectados têm seus corpos dilacerados, e sua estrutura óssea é completamente alterada no processo. Assim nascem os monstros com quatro braços ou criaturas com tumores gigantes que explodem. Descrever o processo de transformação em um texto não é muito efetivo. Joguem e tirem suas conclusões.

Membros por todo o canto

Dead Space (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Além das mutações aberrantes dos monstros, o protagonista Isaac Clarke também não é dos mais bonzinhos quando o assunto é sobreviver. Seu arsenal inclui armas cortantes, lança chamas e os clássicos rifles de assalto.

A fraqueza dos Necromorphs é somente uma: cortar os membros para imobilizá-lo. Isso motiva o jogador a decepar os braços, pernas e algumas cabeças das criaturas espalhadas pelo cenário. E também dá para pisotear o cadáver do monstro recém-derrotado. O som de uma bota de aço esmagando carne humana no jogo é incrível.

Nem as crianças escapam

Dead Space (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Você conhece algum jogo protagonizado por adultos no qual as crianças podem morrer e serem decepadas? Dead Space é assim, sendo esta a maior evidência da fuga daquilo que é considerado politicamente correto nos jogos. Não existem crianças em GTA, um jogo bastante violento, por exemplo. E quando aparece alguma criança em um jogo de terror, nem sempre ela é massacrada com tiros e pisões.

Mas, em Dead Space, os produtores não se importaram com isso e criaram os Pack. Esses monstros são crianças mutantes que atacam em bandos (por isso o nome) e possuem grandes garras que fatiam seu personagem em poucos segundos se alguma coisa não for feita para impedi-las.

Mas não para por aí: até os bebês mutantes estam presentes no game. Em Dead Space 2, existem os bebês que ficam chorando e, se o jogador se aproximar, eles explodem como minas terrestres.

Agonia no limite

Dead Space (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Muitos momentos do jogo colocam Isaac em situações agonizantes. Desde monstros gigantescos que o puxam pela perna até máquinas que podem perfurar seus olhos, são vários momentos de agonia em que o jogador sentirá um arrepio na espinha. Tudo devidamente planejado pelos desenvolvedores.

Por isso, a série Dead Space é considerada pelo TechTudo como a mais violenta dessa geração. O terceiro título da série está chegando, com direito à jogabilidade cooperativa. Aliás, uma das razões pelo qual o co-op foi implementado, segundo os produtores, era porque o modo single player era assustador demais. Até os criadores do jogo acham que pegaram pesado no conteúdo de sua franquia.

saiba mais Você pode ter seu rosto em Dead Space 3 (Foto: Reprodução: Rafael Monteiro)Crie sua própria arma e vire um personagem no horripilante Dead Space 3 Dead Space 3 (Foto: Divulgação) (Foto: Dead Space 3 (Foto: Divulgação))Mais imagens de Dead Space 3 revelam um novo e aterrorizante inimigo  

Mais do TechTudo