Publicidade

Por Fernanda Santos; Para O TechTudo


A Apple voltou a atacar a Samsung nos tribunais. Agora, a companhia norte-americana acusa a rival de infringir suas patentes novamente na última atualização do Galaxy Note 10.1, agora com o Android 4.1 (Jelly Bean). A fabricante do iPad apresentou seus argumentos ao tribunal federal de San Jose, nos EUA, e pediu para que essa nova infração seja adicionada ao processo aberto no dia 1º de outubro sobre quebra de patentes do iPhone 5.

A Apple volta a acusar a Samsung por infração de patentes com o Galaxy Note 10.1 (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

A Samsung começou a vender o Galaxy Note 10.1 nos Estados Unidos em agosto, e nesta semana o aparelho recebeu a atualização para o Android 4.1 (Jelly Bean).

A solicitação da empresa de Tim Cook aparenta ser uma resposta ao pedido feito pela Samsung no dia 1º de outubro, para a inclusão do iPhone 5 na lista de patentes infringidas. Na mesma ocasião, a juíza Lucy Koh deu fim a proibição das vendas do Galaxy Tab 10.1, imposta no dia 24 de junho nos EUA, alegando que não havia motivos para suspender as vendas pois a Samsung não violou nenhuma patente da Apple. No entanto, a criadora dos iGadgets insiste na proibição, afirmando que o aparelho infringe outras patentes.

O Galaxy X Nexus também deve ser alvo de acusações (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Em declaração ao juíz Paul S. Grewal, responsável por este novo julgamento, o advogado da Apple, Andrew Liao, afirmou que o Galaxy X (Nexus) é o único aparelho com Jelly Bean que a empresa deseja adicionar à denúncia por infração da patente de interface de software. Já outros 17 aparelhos da Samsung devem ser incluídos por usarem uma caneta para serem operados, como o Galaxy Note 10.1, mesmo que os modelos não venham acompanhados de tal acessório. O pedido é uma resposta à infração de patente da caneta Stylus para iPad, iPhone e iPod Touch.

Em contrapartida, a advogada da Samsung, Victoria Maroulis, disse que a companhia deseja incluir apenas o iPhone 5 ao processo. A representante afirma ainda que a empresa sul-coreana se opõe à adição de “17 novos dispositivos que usem caneta” ao julgamento. “Com a inclusão da caneta, a Apple ampliaria o caso significativamente”, justifica a advogada.

O juiz Grewal não emitiu sua decisão sobre o caso com medo de que, se ele negasse os pedidos de ambos os lados, as empresas poderiam apresentar uma nova rodada de acusações judiciais. O julgamento dos novos produtos deve ocorrer em 2014.

A Apple já ganhou uma ação preliminar anterior ordenada pela juíza Lucy Koh, conseguindo o bloqueio das vendas do Galaxy Nexus. Em agosto, a empresa incluiu o Galaxy S III a lista de produtos que acusa de infringir suas propriedades intelectuais.

Em uma das ações judiciais anteriores, o júri determinou que a Samsung infringiu seis das sete patentes apontadas pela Apple. Em dezembro, a juíza Koh ouvirá o caso novamente para determinar a procedência do novo pedido para o bloqueio dos smartphones da Samsung e também do Galaxy Note 10.1.

Via Bloomberg

Mais do TechTudo