Publicidade

Por Rafael Monteiro; Para O TechTudo


Assim como os videogames podem ser ferramentas de inspiração e desenvolvimento para a maioria, há uma pequena minoria para a qual eles parecem servir de gatilhos para atos violentos. Separamos alguns dos crimes mais conhecidos em que os games geraram grande polêmica.

Adolescente Devin Moore teria sido influenciado por Grand Theft Auto (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Grand Theft Auto 3

Em junho de 2003, um adolescente chamado Devin Moore foi preso suspeito de ter roubado um carro. O jovem não tinha antecedentes criminais e provavelmente seria liberado com uma advertência. Porém ao chegar na delegacia, Devin roubou a arma de um policial, atirou em dois deles e ainda atingiu um atendente do serviço de emergência 911.

Ele ainda tentou escapar roubando uma viatura da polícia, mas foi recapturado sem maiores dificuldades. Após ser preso novamente, ele não demonstrou qualquer arrependimento pelas suas ações, dizendo: “A vida é como um videogame. Todos têm que morrer em algum momento”.

Jogos viciantes poderiam agravar a irritação de parar de jogá-los? (Foto: Divulgação) (Foto: Jogos viciantes poderiam agravar a irritação de parar de jogá-los? (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

FarmVille

Alexandra Tobias (Foto: Reprodução) — Foto: TechTudo

Os jogos sociais podem passar de uma vontade saudável de jogar para uma obsessão de não querer mais parar de jogar. Foi o caso de Alexandra Tobias, viciada em FarmVille, que acabou causando a morte de seu filho, Dylan Lee Edmondson.

Em setembro de 2010, Alexandra estava em uma de suas sessões de jogo em FarmVille, quando seu filho Dylan, na época com três anos, começou a chorar. Irritada por ter sido interrompida, ela o sacudiu violentamente. Não se sabe se ela chegou a bater a cabeça da criança em algo ou se apenas o movimento foi a causa da morte.

Lineage 2

Este caso aconteceu em 2008, na Rússia, envolvendo o jogo online Lineage 2. Duas guildas se encontraram online para discutir sobre a morte de um personagem, que havia sido morto pela outra guilda. Após muita briga online, viram que a melhor forma de resolver isso seria se encontrando para uma briga pessoalmente.

Guildas de Lineage 2 levaram briga do mundo virtual para o real (Foto: Divulgação) (Foto: Guildas de Lineage 2 levaram briga do mundo virtual para o real (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Os relatos são de que a briga foi bastante violenta e, para comprovar, temos a morte de um dos integrantes, um homem de 33 anos chamado Albert. Ele foi espancado e faleceu devido aos ferimentos à caminho do hospital.

Legend of Mir 3

O jogo Legend of Mir 3 pode não ser muito conhecido para nós, mas faz grande sucesso com o público asiático e foi um dos primeiros casos de disputa de itens virtuais. Em 2004, na cidade de Xangai, na China, um jogador chamado Qiu Chengwei ganhou uma arma no jogo e a emprestou para um amigo, Zhu Caouyan. Quando pediu de volta, descobriu que ele a havia vendido por dinheiro.

Legend of Mir 3 foi palco para primeiras discussões sobre posse virtual (Foto: Divulgação) (Foto: Legend of Mir 3 foi palco para primeiras discussões sobre posse virtual (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

A primeira reação de Qiu foi procurar a polícia, mas não havia regras para disputas de itens virtuais na época. Irritado, o jogador decidiu resolver por conta própria, esfaqueando Zhu e matando-o. Ele recebeu a pena de morte pelo crime, que na China pode ser reduzida para prisão perpétua por bom comportamento.

Grand Theft Auto 3

Devido a sua popularidade e controvérsia, GTA entrou na lista duas vezes. Este foi outro caso que ocorreu em 2003, quando dois irmãos moradores de Tennessee, Estados Unidos, um de 14 anos e o outro de 16, resolveram recriar cenas na vida real que eles faziam no jogo. Os adolescentes disseram que fizeram isso porque estavam entediados.

Dois adolescentes copiaram hábitos de GTA 3 e atiraram em pessoas na rua (Foto: Divulgação) (Foto: Dois adolescentes copiaram hábitos de GTA 3 e atiraram em pessoas na rua (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Com acesso a dois rifles em casa, eles atiraram em pessoas aleatórias, matando um homem chamado Aaron Hamel e ferindo uma enfermeira, Kimberly Bede. A Rockstar chegou a ser processada pelo caso, mas é fácil notar que nenhum dos adolescentes tinha idade para jogar o título, indicado para maiores de 17 anos.

Tem alguma dúvida de tecnologia e games? Entre no Fórum do TechTudo!

Mais do TechTudo