Por Thiago Barros; Para O TechTudo


Se você ou sua empresa tem vontade de criar um aplicativo para celulares mas não possui o conhecimento necessário para isso, uma ótima solução parece ter chegado ao mercado. O serviço, chamado de AppMachine, foi apresentado na feira MWC 2013, que está acontecendo nesta semana na Espanha, e chamou a atenção dos presentes. O site tem exatamente esta finalidade: oferecer as ferramentas para a criação de apps de forma bem fácil.

Espaço do AppMachine no MWC 2013 mostra o site para desenvolvimento de apps (Foto: Allan Melo/TechTudo) — Foto: TechTudo

A página AppMachine.com é onde os interessados vão encontrar mais detalhes sobre o serviço. O sistema de desenvolvimento dos aplicativos é totalmente baseado na web e tem um funcionamento bastante semelhante ao do Tumblr, que permite a criação de um blog em poucos passos. Há três planos de contratação da ferramenta, com valores de € 399 (R$ 1,2 mil), € 699 (R$ 2,1 mil) e € 1499 (R$ 4,5 mil).

A customização do aplicativo é totalmente feita pela interface do serviço, que permite a adição de diversos tipos de conteúdo como fotos, interações com Facebook, mapas e páginas de contato. É possível ainda enviar textos, imagens e vídeos para o servidor do programa ou então utilizar serviços de RSS para que haja atualização constante do app. Assim que o conteúdo for enviado, então, o usuário é redirecionado para a parte gráfica, também recheada de opções, que aumentam de acordo com o plano que for assinado.

Site permite criação de apps sem programação (Foto: Reprodução/Cnet) (Foto: Site permite criação de apps sem programação (Foto: Reprodução/Cnet)) — Foto: TechTudo

Um detalhe interessante é que todo este processo é gratuito para testes. Ou seja, você pode desenvolver o aplicativo da forma que desejar até deixá-lo do jeito que você imaginava. Se não gostar, pode simplesmente abandonar o projeto e não gastará nada com isso. Afinal, o pagamento da assinatura só é feito quando o aplicativo é publicado na loja online da Apple, a App Store, que também irá cobrar € 99 (R$ 300) pela publicação.

De qualquer forma, os valores são bem menores aparentemente do que a contratação de uma firma especializada, assim como o funcionamento é bem simples e a ferramenta um tanto quanto completa. Obviamente, não é um atrativo para o usuário comum, mas para o empreendedor talvez seja uma ótima opção de dar um passo adiante neste mercado que não para de crescer, que é o dos dispositivos móveis.

Via CNET

Mais do TechTudo