Por Edivaldo Brito; Para O TechTudo


O iOS 7 já está entre nós, ainda que seja na forma de um beta. O sistema operacional da Apple para iPhone e iPad ganhou uma repaginada no design e vários novos recursos, em uma mudança considerada a maior desde a chegada do sistema. O TechTudo testou a nova plataforma e relatou as primeiras impressões do novo iOS. Confira!

Conheça as novidades do iOS 7 (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Interface

Apesar do impacto criado pela apresentação do sistema na WWDC 2013, engana-se quem pensou que o iOS 7 é uma plataforma totalmente nova. No geral, por baixo de sua interface, ainda existe tudo aquilo que os usuários estão acostumados. Ou seja, o funcionamento do sistema é praticamente o mesmo, o que é muito importante.

Mas o impacto da mudança visual do iOS 7 é muito forte, e a primeira sensação que se tem ao usá-lo é achar que está em outro SO. Talvez por causa disso, nos primeiros minutos de uso seja um pouco difícil se acostumar com o sistema. Porém, com o tempo, é possível perceber que o uso é exatamente o mesmo do iOS 6, apenas com uma nova roupagem e alguns recursos extras.

Fora um ou outro item novo, as opções de configuração dos “Ajustes” continuam as mesmas, e o layout da tela inicial também permanece igual. Só os ícones da tela de início mudaram, ficando um pouco mais infantis e coloridos, e o novo Control Center - acessado ao arrastar a tela de baixo para cima - tornam o novo sistema um pouco parecido com o Android.

Novos ícones do iOS 7 (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Já em outras telas, como a do aplicativo de calculadora, o visual do sistema se parece com o Windows Phone. A tela de multitarefa e o app telefone (principalmente na tela que aparece quando se está fazendo uma ligação) também parecem ter sido "sugados" do sistema da Microsoft. Nesse sentido, a Apple perdeu um pouco a sua identidade, já que sempre teve uma identidade mais discreta em todos os seus apps.

Nova calculadora do iOS 7 (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Os novos recursos do iOS 7

A interface talvez tenha sido a novidade mais impressionante na nova plataforma da Apple. Porém, a companhia não economizou esforços para trazer inovações também na usabilidade e nos recursos do seu sistema operacional.

Central de Controle

Poder acessar as configurações do aparelho sempre foi algo complicado e demorado no iOS. Para resolver isso, a Apple fez algo que há muito tempo seus usuários pediam: uma Central de Controle, acessível apenas com o gesto de tocar a parte inferior da tela e puxar para cima. Dentro dela, atalhos que permitem ativar ou desativar alguns dos itens disponíveis normalmente em “Ajustes” (Bluetooth, Wi-Fi, Não Perturbe, brilho da tela e outros). A Central também traz outras funcionalidades, como Câmera, Calculadora, Cronômetro e até uma lanterna para você iluminar locais escuros ou a noite.

A Central funciona perfeitamente, respondendo sempre que o usuário faz o gesto levando a borda da tela até o topo (inverso ao da Central de Notificações). Todas as vezes que o movimento foi feito, a resposta foi imediata: sem engasgos e sem ignorar o usuário nenhuma vez. É uma aplicação muito útil e que está rodando perfeitamente.

Nova Central de Controle do iOS 7 (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Central de Notificações

A Central de Notificações foi praticamente repaginada: seu layout se tornou bem mais limpo e, talvez o mais importante, agora o recurso pode agora ser visualizado até mesmo com a tela do aparelho bloqueada. Antes, o usuário era obrigado a desbloquear o dispositivo para ver suas atualizações, mas a Apple foi inteligente em implantar esta praticidade.

Na central você pode ver as notificações do dia, todas ou apenas as perdidas. O acesso a ela continua igual a das versões anteriores do sistema: basta puxar a parte de cima da tela para baixo. O funcionamento também é perfeito, e as notificações são dadas com precisão e sem problemas.

Nova Central de Notificações do iOS 7 (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Tempo

O aplicativo Tempo foi atualizado e agora tem a interface muito parecida com a do recém lançado Yahoo! Tempo. Com um gesto de pinça (abrir ou fechar) é possível alternar entre a informação do tempo de um local ou ver todos os locais na mesma tela. Porém, um dos grandes pontos fracos do app é que ele tem poucos detalhes metereológicos: até mesmo o aplicativo do Yahoo tem mais informações sobre o tempo.

Nova app de previsão do tempo, parecido com o Yahoo! Tempo (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Safari

As mudanças foram grandes no Safari, tanto que o browser parece outro programa. A interface do app foi bastante alterada, seguindo o padrão clean do novo sistema operacional. Com isso, ele passou a lembrar mais alguns navegadores concorrentes, como o Opera e o Chrome. Uma função bem útil é a aparição dos favoritos - com ícones bem grandes - sempre que a barra de navegação é tocada.

Mas a mudança mais importante está no recurso de abas, que agora tem uma visualização em 3D. No entanto, toda essa animação, embora seja bem bonita, pode acabar consumindo mais bateria e processamento sem qualquer utilidade, já que o recurso é dispensável. A Apple fugiu um pouco da sua característica de ser prática em todas as funções.

Safari mostra a lista das páginas abertas em 3D (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Spotlight

O Spotlight saiu da tela principal do iOS e ficou mais simples de usar. Agora ele pode ser acessado em qualquer uma das telas, basta tocar no meio dela e arrastar para baixo. Com isso, ficou mais simples buscar qualquer coisa pelo dispositivo. O funcionamento do Spotlight também está bem leve, mesmo quando acessado no meio de um app mais pesado.

Spotlight está embutido na tela principal do iOS (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Siri

Infelizmente o Siri ainda não está falando português. No entanto, como nenhuma língua nova foi adicionada a esta versão beta, ainda existe a possibilidade do idioma aparecer na versão final, a ser lançada no fim do ano.

No geral, o assistente virtual ficou um pouco melhor, já que está integrado à Wikipedia, ao Twitter e - o grande ponto fraco - ao buscador Bing, da Microsoft. Porém, o Siri ainda está correndo atrás do Google Now, que é muito mais integrado às funções do sistema e possui um reconhecimento de voz um pouco mais preciso. O Siri melhorou, mas ainda precisa melhorar mais.

Bloqueio de tela

A tela de bloqueio do iOS era, talvez, a grande demonstração de como o sistema era ultrapassado. Ter que arrastar uma barrinha de bloqueio para então digitar a senha e só então usufruir da plataforma era muito trabalhoso e antiquado. Com isso, a Apple se reinventou: mais uma vez se assemelhando ao Android, agora é possível fazer três gestos diferentes na tela de bloqueio: deslizando para a direita, a tela é liberada; para cima, abre a Central de Controle; e para baixo, a de Notificações.

O funcionamento é muito mais intuitivo e agradável. O novo bloqueio de tela é possivelmente uma das grandes melhoras trazidas pelo novo sistema operacional da Apple.

Tela de bloqueio do iOS 7 (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Multitarefas

A antiga barra de tarefas do iOS, que tinha acesso manuseio difícil e pouco agradável visualmente, deu lugar a uma bonita lista com uma prévia dos apps abertos. Mais uma novidade bem parecida com recursos presentes no Android e no Windows Phone. Mas se é para deixar o funcionamento melhor, vale a pena. Basta tocar e arraste uma das prévias da lista para cima e você fecha o programa correspondente; arrastando para o meio, você abre a aplicação.

Outra novidade em relação à multitarefa, agora é possível deixar os aplicativos realmente sendo executados em segundo plano, pois o que o sistema fazia antes era deixar os programas parados e somente alguns programas da Apple realmente continuavam funcionando. Mas para que para que a bateria de seu dispositivo não seja desperdiçada, você pode selecionar quais aplicativos você deixará com essa função, em “Ajustes“.

iOS 7 ganhou um novo recurso de multitarefas (Foto: Reprodução / Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Pastas

As pastas do iOS agora suportam mais aplicações e contam com paginação (como na tela inicial do iOS), para exibir o restante das apps quando não cabem na tela. Além disso, assim como todo sistema, o visual das pastas está mais bonito e suave.

Pastas no iOS 7: com paginação (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Câmera com filtros

Aplique filtros dentro do próprio app Câmera (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) (Foto: Aplique filtros dentro do próprio app Câmera (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) ) — Foto: TechTudo

O Aplicativo Câmera está com um visual totalmente diferente e ganhou novos recursos. Na hora de editar a foto, além das funções já existentes (girar, melhora automática, olhos vermelhos e cortar), é possível aplicar efeitos nas imagens no melhor estilho Instagram. No total, são dez efeitos disponíveis, embora eles não sejam lá muito úteis. Afinal, não é muito comum se utilizar efeitos nas fotos a não ser que elas sejam postadas no Instagram. Logo, não era algo tão necessário ter o recurso nativo no app da câmera.

Redes sociais

O iOS 7 adicionou integração com mais duas redes sociais além das já existentes (Twitter e Facebook). Agora com os aplicativos do Flickr e Vimeo instalados e as contas dessas redes cadastradas em “Ajustes” é possível conectar e interagir com elas no sistema de forma nativa.

Recurso “Por Aqui” na App Store

Para tentar divulgar ainda mais os programas da App Store, a Apple colocou um recurso no iOS 7 que identifica quem está utilizando o sistema operacional na sua região e diz quais os apps mais baixados no local. O recurso, claro, depende da autorização de cada usuário.

Segurança

No iOS 7, quando se conecta o iPhone em um computador diferente do seu, ele pergunta se ele é “confiável“, para evitar que acesso a todos os dados contidos no aparelho.

Ícone do Relógio

Uma pequena curiosidade: o novo ícone do relógio do iOS não é estático, a imagem dele mostra sempre a hora atual. Assim, se você preferir ver a hora por relógios de ponteiros, basta olhar para o ícone do aplicativo que você verá o horário real.

Ícone do relógio no iOS 7 mostra a hora real nos ponteiros (Foto: Reprodução / Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Conclusão

Como este é o primeiro beta do iOS 7, embora seu desempenho seja muito rápido e redondo, em alguns momentos ele se mostra instável sem motivo aparente. Porém, ele dá uma boa noção do que está para chegar aos aparelhos até o final do ano, já que a versão de testes existe justamente para que a Apple possa aperfeiçoar todos os detalhes antes do lançamento oficial.

Ou seja, muita coisa pode melhorar até o dia do lançamento oficial. No entanto, já é possível ver que a Apple caprichou no novo sistema, trazendo uma usabilidade e uma interface muito mais agradáveis para o usuário. No geral, os novos recursos rodam perfeitamente e não irão decepcionar os fãs que aguardam a chegada da nova versão - a não ser, talvez, aqueles mais conservadores.

Mais do TechTudo