Por Renato Bazan; Para O TechTudo


Na Brasil Game Show 2013 o TechTudo teve acesso ao demo do novo jogo de Cavaleiros do Zodíaco. O primeiro jogo da série, “Batalha do Santuário”, foi recebido com tanta festa pelos fãs brasileiros que acabou ganhando edição especial para o país. O mesmo acontecerá com Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados. Exclusivo para PS3, o jogo será lançado no Brasil com textos em português e áudio em japonês.O segundo game trará uma mecânica bem diferente da do primeiro. Em vez de construir uma aventura beat’em up com foco em chefões para cada casa, caso de “Batalha do Santuário”, a Namco Bandai optou por realizar um jogo com foco em combate de um contra um, sem capangas, para valorizar os personagens recorrentes da franquia.

Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação) (Foto: Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Em Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados é possível escolher entre heróis, vilões, coadjuvantes e personagens de sagas passadas, ao contrário do game anterior. O game apresenta um rol de possibilidades que deve chegar a pelo menos 60 lutadores.

Apesar de não estar disponível na demonstração testada na BGS 2013, também está previsto um modo multiplayer online para times de até 5 jogadores, embora o funcionamento deste agrupamento não tenha sido ainda explicado pelo estúdio.

Haverá ainda um “modo história”, dedicado à aproximação do game com as sagas da franquia, mas não há muito esclarecido sobre o funcionamento desta categoria. Sabe-se que ela contará com um sistema de evolução de personagens, tal qual o jogo anterior, e que acrescerá alguns duelos não existentes no anime para encorpar o jogo. Julgando pelos personagens e arenas disponíveis, porém, é seguro presumir que ao menos as sagas do Santuário, de Poseidon e de Hades estarão representadas ao longo da história. Os personagens serão abertos apenas à medida que o jogador progride na aventura.

Gráficos de anime e movimentação robótica

O jogo conta com gráficos cartunizados, de cores fortes, em óbvio paralelismo com a aparência do anime. Apresentando um combate em três dimensões com câmera elevada, a jogabilidade lembrou em muitos momentos aquela de “Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm”, inclusive pela presença de golpes especiais que evocam animações mais alongadas.

Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação) (Foto: Os Cavaleiros do Zodíaco: Bravos Soldados (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Em uma primeira experimentação o jogo parece sofrer com uma movimentação muito robótica, pouco fluida, bem diferente daquela de “Ultimate Ninja Storm”. Para piorar a situação, a altíssima quantidade de serrilhado em tela e um layout de controles pouco intuitivo vai exigir certa tolerância por parte dos apaixonados pela série.

Limitações à parte, a Namco parece ter encontrado uma fórmula que pode funcionar em muitos games futuros da franquia Cavaleiros, adicionados ou removidos personagens. Ainda é cedo para dizer se o jogo terá ou não a qualidade que se espera de uma homenagem dessas, especialmente pelo fato de nem mesmo haver uma data de lançamento definida, mas o jogo em seu estado atual inspira tanto nostalgia quanto incerteza.

Mais do TechTudo