Por Da Redação; do MWC 2014


O MediaPad X1 é a grande estrela da Huawei do MWC, mesmo que meio esquisitona. O tablet tem tela de 7 polegadas e tem é capaz de fazer e receber ligações telefônicas - como qualquer celular comum. O TechTudo testou o novo produto e traz as primeiras impressões.

Grandalhão e meio desajeitado, o MediaPad X1 é grande aposta da Huawei (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) — Foto: TechTudo

O MediaPad é gigantesco para um celular, mas até bem compacto para um tablet. A Huawei conseguiu diminuir as bordas e "afinar" o gadget a dimensões impressionantes. O aparelho é surpreendentemente menor e mais leve do que os concorrente iPad Mini, da Apple, e Nexus 7, do Google. A parte frontal dele é composta por 80% de tela, o que explica as coisas.

Peso e espessura podem compensar o tamanho do 'smarttablet' (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) — Foto: TechTudo


O lançamento consegue ser maior do que qualquer foblet no mercado. E, no fim das contas, é até complicado encaixá-lo nessa categoria. Enquanto os irmãos esbanjam telas de no máximo 6 polegadas, o X1 extrapola os limites com suas 7 polegadas. Inegavelmente um tablet. Para compensar a esquisitice de atender um gigante desses no meio da rua, a Huawei embarcou no mundo das smartbands, para que os donos do X1 possam atender ligações sem precisar pegar o tablet de fato. Parece funcionar mais ou menos como um smartwatch, embora mais limitado.

Pulseira smart TalkBand permite controle quase total do MediaPad X1 (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) — Foto: TechTudo



Agora, falando de tela: o brilho, as cores e a definição do display do MediaPad não fazem feio. Ele reproduz cores fielmente, e conseguimos resultados satisfatórios de visibilidade mesmo sob incidência direta de forte luz branca. Não dá para dizer ainda como vai ser usar o aparelho em dias ensolarados, mas já é um bom indicativo.

O desempenho do X1 também não decepciona. Rodamos nele alguns jogos pesados e várias aplicações ao mesmo tempo, e ele nem deu sinal de engasgar. Claro que ainda falta um bom teste de benchmark, para ver quão bem o hardware se sai. No coração do X1 bate um processador quad-core de 1,6 GHz e 2 GB de RAM. 

Detalhe dos botões do X1: espessura facilita na ergonomia do grandalhão (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) — Foto: TechTudo


No corpo fino, a companhia ainda deu um jeito de encaixar uma bateria de nada menos do que 5.000 mAh. Assim como fez no Ascend Mate 2, a Huawei ainda adicionou ao X1 a capacidade de carregar outros aparelhos, no melhor estilo esbanjador. Durante nosso hands-on, não pudemos fazer um teste de bateria - este vai ficar para o review completo.

Câmera traseira do MediaPad X1: 13MP (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) — Foto: TechTudo

Outra curiosidade do MediaPad X1 é a câmera frontal. Assim como em outros lançamentos recentes, a Huawei reafirmou que selfie é coisa séria e colocou um sensor de 5 megapixels, mais um punhado de aplicações para que sua foto saia perfeita. A câmera traseira, de 13 megapixels, também parece fazer um bom trabalho, embora tenha sido estranhamente ofuscada pela frontal.

O X1 é um smartphone grande ou um tablet pequeno? (Foto: Isadora Díaz/TechTudo) — Foto: TechTudo



O aparelho chega ao mercado europeu por € 399 na versão de 16 GB, expansíveis via cartão microSD. Nessas primeiras impressões, chegamos à conclusão de que o MediaPad X1 definitivamente é um tablet para competir com os tops, mas ainda nos parece muito estranho andar por aí com 7 polegadas na orelha.

Mais do TechTudo