Publicidade

Por Da Redação; Para O TechTudo


É comum a ideia de que quanto mais, melhor e com o zoom das câmeras digitais não seria diferente. Quando falamos do poder de aproximação das objetivas fixas, logo vem a mente os grandes valores multiplicadores divulgados com tanto destaque pelos fabricantes. Compactas com zoom óptico maior que 40x já se tornaram padrão no mercado. Será mesmo que quanto maior for o zoom óptico, maior será a ampliação da imagem? O TechTudo esclarece o assunto para você!

Simulação ilustrativa de alguns dos diferentes tamanhos de sensores utilizados pelos fabricantes (Foto: Metuzo/TechTudo) — Foto: TechTudo

Diversos fatores contribuem para o “efeito” de ampliação das imagens, o primeiro deles é o tamanho do sensor de imagem da câmera.

Conforme podemos visualizar na imagem acima quanto menor for o sensor de imagem da câmera, maior será a sensação de ampliação do objeto. Os sensores de tamanho 1/2,3” (6,17 x 4,55 mm) são os mais utilizados pelos fabricantes em suas compactas de preços mais acessíveis.

Cálculo do fator de corte de um sensor

Alguns fabricantes consideram 35 mm, outros 36 mm como padrão para sensores full frame, vamos utilizar 35 mm como valor de referência.

Como dito antes, as câmeras compactas possuem na sua grande maioria sensores do tipo 1/2,3” estes, apresentam 6,17 mm de largura como o CMOS da Sony DSC-HX400V exibida a seguir. Para determinarmos o fator de corte do sensor da câmera em questão basta dividirmos 35 mm por 6,17 mm. Chegamos então a um fator de corte de aproximadamente 5,6x.

Objetivas

Que tal conhecer melhor o que significam os números estampados na área frontal da objetiva de sua câmera? Veja o exemplo abaixo:

Imagem 02 — Foto: TechTudo

As aberturas máximas do diafragma nas posições wide (sem acionamento de zoom) e tele (com total acionamento do zoom óptico) são expressas pelos valores de f/2,8 (W) e f/6,3 (T) respectivamente. Já os valores 4,3 e 215 indicam em milímetros a menor e a maior distância focal fornecida pela objetiva e representa a distância entre o ponto de convergência de luz e o sensor ou filme da câmera.

Cálculo de equivalência ao formato 35mm

Agora que já sabemos o fator de corte do sensor da sony DSC-HX400V e seus valores mínimo e máximo de distância focal fornecidos na frente da própria objetiva, basta multiplicarmos um pelo outro.

Sendo assim temos:

5,6 x 4,3 = 24,08mm (24mm declarados pelo fabricante)

5,6 x 215 = 1204mm (1200mm declarados pelo fabricante)

Obs.. Dividindo-se a distância focal equivalente (35mm) pela distância focal física (real) da objetiva, também chegaremos ao fator de corte do sensor:

Agora que já conhecemos a relação entre sensores e o tamanho do enquadramento da imagem, que tal entendermos melhor como chegamos aos valores de zoom óptico divulgados pelos fabricantes?

A Nikon Coolpix P500 apresenta zoom óptico de 36x (Foto: Divulgação/Nikon) — Foto: TechTudo

A Nikon Coolpix P500 possui distância focal física compreendida entre 4.0 e 144 mm ou, aproximadamente 23 – 810 mm (35 mm). O fabricante divulga que seu equipamento possui 36x de zoom óptico, para verificarmos a veracidade da informação, basta dividirmos a distância focal máxima (144 mm) pela mínima (4.0 mm) o resultado será exatamente 36.

Vejamos um segundo caso. A Kodak EasyShare Z990 possui distância focal compreendida entre 28 e 840 mm (35 mm) e zoom óptico de “apenas” 30x.

Imagem 04 — Foto: TechTudo

Sendo assim quem oferece maior “poder de ampliação” do tema? A Kodak Z990 com zoom óptico de 30x ou a Nikon P500 com 36x?

A resposta é a Kodak EasyShare Z990 com sua potente tele equivalente a 840mm (35 mm).

Isto ocorre devido ao fato de que quando seu zoom óptico é acionado no máximo, sua objetiva se comporta como uma potente tele de 840 mm contra os 810 mm da Nikon Coolpix P500. Vale também lembrar que o sensor BSI-CMOS da Kodak Z990 possui as seguintes dimensões: 1/2,33” (6,08 x 4,56 mm) e é ligeiramente menor que o CMOS da Nikon P500 com 1/2,3” (6,17 x 4,55 mm) respectivamente e isto favorece ainda mais o “aumento” do tamanho do tema visualizado pela câmera da Kodak.

Por outro lado a câmera da japonesa Nikon oferece a capacidade de “enxergar” ângulos mais abertos devido a mínima distância focal tolerada que é de 23 mm contra os 28 mm da Kodak EasyShare Z990.

Agora você já sabe, o maior poder de “aproximação” ou “ampliação” depende da máxima distância focal da objetiva e não do fator multiplicador (zoom óptico) anunciado.

Mais do TechTudo