Publicidade

Por Zíngara Lofrano


Campeão Nacional da Copa do Mundo Interativa da FIFA 2014, botafoguense e calouro de Relações Públicas da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Aos 18 anos, Rafael Salles não leva uma vida muito diferente da maioria dos jovens dessa idade - pelos menos, é o que ele acha. Hoje, com uma rotina de 4 horas diárias, Rafael se prepara para disputar nesta quarta (2) e quinta (3) a etapa mundial da Fifa Interative World Cup (FIWC), com a chance de receber um prêmio de R$ 44 mil, além de participar da festa oficial de melhores do ano FIFA Bola de Ouro.

Rafael Salles é, atualmente, campeão nacional de Fifa 14 (Foto: Matheus Vasconcellos/ TechTudo) — Foto: TechTudo

A meta de Rafael é passar a fase de grupos da competição. Desde 2011, nenhum brasileiro chegou nessa etapa. A edição do FIWC deste ano terá 20 competidores de diferentes países. Entre eles, Bruce Grannec (França), Marian Avram (Romêania), Michael Ribeiro (Estados Unidos), Tihomir Kolev (Búlgaria) e Ty Walton (Inglaterra). Ao comentar sobre o bicampeão, Bruce Grannec, o jogador brinca: “É com esse tipo de gente que eu estou competindo”.

Rafael ganhou o primeiro videogame com 9 anos. Antes disso, aos 5, o estudante jogava Winning Eleven na casa dos primos. O irmão mais velho sempre foi o grande companheiro nas partidas. Em uma delas, o estudante percebeu que tinha muita facilidade no game e resolveu se inscrever em uma competição. Em 2011, Rafael participou do primeiro campeonato em São Paulo. Ao jogar o Fifa 11, ele ganhou o título de vice-campeão. “Foi a minha primeira experiência e cheguei longe. Ainda ganhei uma viagem para São Paulo com hotel pago e tudo mais”, comentou.

Rafael Salles aproveitou a visita ao TechTudo para jogar uma partida de um de seus jogos preferidos: Fifa 14 (Foto: Zíngara Lofrano/ TechTudo) — Foto: TechTudo

O estudante treina, durante 4 horas por dia, com gamers do mesmo nível. Rafael perdeu o hábito de jogar com pessoas aleatórias, pois não se sente muito estimulado. Na etapa mundial do FIWC, em vez de Fifa 14, o game será o Copa do Mundo Fifa Brasil 2014. Há dois meses, o competidor se dedica exclusivamente ao jogo que apresenta algumas diferenças: poucas oportunidades de lançar bolas aéreas, raros gols de cabeça, além de ser mais rápido e mais ‘pegado’.

O futebol fora dos videogames também é uma das paixões de Rafael. Se pudesse, ele gostaria de enfrentar o goleiro do Botafogo, Jefferson. Além do Fifa 14, o competidor também gosta de jogar League of Legends e Counter Strike.

Rafael vai começar a estudar Relações Públicas na UERJ em setembro deste ano. Apesar da animação com o torneio, o jovem pretende focar nos estudos. “A minha prioridade é a faculdade. O Fifa é um hobby. Com ele, eu posso viajar, ganhar ‘um dinheiro ou outro’. A partir do momento que começar a me prejudicar, eu vou largar. Mas eu pretendo continuar por um bom tempo”, disse Rafael.

Rafael diz que para manter um bom nível técnico é preciso treinar e se dedicar (Foto: Zíngara Lofrano/ TechTudo) — Foto: TechTudo

Como posso me tornar um profissional?

Rafael acredita que o jogador precisa mostrar, antes de tudo, um bom nível técnico e se dedicar bastante. Ele recomenda aos iniciantes procurar tutoriais na internet. Alguns gamers, inclusive, disponibilizam vídeos em canais do Youtube, como o francês, Bruce Grannec, bicampeão do FIWC. O competidor tem ainda o interesse de fazer vídeos e tutoriais, mas alguns requisitos acabaram atrapalhando o início do projeto: a placa de captura e a divulgação são exemplos.

O treinamento também é muito importante para iniciar a carreira. Para ele, até os campeonatos pagos são interessantes, já que os participantes são geralmente competidores de jogos presenciais. As partidas online são um bom jeito de manter a prática em dia. Encontrar jogadores que possuam conhecimento e alto nível técnico também ajuda.

Segundo ele, o mais importante não é o ataque nem o drible, mas a defesa. Para aprender as melhores estratégias, o treino e a prática são essenciais: essa é a grande dica de Rafael.

Fifa ou PES. Qual é o melhor? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo