Publicidade

Por Da Redação; Para O TechTudo


O Google está preparando uma atualização para o Android Wear que pretende deixar relógios inteligentes, equipados com o sistema, mais independentes do uso do smartphone. Um update que deverá ser liberado até o final deste ano adicionará à plataforma de wearables suporte para fones de ouvido Bluetooth, além de localização via antenas de GPS. Atualmente, ambos os recursos precisam de um celular para operar.

Localização do usuário poderá ser obtida usando GPS embutido graças à atualização no Android Wear (Foto: DivulgaçãoMotorola) — Foto: TechTudo

Com a novidade do Android Wear, os usuários poderão deixar de lado seus smartphones para usar somente os smartwatches em atividades externas, como a prática de atividades físicas e outras tarefas que dispensam o celular. Os relógios poderão exibir rotas e reproduzir músicas sozinhos, ao mesmo tempo em que obtêm dados de saúde do usuário e os guardam para sincronizar com o smartphone quando for conectado.

“Se você gosta de correr, é conveniente poder deixar o seu telefone em casa. Você poderá gravar seu percurso com o GPS no relógio, levar músicas e ter uma corrida muito agradável. E, quando você voltar para casa, tudo será sincronizado com os aplicativos em execução no seu telefone”, disse o diretor de engenharia do Android, David Singleton.

A localização via GPS, porém, só irá funcionar com dispositivos que trazem a antena embutida, portanto nada deverá mudar em relógios já lançados, como Galaxy Gear Live e LG G Watch, da Samsung e LG, respectivamente.

Outra novidade que chegará à plataforma será o suporte para interfaces customizadas, o que permitirá aos desenvolvedores criar inúmeros designs diferentes para serem disponibilizados para download via Google Play Store. A tentativa é de dar ao Wear a mesma flexibilidade de personalização reconhecida na versão do Android para smartphones e tablets.

O Android Wear é a versão do sistema operacional exclusivo para tecnologias vestíveis, como relógios e pulseiras inteligentes. Apresentado em junho de 2014 durante a conferência Google I/O, ele roda hoje em dois modelos no mercado, mas a variedade deve aumentar durante a IFA, feira de tecnologia na qual novos modelos deverão ser apresentados ao público, como os fabricados pela Motorola (Moto 360), LG (G Watch R) e ASUS (ZenWatch).

Via CNET e Engadget

Mais do TechTudo