Publicidade

Por Da Redação; Para O TechTudo


O iPad 4 pode ficar para trás com o lançamento do iPad Air 2. O novo tablet da companhia, que foi apresentado na última quinta-feira (16), traz um design super fino e leve, mas promete desembarcar no Brasil por um preço mais elevado. Sendo assim, será que o iPad 4 continua sendo uma boa opção de compra para quem quer gastar pouco com um modelo iOS? Confira a análise do TechTudo e descubra se ainda vale a pena comprar o dispositivo.

iPad 4 traz design mais antigo e robusto, além de apresentar preço mais baixo (Foto: Divulgação/Apple) — Foto: TechTudo

- Design

O iPad 4 foi o último a adotar o antigo padrão visual dos tablets da Apple, ou seja, com bordas maiores, corpo mais robusto e pesado. Por exemplo, o modelo antigo tem uma espessura de 9,4 mm contra 6,1 mm do iPad Air 2, uma diferença considerável de 3,3 mm. O mesmo ocorre com o peso: são 652 g contra 437 g, respectivamente.

Em outras palavras, se você é um usuário que preza um aparelho mais compacto e leve, é provável que o iPad 4 não seja uma boa opção em comparação aos modelos mais recentes. Além disso, seu uso tende a ser mais desgastante com o passar do tempo pela grande diferença de peso.

No que diz respeito ao aspecto visual, é preciso destacar ainda que o iPad 4 tem um aspecto bem mais antigo do que os seus sucessores, já que a Apple abandonou o padrão de design do aparelho. Uma consequência disso é que o modelo pode se desvalorizar mais rápido na comparação com os gadgets da linha Air.

- Tela

iPad 4 tem tela de 9,7 polegadas com qualidade bastante similar às do modelos mais novos (Foto: Divulgação/Apple) — Foto: TechTudo

Se a sua principal preocupação é a qualidade da tela, não há com o que se preocupar: o iPad 4 tem as mesmas características do que os modelos mais recentes. O tablet traz uma tela Retina de 9,7 polegadas com resolução de 2048 x 1536 e densidade de 264 ppi. Ou seja, não fará diferença entre comprar qualquer um dos três gadgets do ponto de vista do display.

- Desempenho

Esta pode ser a grande desvantagem do iPad 4. Lançado em 2012, o dispositivo pode ter um desempenho inferior com o passar dos anos. Equipado com um processador dual-core Apple A6X de 1,4 GHz, o dispositivo tende a apresentar mais lentidão nas próximas versões do iOS, já que foi o último da linha a vir equipado com um chip de arquitetura 32-bits.

Se você está em busca de um dispositivo para apenas leitura, navegação na Internet e aplicativos sociais, o iPad 4 promete ser uma boa opção. Geralmente, esses aplicativos exigem menos processamento do aparelho e serão executados com fluidez por um bom tempo.

iPad 4 tende a funcionar bem com aplicativos básicos mas desempenho com jogos deve cair (Foto: Divulgação/Apple) — Foto: TechTudo

Por outro lado, usuários que buscam um aparelho para games de última geração e gráficos pesados devem optar pelos modelos mais recentes. Embora a Apple faça uma boa otimização entre o iOS e hardware, o sistema tende a ficar preso em tela de carregamento mais longas e até mesmo enfrentar pequenos engasgos futuramente.

- Câmera

A Apple deu um bom upgrade na câmera do iPad Air 2, praticamente equiparando-a com a do iPhone 6. Entretanto, o iPad 4 não faz feio. O dispositivo vem equipado com uma câmera iSight de 5 megapixels com gravação de vídeos em Full HD (1080p), além de um sensor frontal de 1,2 MP HD (720p) para FaceTime.

O usuário deve ainda considerar que, embora não há nada de incomum em usar um iPad para fotografar, o tablet da Apple não é necessariamente uma boa opção para quem deseja tirar fotos pela cidade, dadas as suas proporções. De qualquer forma, o dispositivo apresenta um resultado satisfatório para o que se espera dele.

- Atualização: até quando?

Outro ponto muito importante que deve ser observado por quem pensa em comprar o iPad 4 são as atualizações. Por padrão, a Apple atualiza os seus aparelhos por três anos consecutivos após o seu lançamento. Sendo assim, é provável que o modelo pare no iOS 9 no próximo ano, já que recebeu as versões 7 e 8 do sistema.

Se você não se importa em ter um aparelho não atualizável em menos de dois anos, o iPad 4 promete ser uma boa opção, já que boa parte dos apps continuará funcionando normalmente. Entretanto, é preciso considerar novamente a questão do desempenho, já que o sistema operacional tende a se tornar mais pesado em aparelhos mais antigos.

- Afinal, vale a pena?

Há muitos motivos para comprar ou não o iPad 4, porém a melhor maneira de chegar a uma conclusão é refletir sobre o seu perfil. Se você prioriza um aparelho mais barato, com uso voltado a atividades básicas e não se importa com um design mais rústico, o modelo mais antigo da Apple tende a ser uma boa opção de compra.

iPad 4 é o primeiro modelo com o cabo lightning da Apple (Foto: Divulgação/Apple) — Foto: TechTudo

Por outro lado, se você busca um dispositivo mais fino, leve e com desempenho superior para jogos e aplicativos mais pesados, talvez valha a pena investir no iPad Air ou até mesmo esperar o novo modelo desembarcar no Brasil. Embora estes últimos possuam um preço mais elevado, é provável que o usuário continue os usando satisfatoriamente por um bom tempo.

De qualquer maneira, vale anotar todas as suas expectativas em um pedaço de papel e analisar qual poderá se adequar mais satisfatoriamente. Caso a dúvida persista, considere também pesquisar por algum tablet equipado com Android, se você não fizer questão do iOS, claro.

Mais do TechTudo