Por Da Redação; Para O TechTudo


Acaba de desembarcar no Brasil a JustWatch, uma plataforma de buscas por filmes nas bibliotecas dos principais serviços de streaming, como Netflix, iTunes e Google Play. Criada para facilitar o acesso a conteúdo online de forma legalizada, ela chega ao seu terceiro país após o lançamento nos EUA e na Alemanha, seu local de origem.

JustWatch permite buscar filmes em vários acervos online ao mesmo tempo (Foto: Reprodução) — Foto: TechTudo

A companhia pretende ser mais uma a combater de frente o crescimento da pirataria, que é tida como a principal inimiga de todos os serviços de streaming por assinatura. Para isso, aposta em um sistema de buscas simples e gratuito e que independe de qualquer pagamento aos provedores de conteúdo.

Netflix vale a pena? Comente no Fórum do TechTudo.

O usuário pode aplicar filtros por ano de lançamento, gênero, separar os itens por catálogo ou simplesmente fazer uma busca usando palavras-chave. O destaque vai para a sessão de lançamentos, onde é possível visualizar com um olhar rápido todos os filmes novos disponíveis, simultaneamente, em uma linha do tempo.

“A ideia nasceu de um problema pessoal. Sempre uso vários serviços de streaming como Amazon Prime, Netflix, iTunes e precisava acessar cada um para descobrir se o filme que eu queria ver era parte do catálogo ou não”, conta David Croyé, um dos fundadores e atual diretor-executivo da JustWatch, em entrevista exclusiva ao TechTudo.

Ao selecionar um filme, o site mostra as fontes e preços disponíveis (Foto: Reprodução) — Foto: TechTudo

Para oferecer o sistema de buscas, o site fez parcerias e usou informações acessíveis publicamente, como já fazem os motores de busca. Croyé garante, por exemplo, que a visualização dos títulos não está sujeita a mudanças de ordem técnica, como o fechamento recente da API pública da Netflix.

O investimento no Brasil será grande, porque a empresa vê o país como um dos principais mercados globais quando o assunto é consumo de entretenimento na TV. “O Brasil é um dos países mais loucos por TV no mundo, e existe uma demanda para streaming que cresce rapidamente”, explica o executivo.

Por isso, mesmo já com várias fontes para encontrar filmes, haverá também séries e programas de TV entre os itens buscáveis dentro de duas a três semanas. Em seguida, o plano é incluir títulos dos serviços sob demanda de operadoras locais, como a Globosat.

Mais do TechTudo