Por Da Redação; Para O TechTudo


Desde o seu anúncio, o Windows 10 tem surpreendido usuários com novidades como chegada da assistente virtual Cortana e de um substituto para o Internet Explorer. Mas, recentemente, a Microsoft chegou a um novo patamar ao confirmar que a atualização do sistema operacional será gratuita mesmo para donos de versões piratas do Windows 7 ou 8. Para entender melhor como o processo de atualização vai funcionar, a Microsoft explica em um tira-dúvidas rápido antes do lançamento oficial.

Veja cinco dúvidas que podem ajudar quem está esperando para atualizar sua versão pirata para Windows 10 (Foto: Reprodução//Microsoft) — Foto: TechTudo

Por quanto tempo o Windows 10 será gratuito?

A liberação do Windows 10 de forma gratuita não significa que ele será disponibilizado de forma contínua para os usuários. Conforme a Microsoft, a atualização do Windows 10 será gratuita por um (1) ano para usuários do mundo inteiro. Ou seja, donos de versões legítimas terão um ano apara atualizar grátis para uma licença do Windows 10. Depois desse período, quem decidir aderir ao novo sistema deverá pagar uma licença a ser determinada ou se adaptar às limitações impostas pela fabricante.

"A atualização do Windows 10 será gratuita por 1 (um) ano a todos os usuários do mundo inteiro que fizerem a atualização, desde que tenham o Windows 7, 8 ou 8.1", explica a Microsoft, em nota. “O Windows 10 estará disponível como uma atualização gratuita durante o primeiro ano para dispositivos novos ou já existentes que tenham, atualmente, o Windows 7, Windows 8 ou Windows 8.1”, informa.

Se um dispositivo foi considerado não-genuíno ou sem licença antes da atualização, continuará a ser considerado não-genuíno ou sem-licença após a atualização  

Quem pode atualizar para o Windows 10?

Nem todos os sistemas operacionais antigos da Microsoft serão compatíveis com o Windows 10. Para começar, é fundamental que o computador tenha o Windows 7, 8 ou 8.1 instalado, seja ele original ou pirata. Ainda segundo a fabricante, não poderão fazer o update gratuito usuários que possuam as seguintes versões: Windows 7 Enterprise, Windows 8 / 8.1 Enterprise e Windows RT / RT 8.1. Além disso, é necessário garantir que a máquina possua as configurações de hardware necessárias. 

Quem tem uma versão pirata do Windows 7 poderá atualizar?

O Windows 7 é a versão mais antiga da plataforma que poderá fazer a atualização para o Windows 10, mesmo na cópia pirata. O acesso à novidade, entretanto, pode ser diferente de acordo com a versão do sistema. Para usuários do Windows 7 RTM, a atualização será feita via mídia ISO (gravação de DVD), já o Windows 7 SP1 (Service Pack 1) também pode fazer a mudança por meio do Windows Update. 

A atualização muda a licença de pirata para genuína no Windows 10?

Não. Os usuários terão direito a atualizar o sistema operacional, mas isso não mudará o estado de sua licença. Ou seja, continuará sendo uma "cópia não genuína" e precisará ser ativada com uma licença. “Se um dispositivo foi considerado não-genuíno ou sem licença antes da atualização, esse dispositivo continuará a ser considerado não-genuíno ou sem licença após a atualização”, explica a Microsoft.

Qual limitação o usuário de uma versão pirata terá no Windows 10?

A versão não oficial do Windows, de acordo com especialistas da Microsoft, está sujeita a um maior risco de malware e fraudes, como roubo de dados pessoais e financeiros, e a exposição de informações pessoais do usuário. Além disso, a cópia pirata do sistema operacional poderá apresentar um mau desempenho ou funcionamento inadequado já que não é coberta pelo suporte ou tenha garantias. 

É possível que seu computador apresente a mensagem "Esta cópia do Windows não é original" , indicando a falta de atualizações de pacotes de segurança e outros recursos limitados no sistema. Como o update mantém sua cópia do Windows 10 como pirata, o usuário permanecerá com essas e mais restrições (que podem incluir o acesso a Windows Store), mesmo após a atualização. Para garantir a segurança, a forma oficial de regulamentar essa situação é adquirindo uma licença original.

Veja nota completa da Microsoft:

“A oferta de upgrade gratuito para o Windows 10 se aplica a qualificados dispositivos novos e existentes que executam o Windows 7, Windows 8.1 e Windows Phone 8.1. Algumas edições são excluídas do upgrade gratuito do consumidor - incluindo o Windows 7 Enterprise, Windows 8 / 8.1 Enterprise e Windows RT / RT 8.1. Clientes do Active Software Assurance em licenciamento por volume têm o benefício para atualizar para o Windows 10 outras ofertas da empresa.

Nós sempre estivemos empenhados em garantir que os clientes tenham a melhor experiência possível com o Windows. Com o Windows 10, apesar de que PCs não-genuínos podem ser capazes de serem atualizados para o Windows 10, a atualização não mudará o verdadeiro estado da licença.

O Windows não-genuíno não é disseminado pela Microsoft. Ele não é devidamente licenciado ou apoiado pela Microsoft ou um parceiro de confiança. Se um dispositivo foi considerado não-genuíno ou sem licença antes da atualização, esse dispositivo continuará a ser considerado não-genuíno ou sem-licença após a atualização.

De acordo com especialistas do setor, o uso de software pirata, incluindo o Windows não-genuíno, resulta em um maior risco de malware, fraude (roubo de identidade, roubo de cartão de crédito etc), a exposição pública de suas informações pessoais, e um maior risco para o mau desempenho ou mau funcionamento do recurso”.

Qual é o melhor Windows de todos os tempos? Opine no Fórum do TechTudo. 

Mais do TechTudo