Por Da Redação; de Porto Alegre


O projeto EuRepórter é grande vencedor do Hack in PoA. O app foi escolhido pelos desenvolvedores da Globo.com com a melhor de todas as ideias desenvolvidas. Nas três categorias do evento, se destacaram Tá novinho, Bota na Conta e Spread Blood. Os autores do melhor app voltam para casa com um iPhone 6. Já os criadores das melhores soluções web, mobile e cidadania levam um Moto X.  

Na categoria Web, quem levou foi o Tá Novinho. O site diferencia produtos usados dos nunca usados em uma plataforma de compra e venda que detalha o estado das roupas e objetos. Serve para aqueles que compraram algo pela Internet e, por algum motivo, não usaram ou gostariam de revendê-lo.

O Bota na Conta levou como melhor projeto móvel. Com interface web e para smartphones, ele conecta donos de estabelecimentos e clientes de restaurantes com o objetivo de reduzir o tempo de espera por mesas, consumo e pagamento da conta. Além disso, automatiza entrega de dados com QR codes.

O Spread Blood levou o prêmio de Cidadania. O App incentiva a doação de sangue, promove uma espécie de game e reúne histórico de doações premiando aquele que mais se destaca no ato tão nobre.

O grande vencedor, EuRepórter, se mostrou uma plataforma completa com recursos para que os próprios cidadãos possam informar sobre incidentes que acontecem perto de onde estão na cidade. 

O grupo de profissionais em iOS já se conhecia, mas a ideia foi criada no hackathon. A ideia, agora, é finalizar alguns detalhes e lançar na App Store. Ainda segundo o grupo, é preciso pensar em moderar posts.

"Foi sensacional. Não esperávamos ganhar como categoria geral. Pensamos em nos esforçar para trabalhar no mobile, que teríamos chance no mobile", disse Maurício Zaquia, integrante do time.

Made in Brazil

Os projetos impressionaram os desenvolvedores da Globo.com e todos se mostraram competitivos. 

"A qualidade dos projetos impressionou mesmo quando comparada a eventos similares internacionais", disse Bernardo Heynemann, gerente de plataformas de publicação da Globo.com.

Para Marcelo Soares, gerente do escritório de desenvolvimento em Porto Alegre, o hackathon foi uma ótima surpresa. O clima e a animação de quem estava presente garantiu um resultado fantástico.

"O evento superou as expectativas em todos os aspectos como a participação dos profissionais, a dedicação de virar a noite "codando", e também na criatividade das ideias e na qualidade dos projetos que foram entregues neste domingo", diz.

Números do Hack in POA

Foram mais de 100 inscritos, 95 viraram a noite. Foram 462 litros de bebidas (água, sucos e refrigerantes), outros 78 litros de energéticos, 31 litros de milkshake, 350 sanduíches e zero de sono.

Mais do TechTudo