Por Da Redação; Para O TechTudo


O Windows 10 teve uma nova versão prévia liberada para smartphones na última sexta-feira (10). Voltado para testes, o sistema apresenta uma nova interface com mais detalhes visuais e um conjunto de aplicativos renovados. Se você está na expectativa sobre o que a Microsoft está guardando, o TechTudo traz as suas primeiras impressões. 

Windows 10 Preview foi liberado para novos smartphones com mudança na interface (Foto: Elson de Souza/TechTudo) — Foto: TechTudo

Antes de partir para a análise, é preciso destacar que o Windows 10 ainda é um sistema muito imaturo e voltado apenas para quem deseja testá-lo. A Microsoft e o TechTudo não recomendam que a atualização seja instalada no seu smartphone principal, tendo em vista que a plataforma ainda apresenta muitos erros.

Instalação

O processo de instalação da atual versão do Windows 10 é um pouco diferente das versões prévias anteriores. Dessa vez, é preciso baixar e se cadastrar no programa Windows Insider, e selecionar a opção “Insider Fast”, para receber a versão prévia. Alguns aparelhos estão ganhando ainda o Update 2 da versão 8.1 antes da instalação da versão preview.

Interface

O Windows 10 traz as maiores mudanças desde o lançamento do sistema da Microsoft para celulares. A tela inicial, por exemplo, finalmente ganhou um papel de parede atrás das live tiles, lembrando a tela Iniciar do Windows 8.1. Já a lista lateral de aplicativos traz no topo os apps instalados recentemente.

Windows 10 trouxe papel de parede para telefones e mais organização para aplicativos (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

Outra característica forte da nova plataforma é uma unificação do padrão visual com os computadores. As configurações, por exemplo, têm a mesma organização encontrada nos computadores, o que é muito bem-vindo. Já aplicativos como pessoas, calendários, e-mail e Cortana serão os mesmos nas duas plataformas.

A mudança atinge ainda toda a linguagem visual do sistema. Ao invés dos títulos grandes da versão 8.1, há uma barra no topo da tela com um menu semelhante aos do Android e iOS. A Microsoft também abandonou os botões circulares da barra inferior e as chaves de ativação/desativação quadrada, que agora são arredondados.

Windows 10 (à direita) unifica as configurações com computadores e é mais organizado do que versão 8.1 (à esquerda) (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

Os menus trazem fontes consideravelmente menores do que as versões anteriores. Por um lado, há mais informações na tela. Por outro, pessoas com problemas de visão tendem a sofrer para utilizar a plataforma.

Aplicativos

Os aplicativos nativos do Windows 10 ganharam uma atenção especial. A maior parte agora é universal, ou seja, o mesmo nos celulares e nos computadores. Na atual versão prévia, os apps do sistema trazem uma marcação no topo da tela indicando em que estágio de desenvolvimento estão: alpha, bastante “crus” e passíveis de muitos erros; e beta, em estágio mais avançados porém inacabados.

Aplicativo de contatos do Windows 10 traz mudanças significativas na interface (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

Contatos, por exemplo, traz o mesmo design dos PCs, com fotos redondas e fundo colorido. O app está dividido em três seções: contatos, novidades de redes sociais e outros. A atual versão alpha tem problemas de sincronização com contas do Google e iCloud. Além disso, a interface aproveita mal o espaço na tela, com barras grandes demais e contatos pequenos.

Outlook Mail ganhou melhorias consideráveis no Windows 10 (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

O Outlook Mail, por outro lado, merece mais elogios do que críticas. O novo cliente de e-mails agora unifica todas as contas do usuário em um só lugar, como nos computadores, e traz o suporte a gestos para excluir ou sinalizar uma mensagem. Há ainda uma profunda integração com o calendário, que, por sua vez, está intuitivo e mais poderoso que a versão atual.

Windows 10 traz um novo aplicativo de fotos capaz de se integrar ao OneDrive (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

O aplicativo de fotos também foi profundamente modificado para se unificar com o PC. Agora ele exibe na tela inicial tanto as imagens armazenadas no telefone como aquelas que estão no OneDrive, aumentando a integração com o serviço. Há ainda um pequeno editor integrado.

A versão para celulares do Project Spartan, por sua vez, não trouxe grandes novidades. O navegador faz praticamente as mesmas coisas do que o Internet Explorer, com a diferença de tem a barra de navegação no topo, como o Chrome Mobile.

Project Spartan fez uma estreia pouco animadora no Windows 10 para celulares (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

O Windows 10 ganhou também novos apps para alarmes, calculadora e mensagens. Todos trazem novos recursos e reúnem diversas funcionalidades anteriormente espalhadas. Acredite se quiser, a Microsoft finalmente lançou um gravador de voz nativo para o sistema. Algo tão simples, mas até hoje ausente no Windows Phone.

Desempenho e problemas encontrados

Como se trata de uma versão preview, o Windows 10 ainda apresenta muitos erros de desempenho. Durante nossos testes, foi bastante frequente o fechamento inesperado dos novos aplicativos da Microsoft. Além disso, o Lumia 920 teve problemas para fazer capturas de tela, baixar pacotes de idiomas, habilitar a Cortana e a tela de espera (Glance Screen).

Windows 10 tem nova central de notificações, teclado aprimorado e gerenciador de arquivos (Foto: Reprodução/Elson de Souza) — Foto: TechTudo

De forma geral, o sistema apresenta ainda mais lentidão e instabilidade do que a versão 8.1, reforçando o aviso da Microsoft para não instalá-lo no telefone principal. Pesquisando na Internet, é possível encontrar diversos relatos de erros específicos para cada Lumia em que o sistema foi instalado.

Conclusão: um longo caminho pela frente

Fazer qualquer tipo de julgamento definitivo com o Windows 10 agora é bastante precoce e injusto. O sistema não foi lançado oficialmente e seus problemas são compreensíveis para uma versão técnica. A Microsoft, aliás, incluiu o app Windows Feedback, para que usuários façam comentários sobre erros e deem sugestões para melhorar a plataforma.

Olhando pelo lado bom do que foi apresentado até aqui, é possível perceber que a companhia está mais empenhada em reforçar o seu sistema do que nas últimas atualizações. A integração com os computadores é uma tendência que veio para ficar e que pode fazer com que o sistema se torne mais atrativo diante do Android e iOS.

Mais do TechTudo