Publicidade

Por Da Redação; Para O TechTudo


A Commodore é uma empresa de computadores que fez sucesso nos anos 1970. Agora, quatro décadas depois, ela volta ao mercado com um smartphone top de linha, o Commodore PET. Ele lembra justamente o nome de seu primeiro PC, o PET 2001 – que foi apresentado na CES de 1977.

PET é o smartphone da Commodore (Foto: Divulgação/Commodore) — Foto: TechTudo

O primeiro dispositivo móvel da fabricante tem características mais do que satisfatórias: tela de 5,5 polegadas com resolução 1.920 x 1.080 pixels, processador octa-core de 64-bit com 1,7 GHz, 3 GB de memória RAM, um espaço para o armazenamento de arquivos de 32 GB (com slot para cartões microSD de até 64 GB) e bateria de 3.000 mAh.

Além disso, ele roda o Android 5.0 (Lollipop), aceita dois chips e pode fotografar com 13 megapixels na câmera traseira ou 8 megapixels na frontal, ideal para selfies e também chamadas de vídeos. Ou seja, um conjunto de especificações que não deixa em nada a desejar aos tops de linha do mercado atual.

Um detalhe interessante é que o aparelho tambem terá dois emuladores pré-instalados, para rodar conteúdo antigo. O VICE, que emula o Commodore 64, e o Uae4ALL2-SDL, para programas Amiga.

Uma versão menos avançada do gadget, com 2 GB de RAM e apenas 16 GB de memória interna, também será disponibilizada pela fabricante. Ambos serão comercializados nos próximos meses, primeiramente na Europa. O modelo top custará cerca de US$ 365 (R$ 1.140), um pouco mais caro do que o mais modesto, que sairá por US$ 300 (R$ 940). Os dois, porém, não têm previsão de chegada ao Brasil.

Vale lembrar que a Commodore já havia tentado um retorno ao mercado há um tempo, quando lançou os PCs chamados C64x e VIC, com designs inspirados nos aparelhos mais antigos. No entanto, eles não foram o sucesso esperado, em 2010, e a empresa, desde então, voltou a ficar parada. Resta saber se a nova empreitada vai dar certo.

Qual smart top de linha devo comprar? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

Via CNET

Mais do TechTudo