Por Da Redação; Para O TechTudo


O TRIM é um comando que é enviado ao SSD e informa as páginas ou blocos que podem ser marcadas como inválidas. Páginas inválidas são aquelas que armazenam arquivos já apagados pelo usuário. Essas páginas inválidas passarão pelo processo chamado de ‘coleta de lixo’, que todo SSD realiza.

Lista reúne os SSDs mais ‘baratos' da Kingston disponíveis no Brasil 

Antes de entendermos melhor como funciona o TRIM, precisamos saber como acontece o processo de gravação e de coleta de lixo nos discos de estado sólidos.

O TRIM aumenta a vida útil e desempenho de seu SSD (Foto: Divulgação/Kingston) — Foto: TechTudo

Nos HDs tradicionais, que usam pratos magnéticos, quando é preciso atualizar os dados de um arquivo inexistente, eles simplesmente gravam as novas informações sobre os mesmos setores em que o tal arquivo estava. Já nos SSDs, estes setores teriam que ser apagados para só então gravar os novos dados neles.

Com isso, os SSDs usariam ciclos de apagamento de forma desnecessária, o que diminui a vida útil do componente. Para evitar este problema, quando um arquivo é apagado pelo usuário, a página onde ele estava é marcada como “inválida”. Assim, o SSD interpreta que pode gravar diretamente novos arquivos nela, pois teoricamente ela está vazia. Uma hora ou outra, as páginas marcadas como inválidas e que ainda não foram sobrescritas, precisam ter o seu conteúdo apagado. E este processo é conhecido como ‘coleta de lixo’ (garbage collection).

Voltando ao comando TRIM, se ele não for ativado, o SSD vai interpretar que as páginas que continham arquivos que foram deletados pelos usuários continuam com esses arquivos. Assim, durante o processo de coleta de lixo, essas páginas são aproveitadas, ou seja, movidas para áreas vazias. Isso faz com que o SSD perca tempo de forma desnecessária, pois tais páginas contém dados que já foram apagados.

Em outras palavras, o comando TRIM é essencial para o SSD, pois aumenta o seu desempenho, gera mais espaço livre e, além disso, aumenta a vida útil do dispositivo, já que menos ciclos de apagamento são usados.

Desde o Windows 7 que este comando é automaticamente executado. Placas-mães mais modernas também já oferecem suporte a este recurso por padrão. De qualquer forma, se você quer se certificar de que o TRIM está ativado em seu PC, siga estes passos:

Passo 1. Use a combinação de teclas WinKey + X e clique em "Prompt de Comando (Admin)" para abrir o prompt com permissões de administrador. É necessário fornecer uma permissão antes de continuar;

Passo 2. Na janela do Prompt de Comando, digite o seguinte, sem as aspas: “fsutil behavior query disabledeletenotify” e tecle “Enter”;

Conferindo se o TRIM está ativado (Foto: Felipe Alencar/TechTudo) — Foto: TechTudo

Passo 3. Se a resposta for DisableDeleteNotify = 0, o TRIM está habilitado. Se for =1 ele está desabilitado.

Se a resposta for 0, o TRIM está ativado (Foto: Felipe Alencar/TechTudo) — Foto: TechTudo

No caso dele estar desabilitado, pode ser que o modelo do seu SSD não suporte esta função. Verifique no site da fabricante se há alguma atualização de firmware que implementa o suporte ao TRIM. Se não, o jeito será adquirir um SSD mais moderno.

Mais do TechTudo