Por Da Redação; Para O TechTudo


The Last of Us, Red Dead Redemption e Final Fantasy VII tem uma coisa em comum: seus momentos tristes e marcantes. Os games podem nos proporcionar muitas alegrias, mas também apresentam sentimentos de tristeza em passagens que deixam uma mensagem pesada, porém, pertinente para sua história. Confira com o TechTudo 10 destes momentos, mas vale o aviso: há spoilers no texto, ou seja, informações que revelam surpresas das tramas destes jogos.

The Last of Us

The Last of Us é um jogo triste por si só. Lançado no PS3 e PS4, ele é muito bonito e com jogabilidade bem produzida, mas é também repleto de momentos bem tristes, a começar pelos seus primeiros minutos de aventura, que se passam poucos anos antes do caos que toma conta do mundo no cenário do game.

Joel em The Last of Us (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) — Foto: TechTudo

Tudo por conta da filha do protagonista Joel, que morre em seus braços. Os dois começam a fugir da desordem e são abordados pelos militares, que estão tentando conter tudo à força. A filha do homem é covardemente alvejada de tiros e morre pouco tempo depois. A cena é tocante por atingir uma jovem de pouca idade, mas também pela sua ligação com seu pai, que parecia bem próxima.

Brothers: A Tale of Two Sons

Brothers: A Tale of Two Sons é um jogo que foi lançado em diversas plataformas, incluindo PS3, PS4, Xbox One, Xbox 360 e PC. O game tem enredo tocando e que envolve dois irmãos em busca de uma cura para seu pai.

Momento marcante em Brothers: A Tale of Two Sons (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) — Foto: TechTudo

Os dois passam por grandes apuros ao longo da jornada mas, próximos do fim, um dos irmãos é gravemente ferido e morre pouco tempo depois, enquanto o outro finalmente obtém a cura mas, quando retorna, seu irmão não suporta a dor e perece. Ao fim do game, o jovem salva seu pai, que junto com ele lamenta a perda de mais um filho, mas de forma bem comovente e emocionante.

Red Dead Redemption

Red Dead Redemption foi um grande sucesso da geração passada, lançado no Xbox 360 e PS3. O jogo de Velho-Oeste coloca o usuário no papel de John Marston, fora da lei que precisa resolver suas “últimas pendências” antes de voltar para sua família – mulher e filho.

John perde sua vida em final de Red Dead, mas seu filho o vinga (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) — Foto: TechTudo

Ao final do game, Marston consegue se reunir com seus familiares, mas é emboscado por homens da lei, ou é o que parece. Após uma grande peleja, onde o fora da lei abate boa parte dos inimigos, chega sua vez de ser morto pelos oficiais. A morte é marcante e emocionante, pois aquele foi o personagem que controlamos durante todo o jogo. Apesar do momento triste, o game termina com um final satisfatório, já que seu filho vai atrás de vingança, contra o homem que matou John.

Final Fantasy VII

Muitos são os jogos da série Final Fantasy com momentos tocantes, mas nenhum deles chegou perto de se tornar tão popular neste sentido quanto Final Fantasy VII. Lançado no PSOne, e relançado em diversas plataformas, o jogo inovou em seu tempo ao apresentar a morte de uma de suas protagonistas, quase que ainda no início de seu enredo.

Aerith morre em Final Fantasy 7 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) — Foto: TechTudo

Aerith, uma das heroínas do game, morre pela espada do vilão Sephiroth, que desce dos céus e crava a arma em suas costas, pegando todos de surpresa. Em uma época com pouca Internet, quando o jogo foi lançado pela primeira vez, a surpresa sempre marcava neste cena. O pior vem depois, quando Cloud, o herói principal, carrega o corpo de Aerith para “enterrá-lo” nas águas da caverna onde foi assassinada.

Silent Hill 3

Silent Hill é um verdadeiro palco de cenas chocantes e grotescas, o que não é nenhuma novidade, porém, a série também carrega consigo uma bela dose de momentos capazes de partir até o mais frio dos corações. E Heather é a protagonista de uma das cenas mais tristes da franquia em Silent Hill 3. Após o estranho episódio do shopping, Heather se sente aliviada por finalmente estar em casa, em segurança.

Heather encontra seu pai morto em Silent Hill 3 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha) — Foto: TechTudo

No entanto, a garota retorna apenas para presenciar um cenário ainda pior; ela encontra seu pai, Harry Manson, sentado no sofá da sala, sem nenhum sinal de vida. Ao ver a poça de sangue no chão, o choque do momento faz com que Heather se jogue no chão, sem dizer nada. Sua única reação é chorar no colo do homem que a protegeu durante toda a vida.

The Walking Dead

The Walking Dead segue a mesma cartilha da tristeza que vemos no seriado de TV e nos quadrinhos originais, com mortes de personagens importantes. Uma delas, porém, marcou bastante, que foi a de Lee, protagonista do primeiro game da produtora Telltale.

Lee se despede de Clementine em The Walking Dead (Foto: Divulgação/Telltale) — Foto: TechTudo

Lee começa sua aventura como um preso que escapa frente ao apocalipse zumbi. Após fugir do carro onde estava, que bateu, ele se encontra com um grupo de sobreviventes e cria laços com uma menina, a jovem Clementine. Os dois agem como pai e filha durante todo o jogo, mas o laço é cortado bem ao final, quando Clementine é forçada a “crescer”, frente à morte inesperada de Lee.

Shadow of the Colossus

Shadow of the Colossus talvez seja o jogo mais triste dessa lista. O game inteiro reflete a tristeza pela qual o personagem central passa, incluindo perdas diversas. A aventura foi lançada no PS2 e até hoje é lembrada como um dos melhores títulos da plataforma.

Shadow of the Colossus é repleto de momentos tristes (Foto: Divulgação/Sony) — Foto: TechTudo

No controle do jovem “Wanda”, o jogador precisa matar 16 colossis, que são gigantescos seres que guardam algo primordial para o menino dentro de si. O problema é que os colossis estão apenas vivendo sua vida, quando o personagem do jogador chega para matá-los sem pena. Outro momento bem triste é quando Aggro, o cavalo de Wanda, morre.

Mass Effect 3

Mass Effect 3 foi o último game da trilogia da série de ficção científica da BioWare. O game teve um monte de “despedidas” e, dependendo das escolhas do jogador, alguns personagens morriam e outros não.

A possível morte de Mordin em Mass Effect 3 é tocante (Foto: Divulgação/BioWare) — Foto: TechTudo

Uma das despedidas possíveis mais marcantes, porém, foi a do médico Mordin, que se sacrifica para não comprometer uma missão vital. O comandante Shepard deixa Mordin para trás com muita amargura e logo vê a torre onde ele estava ruir e explodir.

Metal Gear Solid 3: Snake Eater

Metal Gear Solid 3: Snake Eater é outro game sentimental, apesar de tratar de temas onde o sentimento normalmente não tem vez, como guerras. Aqui a emoção fica por conta da relação entre Naked Snake e Boss, sua “mestra”, que é como a relação entre um filho e sua mãe.

Snake e Boss se despedem em luta emocionante (Foto: Divulgação/Konami) — Foto: TechTudo

Mais tarde no game o jogador descobre que Boss arquiteta alguns dos planos contra Snake e tem que vencê-la ao final, em um combate até a morte. A cena é muito bonita e comovente para os fãs, quando ela se despede de Snake e passa a ele o título de “Big” Boss.

StarCraft

StarCraft também pode ser um game sobre guerras, mas tem seus momentos tristes. O maior deles fica durante a fuga dos humanos de um planeta dominado por Zergs, a raça alienígena que é a maior ameaça deste universo. Uma grande quantidade de soldados é deixada para trás, abandonados à própria sorte, quando os Terrans não podem mais voltar lá.

Kerrigan é deixada para morrer em StarCraft (Foto: Divulgação/Blizzard) — Foto: TechTudo

Um destes humanos é Sarah Kerrigan, amor da vida de Jim Raynor, protagonista do jogo. Apesar da cena pertencer a StarCraft 1, ela pode ser vista com mais detalhes em um flashback durante StarCraft 2: Wings of Liberty. Mais tarde descobrimos que Kerrigan não morre, mas é assimilada para se tornar a Rainha das Lâminas, nova líder dos Zergs. Não sabemos ainda qual dos destinos seria o mais triste para a guerreira.

Quais suas melhores experiências em The Last of Us? Comente no Fórum do TechTudo!

Mais do TechTudo