Por Da Redação; Para O TechTudo


Apagar aplicativos instalados por padrão no iPhone era um desejo antigo dos consumidores. Afinal, eles ocupam espaço na memória e parte das pessoas não os usa com tanta frequência. Com o anúncio do iOS 10, a próxima versão da plataforma do iPhone, noticiou-se que a possibilidade de deletar apps obrigatórios estaria presente. No entanto, parece que não será tão simples quanto parecia.

Os apps excluídos do iPhone não serão removidos completamente do iOS 10. Ou seja, o software nativo poderá ser apagado, mas fragmentos de códigos vão continuar no sistema. As informações são do vice-presidente de engenharia de software da Apple, Craig Federighi, em entrevista ao podcast The Talk Show.

Pasta de lixos da Apple pelo menos não será mais necessária (Foto: Thássius Veloso/TechTudo) — Foto: TechTudo

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Quando o usuário escolher excluir um aplicativo nativo do iOS 10, todas as informações – inclusive os dados dos usuários e os arquivos ou documentos – serão deletadas. Para o alívio dos donos de iPhone, iPad e iPod, o ícone também será removido da tela inicial dos dispositivos.

Apesar disso, o programa permanecerá de forma oculta no iOS. Isso acontece porque, de acordo com Federighi, o código-fonte dos aplicativos nativos também serve de base para o funcionamento do iOS 10. Os apps são parte do sistema, por causa da assinatura de segurança. 

Com isso, se esses dados fossem removidos completamente, o funcionamento da plataforma do iPhone estaria comprometido. Há, porém, uma vantagem no procedimento da Apple. No iOS 10, fazer o download de um aplicativo nativo removido, na App Store, não necessariamente envolverá baixar o arquivo da internet. Como o app já está no sistema, ele só será reativado.

De certa forma, a dinâmica será um pouco parecida com o que ocorre no Android. No sistema do Google, é possível desativar alguns aplicativos instalados de fábrica, mas não removê-los completamente. Dessa forma, é como se o app ficasse oculto. A única diferença é que o Android permite usar apps de terceiros para forçar a remoção completa, com uso de root

O iOS 10 já está em fase de testes para desenvolvedores. A versão beta pública está prevista para começar a ser liberada em julho. A plataforma final deve chegar aos usuários até novembro.

O que você achou do iOS 10? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo