Por Da Redação; da Redação


O Pokémon Go ainda não chegou oficialmente ao Brasil, mas já representa uma ameaça para os fãs da franquia. Isso porque a PSafe, empresa de segurança mobile, detectou um vírus que usa o mesmo ícone para se passar por APK do game e infectar usuários de celulares com Android. Ao baixá-lo, o malware solicita permissões diferentes do jogo verdadeiro, como ler, apagar e enviar SMS, ativar e desativar as redes Wi-Fi e 3G, ler histórico de chamadas e ainda realizar chamadas.

Pokémon Go diverte com mecânica simples e bons gráficos; veja teste

O game, que se tornou mania mundial, mobilizou usuários para instalar o aplicativo de forma alternativa no iPad e iPhone (iOS), o que abriu uma brecha para que o vírus pudesse se espalhar. Para os donos de aparelhos com Android, a única forma de conseguir o jogo era por meio de APKs. 

Cenas de batalhas de Pokémon Go (Foto: Reprodução/Serebii) (Foto: Cenas de batalhas de Pokémon Go (Foto: Reprodução/Serebii)) — Foto: TechTudo

Além do PSafe Total, os usuários do sistema Android tem outras alternativas gratuitas que protegem o aparelho de vírus como esse. Entre as opções mais populares estão o Avast Mobile Security & Antivirus, 360 Security e McAfee Mobile Security. Conheça todos na lista completa com os melhores antivírus para Android.

Pokemon Go Vírus (Foto: Reprodução/PSafe) — Foto: TechTudo




Ainda não há data de lançamento oficial do título no Brasil. Pokémon GO usa os dados de localização para introduzir os Pokémon no mundo real – o jogador pode capturar, trocar e usar em batalhas com amigos. Apesar da mecânica ser diferente, os principais pontos da série continuam: ainda é possível evoluir os monstrinhos, assim como conquistar ginásios. 

Quando Pokémon Go sai oficialmente no Brasil? Usuários respondem no Fórum do TechTudo

*Colaborou Ana Marques

Mais do TechTudo