Publicidade

Por Da Redação; Para O TechTudo


O Google Pixel e o iPhone 7 são os smartphones top de linha que estão roubando a cena fora do país. O celular do Google ainda está sem previsão para chegar ao Brasil, enquanto o mais novo telefone de ponta da Apple estará disponível para compra dia 11 de novembro. O Pixel é vendido nos Estados Unidos pelo preço de US$ 649 (cerca de R$ 2.015, em conversão direta e sem impostos e taxas), enquanto o iPhone 7 custa a partir de R$ 3.499, valor cobrado pelo modelo com armazenamento de 32 GB. Os dois possuem ficha técnica de respeito, assim como a versão mais recente dos respectivos sistemas operacionais: o Android 7.0 Nougat e o iOS 10.

Ficou curioso para saber as semelhanças e diferenças dos dispositivos? Confira o comparativo com os smartphones e conheça um pouco das vantagens de cada aparelho.

Google Pixel ou iPhone 7: qual top de linha tem melhor custo benefício? (Foto: Arte/TechTudo) — Foto: TechTudo

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Design

O Google Pixel consegue se diferenciar bastante de outros telefones pelo visual, trazendo uma traseira feita em metal e com o topo de vidro. Assim como os Nexus 5X e Nexus 6P, o aparelho também traz o sensor de digitais na parte traseira com a promessa de maior conforto e estabilidade. Por fim, o modelo chega nas cores preto, prata e azul com 8,5 milímetros de espessura e 143 gramas.

Google Pixel tem design de metal e vidro com cores azul, preto e prata (Foto: Divulgação/Google) — Foto: TechTudo

A Apple foi bem mais conservadora nas mudanças visuais: o iPhone 7 é bastante parecido com o antecessor, o iPhone 6S, diferenciando-se pelo novo botão Home e a retirada das faixas traseiras e da entrada de fone de ouvido 3,5 mm. O modelo ganhou ainda duas novas cores: o Jet Black (preto brilhoso) e o preto fosco, que se juntam ao dourado, prata e ouro rosê. É a opção mais compacta: são 7,1 mm de espessura e 138 gramas.

Uma mudança bem recebida no iPhone 7 este ano é a proteção IP67, que torna o aparelho resistente à poeira e a mergulhos de até um metro por 30 minutos. Enquanto isso, o Google Pixel resiste apenas a respingos, o que é útil em dias de chuva, mas não em acidentes próximo à piscina ou vaso sanitário.

Tela

O Pixel chega com tela Amoled de 5 polegadas com resolução Full HD (1080p), o que gera uma densidade de 441 pixels por polegada (ppi). Enquanto isso, o iPhone 7 traz a tela Retina de 4,7 polegadas com 1334 x 750 pixels, o que resulta em 326 ppi, equipado ainda com o 3D Touch para controlar o celular com a força do toque. O telefone do Google usa a proteção Gorilla Glass 4 contra riscos e arranhões, enquanto a Apple não confirma se utiliza a tecnologia.

iPhone 7 tem tela Retina de 4,7 polegadas com 3D Touch (Foto: Thassius Veloso/TechTudo) — Foto: TechTudo

No dia a dia, a diferença de resolução entre os telefones não deve afetar muito a experiência, já que ambos possuem a densidade necessária para “esconder” os pixels na tela. No entanto, a maior definição no telefone do Google deve fazer a diferença em óculos de realidade virtual (VR), algo que a Apple ainda não tem investido.

Câmera

Durante o evento de lançamento do Pixel, o Google fez questão de destacar que o telefone alcançou o melhor resultado nos testes especializado DxOMark. O aparelho possui 12,3 MP com abertura de f/2.0, estabilização eletrônica de imagem (EIS), foco misto a laser e flash LED duplo. O iPhone 7, porém, não fica muito atrás com um conjunto de 12 MP, abertura de f/1.8, estabilização óptica OIS e quatro lâmpadas LED para flash.

Ambos os telefones podem fazer gravações em resolução 4K (2160p) e em câmera lenta HD (720p) a 240 fps, o que gera resultados muito mais suaves. Além disso, o sistema de estabilização deve contribuir para vídeos menos tremidos.

Finalmente, o Google Pixel traz uma câmera para selfies de até 8 megapixels com abertura de f/2.4 e gravação em Full HD (1080p) para chamadas de vídeo no Skype, Duo e WhatsApp. Embora traga 7 MP, o iPhone 7 se destaca com uma abertura maior, de f/2.2, que permite a captura de mais luz junto com o Retina Flash e pela possibilidade de gravar em Full HD e câmera lenta.

Especificações

O Google traz um dos processadores mais avançados do universo Android: o quad-core Snapdragon 821 com dois núcleos de 2,15 GHz e dois de 1,6 GHz, somado a 4 GB de RAM e 32 ou 128 GB internos, sem entrada para cartão de memória. O mesmo ocorre com o iPhone 7, que traz o novo chip quad-core Apple A10 Fusion, acompanhado de 2 GB de RAM e armazenamento interno de 32, 128 ou 256 GB internos, sem aceitar microSD.

Se a preocupação for desempenho, não há o que temer em nenhum dos dois smartphones. Ambos possuem uma boa otimização, unindo um sistema atualizado a um hardware potente e com boas opções de armazenamento. Além disso, há também a conexão 4G, Wi-Fi, Bluetooth e NFC, sendo este último exclusivo para o Apple Pay no iPhone 7.

Google Pixel tem Snapdragon 821, 4 GB de RAM e 32 ou 128 GB de armazenamento (Foto: Divulgação/Google) — Foto: TechTudo

Como nem tudo são flores, o usuário que optar por um dos novos aparelhos devem observar alguns problemas de compatibilidade. O iPhone 7 teve a entrada de 3,5 mm removida, permitindo que usuário use apenas fones sem fio ou lighting, ou tenha que carregar um adaptador incluso gratuitamente na caixa. Já o Google Pixel possui uma entrada USB-C, que é mais rápida e reversível, mas é incompatível com antigos cabos microUSB.

Partindo para o sistema, o Google Pixel chega com o Android 7.1 Nougat com funções exclusivas como a assistente virtual Google Assistente, atalhos em ícones e armazenamento ilimitado no Google Photos. Já o iPhone 7 vem com o iOS 10, trazendo novidades como o 3D Touch turbinado, Siri integrada a aplicativos e nova tela de bloqueio. Um ponto que tem gerado polêmica é que o Pixel tem apenas dois anos de atualizações prometidas, enquanto os iPhones costumam ter três ou quatro anos.

Por fim, o Pixel promete se sair bem melhor com a bateria de 2.770 mAh contra os 1.960 mAh do rival. O telefone com Android tem autonomia em navegação 3G prevista em 26 horas, enquanto o iPhone 7 deve durar bem menos: 14 horas. Além disso, o aparelho do Google traz também a tecnologia de carregamento rápido, que diminui o tempo conectado à tomada.

Qual será o preço do iPhone 7 no Brasil? Opine no Fórum do TechTudo.

Conclusão

Após anos competindo com os sistemas operacionais, o Google e a Apple esquentam a briga com telefones próprios lá fora. No Brasil, a vinda do iPhone 7 é aguardada para ainda este mês, já o futuro dos telefones do Google ainda é incerto, uma vez que a empresa não trouxe as duas últimas gerações de aparelhos Nexus para cá.

iPhone 7 deve chegar ao Brasil nos próximos meses com câmera de 12 MP e sem entrada de fones de ouvido (Foto: Thassius Veloso/TechTudo) — Foto: TechTudo

Para quem já gosta do Android, o Google Pixel traz grandes atrativos como atualizações rápidas e diretas, assistente virtual e câmera com bons resultados em testes. Já os que migrarem do iOS contarão ainda com um serviço para transferir dados e poderão manter os seus fones de ouvido convencionais. A desvantagem fica por conta do tempo menor de suporte, mesmo com o preço igual ao do telefone da Apple. 

O iPhone 7, por outro lado, traz avanços na ficha técnica e atende a pedidos antigos dos usuários. O celular agora é resistente à água, tem bateria maior do que seus antecessores e a Apple finalmente abandonou armazenamento mínimo de 16 GB. Se você não está disposto a se desfazer de fones de ouvidos antigos ou não quer comprar modelos sem fio, contudo, vale repensar se esta é uma boa escolha.

Tabela Comparativa entre Google Pixel e iPhone 7 (Foto: Arte/TechTudo) — Foto: TechTudo

Mais do TechTudo