Por Da Redação; Para O TechTudo


Um dos mais recentes vazamentos a respeito dos iPhones indica que a Apple está estudando maneiras de criar um celular flexível. Entretanto, esta ideia não é nova e a empresa tem intenções de desenvolver um celular deste tipo, no mínimo, desde 2014.

Um registro de patente nos Estados Unidos, em nome da fabricante, apresenta desenhos esquemáticos de um suposto iPhone dobrável. O que chama a atenção no registro da empresa californiana é o tipo de material que seria usado para conferir elasticidade: nanotubos de carbono.

Patente da Apple revela planos para iPhone dobrável (Foto: Reprodução/USPTO) — Foto: TechTudo

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

O documento traz uma breve explicação sobre a escolha desse material: “Condutores em nanotubos de carbono apresentam boa flexibilidade e resistência a rachaduras. As estruturas podem ser incorporadas em condutores de sinal, tais como cabos flexíveis de circuitos impressos, placas de circuitos rígidos ou circuitos com saída flexível”. Em outras palavras, os nanotubos de carbono formariam canais flexíveis e dobráveis que permitiriam a passagem de sinais elétricos.

Um outro ponto que chama a atenção no documento é o uso explícito do nome iPhone. Geralmente, as empresas utilizam nomenclaturas genéricas, como “dispositivo eletrônico” ou “gadget”. Além disso, se faz menção sobre os futuros materiais que a Apple poderia empregar nos próximos celulares, como cerâmica, fibra, alumínio, plástico e vidro.

Apesar de ser um documento oficial, as patentes não significam que as ideias sairão do papel. Elas existem para garantir que nenhuma outra empresa ou indivíduo irá roubar a ideia especificada no arquivo.

iPhone 7 comprado nos EUA funciona no Brasil? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo