Por Da Redação; da Redação


Os celulares com preços de até R$ 1 mil são os mais populares entre brasileiros. É o que mostra um estudo elaborado pela empresa de pesquisas Kantar Worldpanel, e revelado com exclusividade pelo TechTudo. Ao longo de todo o ano passado, 72,2% dos smartphones vendidos no país estavam abaixo deste valor.

Apesar dessa faixa de preço ainda dominar o mercado, os aparelhos mais baratos estão perdendo espaço a cada ano para modelos mais caros. O mesmo estudo mostra que 11,5% dos telefones comprados no último ano custaram além de R$ 1,5 mil – o percentual quase dobrou em relação a 2015.

LG K10 (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

Ao longo desta semana, que antecede a feira internacional de celulares de Barcelona (MWC 2017), vamos mostrar como se configurou o mercado de celulares/smartphones em 2016. A iniciativa faz parte de uma parceria entre o TechTudo e Kantar, com direito a dados exclusivos que não foram divulgados anteriormente. Amanhã (21/02) será a vez de saber quais são os aplicativos mais populares do país.

Até R$ 500

Os celulares com preço até R$ 500 representaram 34,7% das vendas em 2016. Embora seja um número significativo, aparelhos nessa faixa de preço vêm perdendo espaço para celulares mais caros, visto que em 2014 e 2015, eles refletiam 40% das vendas de smartphones.

LG K4 (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo) — Foto: TechTudo

Como está mais difícil encontrar celulares com esse valor, os consumidores acabam ficando sem muitas opções – é possível comprar modelos mais simples, como o Galaxy J1, da Samsung, o LG K4, da LG, o Zenfone Go, da Asus, e o Vibe B, da Lenovo. Por menos de R$ 500, o consumidor também encontra smartphones com Windows Phone, como o Lumia 532.

Entre R$ 500 e R$ 1.000

Os celulares na faixa de preço entre R$ 500 e R$ 1.000 são os mais populares entre brasileiros. Essa é a categoria com maior número de vendas em 2016: 37,5%. No entanto, esse percentual também vem caindo em uma comparação anual: em 2014, eles representavam 47% das vendas e, em 2015, somavam 44%.

[marca] Galaxy J5 Metal (Foto: Thássius Veloso/TechTudo) — Foto: TechTudo

Por esse valor, o consumidor compra aparelhos da LG, como o LG X Power, que oferece bateria de 4.000 mAh, e o LG K10, que deve ter seu preço ainda mais reduzido com a chegada da segunda geração. Nessa faixa de preço, também é possível encontrar aparelhos da Motorola, como o Moto G 4 Play, e da Samsung, como o Galaxy On 7 e o queridinho dos brasileiros, Galaxy J5 Metal.

Vale lembrar que todos esses modelos estão na lista de mais procurados pelos brasileiros, segundo o ranking do buscador Zoom.

Entre R$ 1.000 e R$ 1.500 

Moto G 4 Plus [marca] 10 (Foto: Ana Marques/TechTudo) — Foto: TechTudo

Enquanto a compra de celulares mais baratos cai anualmente, a busca por modelos com preço acima de R$ 1.000 se mostra crescente a cada ano. Os aparelhos na faixa de R$ 1.000 e R$ 1.500 representavam 8% das vendas em 2014 e 10,5% em 2015. Já em 2016, eles somaram 16,5% das vendas.

Nessa faixa de preço é possível comprar o Galaxy J7 Prime, da Samsung, e o Moto G 4 Plus, da Motorola, celulares que foram os mais buscados em janeiro de 2017 no Brasil. Além deles, o consumidor encontra o Zenfone 3, da Asus, e o Vibe K6 Plus, da Lenovo.

Entre R$ 1.500 e R$ 2.000

O interesse em celulares de R$ 1.500 a R$ 2.000 cresceu nos últimos três anos. Os smartphones nessa faixa de preço representaram 6,6% das compras de aparelhos móveis no ano passado. Em 2015, esse número equivalia a 3,5% e, em 2014, a 3%. Ou seja, a busca por esse tipo de celular quase dobrou de um ano para o outro.

Xperia XA Ultra com marca 2 (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo) — Foto: TechTudo

Por esse valor, já é possível encontrar aparelhos intermediários com especificações melhores, como o Galaxy A7 2016, da Samsung, o Xperia XA, da Sony, e até mesmo o LG G5 SE, versão especial do smartphone top de linha da LG.

Entre R$ 2.000 e R$ 2.500

Os celulares com preços entre R$ 2.000 e R$ 2.500 representaram 2,6% das vendas em 2016, resultado 1% maior que o do ano anterior e 1,6 % maior em relação a 2014.

Moto Z Play (Foto: Luciana Maline/TechTudo) — Foto: TechTudo

Nessa faixa de preço, estão disponíveis o Galaxy S6, celular top de linha da Samsung em 2015, e o Moto Z Play, versão mais barata do celular modular da Motorola. Por esse valor também é possível comprar celulares da Apple: o iPhone SE, versão especial do telefone da marca, e até mesmo o iPhone 6.

Acima de R$ 2.500

Os celulares com preço acima de R$ 2.500 não tinham números expressivos em 2014. Em 2015, eles representaram 0,9% das vendas e, no ano seguinte, esse percentual mais que dobrou: 2,1%. Quem está disposto a pagar mais de R$ 2.500 em um smartphone pode comprar o Galaxy S7 e sua versão Edge, da Samsung, o Moto Z, da Motorola, Zenfone 3 Deluxe, da Asus, ou os iPhone 7 e iPhone 7 Plus, celulares mais modernos da Apple.

Veja modelos de capa para proteger o iPhone 7 e iPhone 7 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo) (Foto: Veja modelos de capa para proteger o iPhone 7 e iPhone 7 Plus (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)) — Foto: TechTudo

Colaborou: Thássius Veloso.

Qual é o melhor celular de até R$ 1.000? Comente no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo