Por Da Redação; Para O TechTudo


A função básica do Chkdsk (ou Check Disk) é verificar a integridade do sistema de arquivos e dos metadados do sistema operacional em um volume de disco. Ou seja, o recurso avalia todo o disco rígido para encontrar e corrigir problemas. Alguns desses erros de software podem ser entradas corrompidas na tabela mestre de arquivos (master file table, ou MFT), descritores de segurança incorretos associados a arquivos ou, até mesmo, informações de tamanho de arquivo ou carimbo de hora desalinhados sobre arquivos individuais.

Chkdsk também pode digitalizar, opcionalmente, todos os setores em um volume de disco em busca de setores defeituosos. Os setores defeituosos se apresentam de duas formas: soft bad sectors, que podem ocorrer quando os dados são mal escritos, e os hard bad sectors, que podem ocorrer por causa de danos físicos ao disco.

O recurso tenta corrigir esses problemas reparando os soft bad sectors, e marcando os hard bad sectors para que eles não sejam usados novamente. Veja como usar o programa para corrigir problemas no Windows.

Descubra como corrigir problemas de disco rígido no Windows com Chkdsk (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

É recomendável executar o Chkdsk a cada poucos meses, como parte da manutenção de rotina. Você também deve considerar executá-lo sempre que o Windows tenha sido desligado de forma anormal, como após uma perda de energia ou falha do sistema. Também é aconselhável fazer a verificação de disco em caso de problemas com aplicativos não carregando ou falhando.

Como verificar um disco do Windows 

Executar a ferramenta de verificação de disco do Windows a partir da área de trabalho é fácil. Veja como:

Passo 1. Abra o Explorer e acesse o item “Este Computador”. Em seguida, clique como botão direito do mouse no disco a ser verificado. No menu que será exibido, clique na opção “Propriedades”;

Acessando as propriedades do disco rígido (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Passo 2. Na janela de propriedades, clique na guia “Ferramentas” e depois no botão “Verificar”;

Iniciando a ferramenta de verificação de disco do Windows (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Passo 3. Quando aparecer a janela “Verificação de Erro”, clique em “Verificar unidade”;

Iniciando a verificação de disco (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Passo 4. Aguarde o processo até finalizar. Depois que a ferramenta verificar sua unidade, se nenhum erro foi encontrado, basta clicar em “Fechar”.

Concluindo a verificação de disco (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

No Windows 8 e Windows 10, o sistema pode informá-lo que não encontrou nenhum erro na unidade. Ainda assim, é possível executar uma avaliação manual clicando em “Verificar unidade”. Inicialmente, a ferramenta executará uma ''varredura'' sem tentar reparar, de modo que não reiniciará o PC neste momento.

Se a verificação rápida de disco revelar problemas, o Windows apresentará essa opção para você. Se você quiser forçá-lo, porém, você terá que usar o Prompt de comando para executar o chkdsk. Veja como fazer isso.

Como usar o comando ChkDsk no prompt de comando

Para ter mais controle sobre o processo de verificação de disco, basta usar o ChkDsk no Prompt de comando. Se você estiver usando o Windows 8 ou Windows 10, essa é a única maneira de forçar a correção automática ou a procura por setores ruins.

Para começar, pressione as teclas “Windows + X” e selecione a opção “Prompt de Comando (Admin)” no menu que aparece.

Acessando o Prompt de Comando como administrador (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Basicamente, o comando Chkdsk suporta um número de parâmetros opcionais, mas nesse tutorial será mostrado os dois mais importantes: /f e /r .

Se você usar somente o comando Chkdsk, o recurso irá verificar a sua unidade em modo de leitura, relatando erros, mas não tentará repará-los. Por esse motivo, o comando, geralmente, pode ser executado sem ter que reiniciar o PC.

Usando o chkdsk sem parâmetros no Prompt de Comando (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Para usar o chkdsk com a intenção reparar os erros do sistema de arquivos lógicos durante a verificação, adicione o parâmetro ''/f''. Note que se a unidade tiver arquivos que estão em uso (e provavelmente terá), você será solicitado a agendar uma verificação para a próxima reinicialização.

Reparando erros com chkdsk /f (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Para usar o Chkdsk com a intenção de verificar se existem setores defeituosos, será necessário usar o parâmetro ''/r''. Ao usá-lo, o parâmetro ''/f'' é implícito, o que significa que chkdsk irá avaliar o disco procurando por erros lógicos e setores defeituosos. 

Encontrando setores defeituosos com chkdsk /r (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Executar o ''Chkdsk /r'' traz uma análise mais completa que pode ser executada em um volume. E se você tiver algum tempo de sobra para a verificação de setores, é altamente recomendável executá-lo, pelo menos periodicamente.

Há outros parâmetros possíveis de usar com Chkdsk. Para conhecer todos, use-o da seguinte forma: ''chkdsk /?''.

Conhecendo todas as opções do chkdsk (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito) — Foto: TechTudo

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Mais do TechTudo