Por Filipe Garrett, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A nova geração das placas de vídeo Radeon RX, baseadas nos processadores gráficos Polaris, já está chegando ao mercado norte-americano e, com isso, muitos consumidores podem ficar na dúvida na hora de comprar ou trocar o componente. A comparação entre as top de linha da Polaris, RX 480, lançada em 2016, e a sua substituta, a RX 580, apresenta uma série de detalhes e pontos que podem dificultar a vida de quem está no processo de escolha, como o preço, a velocidade e o consumo de energia.

Abaixo, você vai entender melhor as diferenças que existem entre as duas placas de vídeo e entender qual das duas Radeon é a melhor escolha para o seu bolso.

Versões dos fabricantes da RX 580 podem aumentar a vantagem da 580 sobre a 480 em termos de velocidade — Foto: Divulgação/Gigabyte Versões dos fabricantes da RX 580 podem aumentar a vantagem da 580 sobre a 480 em termos de velocidade — Foto: Divulgação/Gigabyte

Versões dos fabricantes da RX 580 podem aumentar a vantagem da 580 sobre a 480 em termos de velocidade — Foto: Divulgação/Gigabyte

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Pequeno salto de geração

Tanto a RX 480 e RX 580 usam processadores Polaris 10, mas a RX 580 se beneficia de unidades fabricadas com processos mais amadurecidos. Em geral, a manufatura de microchips tende a ganhar em eficiência e precisão com o tempo, o que acaba causando dois efeitos práticos: redução no custo para a AMD e possibilidade do aumento de performance, já que a GPU fica capaz de funcionar em ritmo mais acelerado sem riscos de danos causados pelo calor e sem consumir muito mais energia.

É isso que está por trás das novas RX 500 (550, 560, 570 e 580): todas usam, basicamente, o mesmo design e princípios das RX 400, mas por contarem com processadores fabricados em processos mais evoluídos, acabam sendo mais baratas e rápidas. A RX 480, por exemplo, chegou ao mercado por US$ 239 (cerca de R$ 760, sem impostos) na versão de 8 GB. A RX 580 estreia a US$ 229 (R$ 730, em conversão direta).

Na performance, também houve melhoras. Embora os processadores tenham a mesma contagem de unidades computacionais e processadores stream, 36 e 2.304, respectivamente, a GPU Polaris das RX 580 funciona a velocidades mais altas: ela opera de 1.257 MHz a 1.340 MHz, enquanto a RX 480, com as mesmas 36 UCs e 2.304 processadores streams, fica em 1.120 MHz e 1.266 MHz.

Em que a RX 580 é melhor?

Radeon RX 580 tem especificações parecidas com a antecessora — Foto: Divulgação/AMD Radeon RX 580 tem especificações parecidas com a antecessora — Foto: Divulgação/AMD

Radeon RX 580 tem especificações parecidas com a antecessora — Foto: Divulgação/AMD

A diferença é pequena em termos de velocidade, mas existe. A RX 580 tem como vantagem o fato de ser mais nova, e isso deve garantir mais tempo de suporte no mercado e um ciclo maior acompanhando os futuros lançamentos de jogos.

Um fator interessante, e que deve tumultuar bastante as opções de RX 580 no mercado, é o fato de que a AMD não produziu uma versão de referência da RX 580. Isso dá aos fabricantes das placas Radeon ainda mais liberdade para que placas com registros de velocidade ainda melhores apareceram imediatamente, algo que pode tornar a RX 580 ainda mais interessante diante da RX 480.

E como fica o consumo?

Radeon RX 480 tem vantagens em relação ao consumo menor. E os preços devem cair — Foto: Divulgação/AMD Radeon RX 480 tem vantagens em relação ao consumo menor. E os preços devem cair — Foto: Divulgação/AMD

Radeon RX 480 tem vantagens em relação ao consumo menor. E os preços devem cair — Foto: Divulgação/AMD

Aumento de velocidade e desempenho bruto em um processador de qualquer tipo, normalmente, significa aumento da quantidade de energia circulando pelo interior do chip. Isso significa que, para deixar as Polaris mais rápidas, a AMD abriu mão da eficiência energética e do baixo consumo associados com essa arquitetura.

O resultado, no caso específico da RX 580, chama atenção: enquanto sua antecessora direta consumia 120 watts, a nova Radeon top de linha da Polaris precisa de 150 watts para operar em capacidade máxima.

Conclusão

Para quem já tem uma RX 480, há poucas razões para upgrade. Embora a RX 580 seja mais rápida e exista grande liberdade para que os fabricantes a tornem ainda melhor com overclocks e séries especiais, as margens não devem ir muito além do que a própria AMD já foi capaz de definir como padrão da nova geração das suas Polaris.

Quem está no mercado em busca de uma nova placa de vídeo, no entanto, fica em uma situação mais complexa: a chegada da RX 580 ao mercado brasileiro (que, levando-se em conta o ciclo dos últimos lançamentos de AMD e Nvidia, não deve demorar mais do que algumas semanas), poderá causar impacto nos preços da RX 480, deixando-os mais baixos.

Nesse cenário, a melhor saída é balancear as suas expectativas: se a sua proposta são jogos em Full HD (1080p) e ótimas configurações, mas você está disposto a sacrificar algumas delas em jogos mais recentes, uma versão com overclock da RX 480 vai atender as suas necessidades, com potencial de economia.

No entanto, se você tem realidade virtual na alça de mira e quer ir além do Full HD, rodando games em 2K (1440p), uma versão com overclock da RX 580 é a melhor escolha.

Como montar um PC gamer? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo
QUE CONFUSÃO!
Smartphones mudam para o horário de verão na madrugada de 21 de outubro e usuários reclamam na web
Foto: (TechTudo)
LEMBRA DE SECOND LIFE?
Fundado em 2003, o simulador online ainda está em funcionamento
Foto: (Reprodução)
VALE A PENA?
Fone JBL T110BT é um dos mais baratos do mercado nacional e tem bateria para seis horas de música
Jogos
Quadriculados esquisitos, pombas e corações são algumas estampas das camisas mais estranhas do jogo
Foto: (Reprodução/Murilo Molina)
Redes sociais
Mensageiro recomenda sempre checar se a informação é confiável antes de compartilhar
SOLTA O SOM!
Orientações também indicam métodos para o carregamento ser mais rápido e eficiente
Foto: (Raquel Freire/TechTudo)
COMEÇOU!
Empresa também deixou de lado qualquer possibilidade de mudança no aplicativo até o fim do pleito presidencial
Foto: (Marvin Costa/TechTudo)
DEMAIS!
Listagem de setembro traz os dez smartphones Android mais rápidos. Dois estão à venda no Brasil: Galaxy Note 9 e Zenfone 5Z.
Foto: (Divulgação/Asus)