Por Raquel Freire, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

O Google mostrou que está investindo na segurança dos celulares Android ao anunciar o Google Play Protect durante a conferência Google I/O, na semana passada. O antivírus promete remover malware do sistema operacional avaliando todos os apps do dispositivo, sejam eles instalados via Google Play Store ou não.

A ferramenta já faz parte do Android 8, liberado em versão Beta (de testes) para desenvolvedores, mas a atualização com os recursos chegará para todos os aparelhos com Google Play nas "próximas semanas". Consultada pelo TechTudo, a empresa não soube dizer como será feita a atualização, nem soube detalhar como os modelos mais antigos vão funcionar com o novo antivírus.

Play Protect é a nova ferramenta de segurança do Google para Android  — Foto: Divulgação/Google Play Protect é a nova ferramenta de segurança do Google para Android  — Foto: Divulgação/Google

Play Protect é a nova ferramenta de segurança do Google para Android — Foto: Divulgação/Google

Além disso, o sistema de segurança também alimenta o antigo Android Device Manager, que foi totalmente redesenhado e agora se chama Find My Device (Localizar o meu dispositivo, em português). Entenda como funciona a tecnologia de proteção do Google, que estará presente no novo Android 8 e em versões mais antigas do sistema móvel.

App do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Inteligência artificial

O funcionamento do Play Protect é baseado em aprendizado em máquina (machine learning, em inglês). Com mais de 2 bilhões de Androids ativos no mundo, o Google consegue examinar diariamente mais de 1 bilhão de aparelhos e 50 bilhões de apps. Todas essas informações são usadas pelo Play Protect, que compara o comportamento de aplicativos entre os dispositivos. Se algum estiver agindo de forma suspeita, o antivírus remove o software do Android.

O escaneamento é feito tanto nos apps baixados via Play Store quanto nos instalados por outros meios. Nesse último caso, o Play Protect poderá enviar as aplicações instaladas de fontes desconhecidas para o Google, alimentando o banco de dados sobre o comportamento dos programas. O sistema também conta com um modo de navegação segura, que funcionará no Chrome e irá alertar ao usuário sobre sites maliciosos.

Alerta do Google Play Protect sobre site malicioso  — Foto: Divulgação/Google Alerta do Google Play Protect sobre site malicioso  — Foto: Divulgação/Google

Alerta do Google Play Protect sobre site malicioso — Foto: Divulgação/Google

Verificação desde o download

Durante o download do aplicativo na Play Store, o serviço de proteção fará sua primeira verificação. Paralelo a isso, o Play Protect fará exames periódicos no Android "sempre à procura de novos riscos, identificando aplicativos potencialmente prejudiciais e mantendo-os fora do seu dispositivo ou removendo-os", nas palavras do próprio Google.

Google Play Protect verificará apps durante download na Play Store  — Foto: Divulgação/Google Google Play Protect verificará apps durante download na Play Store  — Foto: Divulgação/Google

Google Play Protect verificará apps durante download na Play Store — Foto: Divulgação/Google

Se encontrar algum app potencialmente perigoso, o antivírus pode enviar um alerta para que o usuário faça a desisntalação ou simplesmente excluir o app por conta própria, comunicando a remoção ao dono do aparelho. De acordo com a gigante de buscas, o sistema será incorporado em todos os dispositivos com Google Play, estará sempre se atualizando e automaticamente tomará medidas para manter os dados e o dispositivo seguros.

Mais visibilidade

O Android atual já tem sistemas de segurança integrados, mas eles funcionam em segundo plano. Uma das grandes diferenças que o Play Protect irá trazer é colocar isso à vista do usuário. Na seção da Play Store "Meus apps e jogos", o processo de verificação constante estará bem no topo da tela.

Tela "Meus apps e jogos" exibirá verificações do Google Play Protect  — Foto: Divulgação/Google Tela "Meus apps e jogos" exibirá verificações do Google Play Protect  — Foto: Divulgação/Google

Tela "Meus apps e jogos" exibirá verificações do Google Play Protect — Foto: Divulgação/Google

O menu principal da loja oficial do Google também terá uma opção destinada apenas ao Play Protect. Ali será possível ver o status de segurança do dispositivo e dos aplicativos, bem como realizar o vasculhamento manual.

Desativação da proteção

Quem costuma instalar apps via APK poderá achar a proteção constante do Play Protect incômoda. Para esses usuários, a boa notícia é que o serviço poderá ser desabilitado com facilidade. Bastará abrir a Play Store, clicar no menu principal, entrar no Play Protect e desativar a opção "Verificar ameaças à segurança no dispositivo".

Caso você opte por desativar a checagem do Google Play Protect, lembre de usar ferramentas de segurança para escanear os aplicativos em APK.

Find My Device, app que substitui o Android Device Manager, é alimentado pelo Play Protect  — Foto: Divulgação/Google Find My Device, app que substitui o Android Device Manager, é alimentado pelo Play Protect  — Foto: Divulgação/Google

Find My Device, app que substitui o Android Device Manager, é alimentado pelo Play Protect — Foto: Divulgação/Google

Localizar o meu dispositivo

Como mencionado no início do texto, o Google Play Protect também alterou o Gerenciador de dispositivos Android. O novo "Localizar o meu dispositivo" tem basicamente as mesmas funções do app anterior, permitindo encontrar aparelhos Android perdidos ou roubados, enviar alarmes, bloquear ou apagar os dados pessoais do sistema. O Google não entrou em detalhes sobre como a alimentação do Play Protect irá afetar o Find My Device, mas certamente o app reformulado irá fornecer dados para incrementar o aprendizado do sistema de proteção.

MAIS DO TechTudo