Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo


Um telefone que cabe na palma da mão, com 99% de plástico, que apenas faz ligações e recebe SMS. A tecnologia pode parecer ultrapassada, mas é exatamente por ter essas configurações que os microcelulares estão tomando as prisões do Brasil ao passarem despercebidos pelos detectores de metal.

Com cerca de seis centímetros, os aparelhos fabricados na China têm visuais curiosos, semelhantes a pequenos brinquedos. Apesar de não terem homologação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), os dispositivos são vendidos livremente em sites de compra por um preço médio de R$ 230. Em alguns casos, é possível escolher entre cinco cores do modelo.

Microcelulares com 6 centímetros de altura dominam presídios brasileiros — Foto: Divulgação/Long-CZ Microcelulares com 6 centímetros de altura dominam presídios brasileiros — Foto: Divulgação/Long-CZ

Microcelulares com 6 centímetros de altura dominam presídios brasileiros — Foto: Divulgação/Long-CZ

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

Fáceis de comprar e de esconder, os microcelulares têm formatos variados, todos com tamanho equivalente ao de uma tampa de caneta ou, no máximo, de um isqueiro. Alguns lembram os antigos "tijolões" da Nokia, enquanto outros apostam nos fãs de carros de luxo ao simular chaves e miniaturas de BMW, Audi, Porsche ou Ferrari.

Além do tamanho e do disfarce no visual, uma das especificações que faz com que o dispositivo entre em presídios sem ser notado é a fabricação em plástico. Segundo vendedores, os "menores celulares do mundo" têm apenas 1% de metal, o que impede que detectores percebam o aparelho. O detalhe é tão característico que não é difícil encontrar questões em sites de compra confirmando a barreira de identificação.

Recursos

Alguns modelos de microcelular oferecem design semelhante a miniatura de carro com 99% de plástico — Foto: Divulgação/Zanco Alguns modelos de microcelular oferecem design semelhante a miniatura de carro com 99% de plástico — Foto: Divulgação/Zanco

Alguns modelos de microcelular oferecem design semelhante a miniatura de carro com 99% de plástico — Foto: Divulgação/Zanco

Por dentro, os pequenos telefones têm configuração básica e já conhecida por quem teve um celular quinze anos atrás. É possível fazer e receber ligações e SMS, adicionar contatos e usar a calculadora ou o rádio FM. Em alguns mais avançados há conectividade Bluetooth e uma função curiosa identificada na caixa de um dos modelos da Long-CZ: um modificador de voz.

Todos os microcelulares encontrados à venda em sites brasileiros são fabricados em países como China e India. De marcas desconhecidas, muitas vezes sem página oficial na web, ou encontradas apenas após longas traduções para o chinês, os telefones são completamente desbloqueados e funcionam com chips de qualquer operadora.

Tamanho

Microcelulares têm tamanhos equivalentes a isqueiros ou até mesmo tampas de caneta — Foto: Divulgação/Haimingelec Microcelulares têm tamanhos equivalentes a isqueiros ou até mesmo tampas de caneta — Foto: Divulgação/Haimingelec

Microcelulares têm tamanhos equivalentes a isqueiros ou até mesmo tampas de caneta — Foto: Divulgação/Haimingelec

Entrar com um microcelular na prisão pode não ser o objetivo que levou à criação dos pequenos telefones. Entretanto, o tamanho e peso dos aparelhos facilitam qualquer operação mal-intencionada. Um modelo com design tradicional tem, em média, 7 centímetros de altura, 2,3 cm de largura e espessura de 1,3 cm. O peso é de aproximadamente 20 g.

Já os celulares em formato de chave ou miniatura de carro, como é o caso dos modelos da Zanco e da Haimingelec, são mais espessos, com 3 centímetros e peso de 30 g. Para compensar, a altura dos dispositivos é ainda menor, por volta de 5,5 centímetros. É exatamente o tamanho de uma tampa de caneta.

Preço

No Brasil, telefones são vendidos mesmo sem homologação por a partir de R$ 200 — Foto: Divulgação/Haimingelec No Brasil, telefones são vendidos mesmo sem homologação por a partir de R$ 200 — Foto: Divulgação/Haimingelec

No Brasil, telefones são vendidos mesmo sem homologação por a partir de R$ 200 — Foto: Divulgação/Haimingelec

Em sites de compra brasileiros, os microcelulares podem ser encontrados com facilidade por a partir de R$ 200. Há modelos com os mais diferentes visuais e até mesmo opções de cores. Em algumas páginas, vendedores costumam oferecer uma “garantia de funcionamento”.

Fora do país, no entanto, os aparelhos considerados “os menores celulares do mundo” estão à venda por cerca de € 26,99 ou US$ 30, aproximadamente R$ 94, sem taxas. Neste caso, há telefones ainda mais sofisticados, com promessas de câmeras e slots para cartão de memória.

Qual o melhor celular de até 700 reais? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo