Por Isabela Giantomaso, para o TechTudo

email facebook googleplus pinterest twitter whatsapp

A DJI revelou nesta semana um estabilizador que promete transformar qualquer usuário em cineasta. O gimbal Ronin 2 é compatível com modelos de câmeras DSLRs simples até os profissionais mais pesados. Além disso, funções inteligentes como modo panorâmica e controle a distância ajudam nas gravações em movimento.

Construído com fibra de carbono para ficar mais leve e durável, o Ronin 2 tem braços flexíveis de 50 mm, sistema de desencaixe rápido e GPS integrado para garantir a estabilização em todas as cenas. Segundo a DJI, o gimbal trabalha com motor torque e resiste à ventos fortes e forças G até mesmo em carros em movimento, sem deixar as imagens tremidas.

Ronin 2 tem funções inteligentes e pode receber equipamentos pesados — Foto: Divulgação/DJI Ronin 2 tem funções inteligentes e pode receber equipamentos pesados — Foto: Divulgação/DJI

Ronin 2 tem funções inteligentes e pode receber equipamentos pesados — Foto: Divulgação/DJI

O modelo é bastante customizável e pode receber, além de câmeras de todos os tamanhos, lentes, microfones, cabos, drones e guindastes. Caso seja necessário, também é possível acoplar outros sistemas de estabilização ao novo Ronin 2.

Entre as funções inteligentes do estabilizador estão o controle à distância com banda dupla (2,4/5,8 GHz) para menos interferência e os ajustes via aplicativo, que permitem configurar o gimbal com movimentos cinematográficos pré-configurados e a troca de lentes de tamanho e peso parecidos, sem a necessidade de recalibrar o aparelho.

Os modos de disparo panorâmico e em timelapse também estão disponíveis no equipamento, junto ao recurso CamArchor, que permite salvar posições para locais favoritos de filmagem.

Ronin 2 pode ser controlado à distância com banda dupla e aplicativo — Foto: Divulgação/DJI Ronin 2 pode ser controlado à distância com banda dupla e aplicativo — Foto: Divulgação/DJI

Ronin 2 pode ser controlado à distância com banda dupla e aplicativo — Foto: Divulgação/DJI

Outro diferencial do Ronin 2 é o sistema de bateria dupla embutido. Com a ferramenta, o cinegrafista pode carregar câmeras e acessórios como microfones e luzes no próprio estabilizador enquanto está gravando. As baterias têm autonomia de 2,5 horas, segundo a DJI, e são removíveis, o que deve colaborar ainda mais para o tempo de filmagem.

Assim como o Goggles, óculos lançado pela DJI para pilotar drones sem as mãos, o Ronin 2 ainda não está à venda. A única informação que os usuários interessados podem anotar na agenda por enquanto é a data de lançamento a partir de setembro de 2017, mas também não há preço revelado.

Qual tipo de drone vale a pena no Brasil? Comente no Fórum do TechTudo.

MAIS DO TechTudo